Nosso especial do Mês do Orgulho continua a todo vapor e, depois de termos passado pela música e pelo cinema, está na hora de voltarmos a atenção para as produções televisivas.

Ao longo dos anos e da supremacia seriada como forma de entretenimento, a comunidade LGBTQ+ foi continuamente retratada através de estereótipos baratos que não contemplavam a complexidade de seus membros. Felizmente (ainda que tenha chegado com relativa demora), os últimos quinze anos representaram uma superação desses preconceitos velados com aumento exponencial de personagens queer – nos entregando produções não apenas válidas e representativas, mas também extremamente aclamadas.

Por essa razão, separamos dez séries com a temática em questão e que retratam pessoas da comunidade LGBTQ+ em seus diferentes níveis.



Confira abaixo nossas escolhas e conte para nós qual a sua favorita:

POSE (2018 – PRESENTE)

Aproveite para assistir:



Temporadas: 02

Onde assistir: Netflix

Ambientada da cidade de Nova York entre os anos 1980 e 1990, Pose é, de longe, a melhor produção de Ryan Murphy em uma década. Analisando os obstáculos e o cotidiano da comunidade LGBTQ+ em uma época marcada por estigmas sociais e pela explosão preocupante do vírus do HIV/AIDS. Entretanto, o show não se restringe apenas à tragédia, e sim funciona como uma ode à cultura dos ballrooms e do vogue, fazendo história ao tornar-se a obra com maior elenco trans de todos os tempos – liderado por nomes como Dominique JacksonMJ Rodriguez.



ONE DAY AT A TIME (2017 – PRESENTE)

Número de temporadas: 04

Onde assistir: Netflix, PopTV

O cancelamento de One Day at a Time pela Netflix gerou uma onde de choque e de frustração. Afinal, a sitcom já havia conquistado o público com força descomunal, principalmente por trazer tantas minorias e tanta representatividade para a plataforma de streaming. A história gira em torno de uma família cubano-americana que luta para viver um dia de cada vez em São Francisco – e, nesse meio tempo, temos Justina MachadoIsabella Gomez em uma relação mãe-filha extremamente tocante e que perpassa todas as angústias do jovem queer (isso sem falar da presença icônica da lendária Rita Moreno).

EUPHORIA (2019 – PRESENTE)



Número de temporadas: 01

Onde assistir: HBO

O drama teen, liderado por uma performance impecável de Zendaya como Rue, acompanha a vida de uma adolescente de dezessete anos dependente química que acaba de sair da reabilitação. A medida que ela tenta voltar à rotina, percebe que seus colegas de escola também enfrentam os próprios desafios, envolvendo sexo, drogas, traumas e mídias sociais.

GRACE AND FRANKIE (2015 – PRESENTE)

Número de temporada: 06



Onde assistir: Netflix

Grace and Frankie pode até ser liderado pela química estupenda entre duas divas do entretenimento – Jane FondaLily Tomlin -, mas os criadores da série não deixaram de lado a presença LGBTQ+. Mais do que isso, Martha KauffmanHoward J. Morris resolveram transferir a comum perspectiva jovem para personas idosas, que não são retratadas com tanta força no cenário mainstream – e o resultado foi uma comédia irretocável e emocionante sobre frustração, mudanças e o complexo âmbito matrimonial.

SENSE8 (2015 – 2018)

Número de temporadas: 02



Onde assistir: Netflix

Outro caso de cancelamento que nos deixou furiosos: Sense8 durou apenas duas temporadas e uniu tudo o que queríamos em um mesmo lugar – drama, sexo, ação e personagens adoráveis e bastante complexos. A ficção-científica trouxe diversas temáticas de importância essencial para a sociedade contemporânea, bem como mais da metade de seu elenco queer, inclusive a atriz trans Jamie Clayton como a apaixonante hacker Nomi. Mesmo com um especial de Natal, a série ainda deixa saudades e é revisitada por qualquer um que apenas deseje se sentir bem.

QUEER EYE (2018 – PRESENTE)

Número de temporadas: 05

Onde assistir: Netflix


Um dos reality shows mais famosos da Netflix é, sem dúvida alguma, Queer Eye. O fabuloso reboot da série de 2003 mostra cinco homens gays conhecidos como os Fab Five. São eles: Antoni Porowski, especialista em comida e vinhos; Tan Franceexpert em moda; Karamo Brown, especialista em cultura; Bobby Berk, versado em design; e Jonathan Van Ness, o guru dos cuidados pessoais – todos trabalhando juntos para trazer um pouco mais de alegria a turbulentas e complicadas vidas.

UNBREAKABLE KIMMY SCHMIDT (2015 – 2019)

Número de temporadas: 04

Onde assistir: Netflix

Unbreakable Kimmy Schmidt é uma série de comédia como nenhuma outra e, por essa razão, nos conquista através de personagens bizarros que vivem na cidade de Nova York. Ainda que Ellie Kemper viva a protagonista, é Tituss Burgess que rouba nossa atenção com Titus Andromedon, um ator amador que deseja, mais que tudo, tornar-se famoso. Enquanto o revestimento da produção é hilário, Titus é uma complexa persona que, além de ser pobre, é gay, afeminado, gordo e negro – e que não perde a chance de nos estontear com sua beleza e seu glamour.

RUPAUL’S DRAG RACE (2009 – PRESENTE)

Número de temporadas: 12 (série principal) + (spin-off)

Onde assistir: Netflix, VH1

As olimpíadas LGBTQ+ são comumente associadas ao reality show RuPaul’s Drag Race’. Apresentado pela lendária RuPaul, a série pode até ter começado com o pé esquerdo, mas agora estende-se por um total de 17 temporadas13 Emmy Awards. A competição anual traz um grupo de drag queens que participam dos mais diversos desafios de dança, canto, atuação e design, lutando pela coroa de Estrela Drag da América e um prêmio de 100 mil dólares.

TRANSPARENT (2014 – 2019)

Número de temporadas: 05

Onde assistir: Amazon Prime Video

A aclamada e premiada série da Amazon gira em torno de uma família de Los Angeles com sérios problemas de relacionamento. Mort (Jeffrey Tambor) tem três filhos, já adultos: Ali (Gaby Hoffman), Sarah (Amy Landecker) e Josh (Jay Duplass). Quando ele os reúne para falar do futuro, os três ficam chocados ao descobrir que o assunto não é herança finaceira, mas a notícia de que o pai deseja se assumir como transgênero. Todos os relacionamentos, com o mundo, com eles mesmos e um com o outro, irão se modificar à medida que os segredos e as dificuldades vão se desvendando.

THE L WORD (2004 – 2009)

Número de temporadas: 06

Onde assistir: Globoplay

The L Word acompanha as vidas e os amores de um grupo de lésbicas que vivem em Los Angeles. A personagem principal, Jenny (Mia Kirshner), é recém-formada pela Universidade de Chicago, e se muda para LA a fim de morar com seu namorado, Tim (Eric Mabius), que acabou de começar uma carreira profissional como escritor. A vida de Jenny dá uma reviravolta quando ela conhece as vizinhas Bette (Jennifer Beals) e Tina (Laurel Holloman), um casal que está prestes a dar o próximo passo e começar uma família, após estarem juntas há sete anos. Em uma festa, Jenny encontra Marina (Karina Lombard), a dona de uma cafeteria local, e de repente seu impulso a faz começar a questionar a própria sexualidade. Outras amigas de Bette e Tina incluem Dana (Erin Daniels), uma jogadora de Tênis profissional, Alice (Leisha Hailey), uma jornalista, Shane (Katherine Moennig), cabeleireira incapaz de ficar com apenas uma mulher, e Kit (Pam Grier), meia-irmã de Bette que luta contra o alcoolismo.

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE