Durante uma entrevista para o Comic Book, o diretor Lee Cronin (The Hole in the Ground‘) falou um pouco mais sobre o vindouro ‘A Morte do Demônio 4‘ (‘Evil Dead Rise’) e definiu a trama como “uma montanha russa de terror.”

“Para mim, a principal questão quando você está desenvolvendo algo novo, é ter certeza de causar sensações distintas nas pessoas, como uma montanha-russa. Para ter certeza de que há voltas e reviravoltas e que seja visceral e envolvente. Para resumir tudo isso, voltando ao que acabei de dizer, eu queria criar uma montanha-russa de terror.”

Ele continuou:



“Essa foi realmente a resposta para mim. Minhas memórias sobre a franquia me faziam pensar: ‘Como isso pode acontecer?’ E ainda continua a mexer com a minha mente toda vez que assinto. Quero fazer algo nesse sentido sensorial, uma experiência completa de terror. E essa é a coisa que eu estou tentando fazer.”

Lembrando que o remake e os dois primeiros filmes da franquia foram ambientados numa cabana no meio de uma floresta do Tennessee, mas o novo filme vai mudar esse conceito.

Recentemente, Bruce Campbell, astro dos originais, revelou ao 1428 Elm que ‘Evil Dead Rise‘ será ambientando num cenário urbano e as cenas de terror serão expandidas para uma cidade inteira.

“‘Evil Dead Rise‘ trará cenas grotescas numa escala que os fãs nunca viram. Esqueçam a cabana na floresta e tranquem as portas de suas casas porque os mortos-vivos vão invadir as ruas.”, disse ele.

Aproveite para assistir:



Anteriormente, o Bloody Disgusting já havia divulgado que a sequência deve ter um prédio ou arranha-céu como principal cenário, o que seria uma referência direta ao novo título.

Infelizmente, Campbell também confirmou que Ash não irá retornar para o novo filme, já que novos protagonistas serão inseridos.

“A franquia precisa se manter sozinha sem depender de um ou outro personagem, sabe? O que é bom, é libertador. Podemos inserir heróis e heroínas diferentes agora,será uma trama mais dinâmica… Só queremos manter a série atualizada, e não resgatar o que ficou no passado. O mantra da franquia é que nossos heróis são apenas pessoas comuns, eles podem ser qualquer um.”



De acordo com a Empire, Cronin foi escolhido a dedo pelo próprio Sam Raimi, criador dos filmes originais.

Em seu perfil no Twitter, Cronin disse que está honrado pela oportunidade de trabalhar com Raimi, com o produtor Robert Tapert e com o próprio Campbell.

Confira:

“Eu acho que o gato está fora da bolsa. Ou Henrietta está fora da adega? Estou emocionando por todas as palavras amáveis e desejos de boa sorte. Obrigado! Estou honrado por colaborar com as lendas que são Sam Raimi, Robert Tapert e Bruce Campbell em um novo capítulo da franquia ‘A Morte do Demônio‘.”

Lançado em 1981, o primeiro filme da franquia foi escrito e dirigido por Raimi, tornando-se um grande sucesso, arrecadando US$ 2,5 milhões pelo mundo, a partir de um orçamento de apenas US$ 350 mil.



Em 1987, foi lançado A Morte do Demônio 2’, seguido por Army of Darkness em 1992.

Em 2013, o aclamado cineasta Fede Alvarez investiu em um remake que, arrecadou US$ 100 milhões pelo mundo, a partir de um orçamento de US$ 16 milhões.

Além disso, garantiu uma recepção sólida pela crítica especializada, acumulando 62% de avaliações positivas no Rotten Tomatoes.

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva