No dia 29 de agosto, celebra-se o Dia Nacional da Visibilidade Lésbica, cujas origens remontam ao 1º Seminário Nacional de Lésbicas, ocorrido em 1996, como forma de discutir temas relacionados à organização, saúde e representatividade.

Firmando-se como uma das várias datas importantes da comunidade LGBTQIA+, a comemoração reflete a luta das mulheres lésbicas pela igualdade de direitos na sociedade e pela “livre expressão das sexualidades e diversidade de orientação sexual e identidade de gênero”.

É claro que dos anos 1990 para cá, muita coisa mudou – mas ainda há um longo caminho a se percorrer. A luta pela representatividade, seja em âmbitos sociais, seja na mídia, é contínua e necessária, visto que, dia após dia, seis mulheres lésbicas são vítimas de estupro e, em dentre esses crimes, 60% foram reincidências (via Gênero e Número); segundo pesquisadoras do NIS (Núcleo de Inclusão Social), o índice de violência contra as lésbicas teve aumento exponencial entre 2014 e 2017.

Para relembrar desses debates imprescindíveis, o CinePOP separou uma breve lista com dez produções para celebrar a visibilidade lésbica, desde potentes dramas até divertidas rom-coms.



Confira abaixo as nossas escolhas e conte para nós qual o seu título favorito:

ELENA UNDONE (2010)

Aproveite para assistir:

Direção: Nicole Conn

Onde assistir: YouTube



Elena (Necar Zadegan) é mãe e esposa de um pastor bastante dedicado. Peyton (Traci Dinwiddie), por outro lado, é uma escritora assumidamente lésbica. O caminho das duas se cruzam várias vezes e uma amizade se inicia. De amigas, elas acabam desenvolvendo algo mais profundo e iniciam um tórrido romance. Peyton tenta se prevenir, antes que seu coração queira algo que não terá. Elena, por sua vez, está embalada pelo romance e incentiva a relação, mesmo sem nunca ter imaginado que beijaria uma mulher.

FLORES RARAS (2012)

Direção: Bruno Barreto

Onde assistir: Globoplay

1951, Nova York. Elizabeth Bishop (Miranda Otto) é uma poeta insegura e tímida, que apenas se sente à vontade ao narrar seus versos para o amigo Robert Lowell (Treat Williams). Em busca de algo que a motive, ela resolve partir para o Rio de Janeiro e passar uns dias na casa de uma colega de faculdade, Mary (Tracy Middendorf), que vive com a arquiteta brasileira Lota de Macedo Soares (Glória Pires). A princípio Elizabeth e Lota não se dão bem, mas logo se apaixonam uma pela outra. É o início de um romance acompanhado bem de perto por Mary, já que ela aceita a proposta de Lota para que adotem uma filha.

CAROL (2015)

Direção: Todd Haynes

Onde assistir: Looke

Um dos grandes filmes da década passada, Carol é um drama romântico que certamente irá te envolver do começo ao fim. Estrelado por dois grandes nomes do cinema, Cate BlanchettRooney Mara, o aclamado longa-metragem de Todd Haynes acompanha a complexa relação de amizade e de amor entre Therese Belivet e Carol Aird, que desafiam os preceitos engessados da sociedade em que vivem para poderem ser quem são, não importa o que os outros digam.



SIGNATURE MOVE (2017)

Direção: Jennifer Reeder

Onde Assistir: Amazon Prime Video, YouTube

Na casa dos 30 anos, Zaynab (Fawzia Mirza) é uma advogada paquistanesa, muçulmana e lésbica que mora em Chicago. Parveen (Shabana Azmi), sua mãe que recentemente ficou viúva, acabou de se mudar para sua casa e passa os dias assistindo TV e procurando um marido para a filha única. Zaynab se apaixona por Alma (Sari Sanchez), uma mexicana arrojada e brilhante. Rosa, mãe de Alma é uma ex-lutadora, o que encanta Zaynab, que pratica luta livre. Zaynab tenta esconder da mãe a sua vida amorosa e aos aulas de luta que realiza.

DUCK BUTTER (2018)


Direção: Miguel Arteta

Onde assistir: Netflix

A comédia conceitual Duck Butter não é um dos títulos mais conhecidos do cenário mainstream, mas talvez seja um ótimo passatempo para quem queira apenas se divertir. Com direção de Miguel Arteta e roteiro de Alia Shawkat, a história gira em torno de duas mulheres insatisfeitas com as mentiras e infidelidades de relacionamentos que fazem um pacto de passar 24 horas juntas, na esperança de achar uma maneira nova de criar intimidade e vulnerabilidade.

RAFIKI (2018)

Direção: Wanuri Kahiu

Onde assistir: Telecine

O poderoso drama de Wanuri Kahiu pode até ter sido banido do Quênia quando lançado, mas não deixaria de aparecer na nossa lista. A elogiada história é centrada em Kena (Samantha Mugatsia) e Ziki (Sheila Munyiva), duas grandes amigas cujas famílias são rivais políticas. Apesar das adversidades, elas permaneceram unidas ao longo dos anos, apoiando uma a outra na batalha pela conquistas de seus sonhos. A relação de amizade transforma-se em um romance que passa a afetar a rotina da comunidade conservadora em que vivem. As jovens terão que escolher entre experienciar o amor que partilham, ou se distanciar em função de uma vida segura.

A FAVORITA (2018)

Direção: Yorgos Lanthimos

Onde assistir: Paramount+

Na Inglaterra do século XVIII, Sarah Churchill, a Duquesa de Marlborough (Rachel Weisz) exerce sua influência na corte como confidente, conselheira e amante secreta da Rainha Ana (Olivia Colman). Seu posto privilegiado, no entanto, é ameaçado pela chegada de Abigail (Emma Stone), nova criada que logo se torna a queridinha da majestade e agarra com unhas e dentes à oportunidade única.

RETRATO DE UMA JOVEM EM CHAMAS (2019)

Direção: Céline Sciamma

Onde assistir: Telecine

Em mais uma obra-prima, a aclamada cineasta Céline Sciamma nos convida para um drama de época eximiamente arquitetado com Retrato de uma Jovem em Chamas. Na França do século XVIII, Marianne (Noémie Merlant) é uma jovem pintora que recebe a tarefa de pintar um retrato de Héloïse (Adèle Haenel) para seu casamento sem que ela saiba. Passando seus dias observando Héloïse e as noites pintando, Marianne se vê cada vez mais próxima de sua modelo conforme os últimos dias de liberdade dela antes do iminente casamento se veem prestes a acabar.

THE PERFECTION (2019)

Direção: Richard Shepherd

Onde assistir: Netflix

thriller psicológico The Perfection é uma das produções mais insanas da Netflix e uma das surpresas da plataforma. Apesar de não ter agradado a todos, o filme merece ser conferido por sua acidez visual e por sua originalidade. A trama gira em torno de uma jovem que costumava ser considerada um prodígio do violoncelo e passa a perseguir seu mentor e a nova pupila, deixando sua busca por perfeição tomar um rumo sinistro.

ALGUÉM AVISA? (2020)

Direção: Clea DuVall

Onde assistir: NOW

A elogiada e divertida comédia romântica Alguém Avisa?’ retrata uma das experiências mais comuns da comunidade LGTBQIA+: ser forçada a não revelar sua orientação sexual com medo de represária. A história, ambientada nas celebrações de fim de ano, acompanha uma jovem (Mackenzie Davis) que luta para contar aos pais conservadores que é lésbica, enquanto ela e a namorada (Kristen Stewart) os visitam para o Natal.

Não deixe de assistir: