De acordo com o The Blast, Amber Heard foi abandonada pela equipe jurídica que a representava no caso de difamação iniciado por Johhny Depp em 2019.

Para quem não sabe, Depp entrou com uma ação contra a ex-esposa no ano passado por difamação depois que ela escreveu um artigo acusando-o de abusar fisicamente dela durante os dezoito meses de casamento.

Prestes a enfrentar mais uma audiência no segundo semestre de 2020, a atriz não será mais defendida pela equipe chefiada por Roberta Kaplan, contratada por Heard desde o início da polêmica.


Foi dito que a equipe decidiu se afastar do caso por conta das “despesas com viagens e logística”, que estavam se tornando “cada vez mais caras” devido à distância para se encontrar com a atriz.

Fontes ligadas ao caso afirmam que Heard está de acordo com o fim da parceria e irá buscar novos representantes no estado da Vírginia, nos EUA.

Aproveite para assistir:

Por outro lado, Adam Waldman, um dos advogados de Depp disse ao portal que:

Kaplan está se retirando do caso para evitar qualquer ligação com as falsas alegações da senhorita Heard contra o meu cliente. Pretendemos descobrir as reais motivações sobre a saída da equipe jurídica dela.”

Agora, a defesa de Depp também está investigando se Heard realmente doou para a caridade os milhões de dólares que ganhou em seu processo de separação contra o ator.

Em uma recente investida, os advogados do astro pediram ao tribunal da Virgínia para emitir intimações obrigando as supostas organização de caridade a comprovarem que foram beneficiadas por doações vindas de Heard.


Lembrando que este processo é um caso separado à ação judicial movida por Heard em 2018, quando ela alegou os abusos sofridos enquanto estava casada com Depp.

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE