Depois de se consolidar como a produtora que mais realizou longas-metragens no Brasil entre 2016 e 2017, com dez títulos exibidos em circuito comercial, a Paris Entretenimento planeja para 2018 um crescimento de 100% em número de produções.

O ano começou aquecido, com outros sete longas de ficção, dos mais diversos gêneros, já em andamento: O Doutrinador, filme de super-heróis rodado no início do ano e com estreia prevista para setembro; as comédias Minha Irmã e Eu, com Ingrid Guimarães e Tatá Werneck, e Dois Mais Dois; além do infanto-juvenil Adeus Inocência, que junta Maísa Silva e Larissa Manoela no elenco; o infantil Detetives Do Prédio Azul 2;Tudo Bem no Natal Que Vem, previsto para as férias de fim de ano; e Meu Nome É Gal, cinebiografia da cantora Gal Costa.

Ainda sobre a distribuidora, dos cinco maiores filmes da história do cinema nacional, três foram distribuídos pela Paris Filmes:Nada a Perder, Os Dez Mandamentos e Minha Mãe é Uma Peça 2, além de distribuir diversos sucessos internacionais.

Confira alguns dos principais lançamentos nacionais até 2019:



O Doutrinador:

Aproveite para assistir:



Depois de se desiludir com a carreira policial e ver a filha morrer atingida uma bala perdida, o agente especial da polícia federal Miguel Montesanti cria um plano ambicioso: matar, um por um, símbolos da corrupção brasileira. Usando uma marcante máscara de gás para proteger sua identidade, Miguel passa a ser O Doutrinador, um antiherói controverso que irá despertar a fúria dos corruptos, mas que ganhará notoriedade frente à população.

Direção: Gustavo Bonafé | Lançamento: 6 de setembro de 2018

Detetives Do Prédio Azul 2:



Pippo, Bento e Sol participam de um concurso musical com sua banda. A invejosa Berenice, bruxa-mirim sobrinha da síndica Leocádia, faz de tudo para sabotar os rivais e ganhar a competição, porém acaba desaparecendo junto com outros participantes. Os detetives decidem investigar até que encontram uma pista: um convite para a Expo-Bruxo na Itália. O trio então embarca para o velho continente e começa a investigar os irmãos Máximo e Mínima Buongusto, jurados do concurso.

Direção: Pedro Henrique Motta | Lançamento: Janeiro 2019 (previsão)

Adeus Inocência:



Bel (Maisa Silva) sonha em ser famosa na internet, mas não consegue emplacar seu canal no YouTube. Quando as eleições do grêmio estudantil da sua escola são abertas, ela encontra a oportunidade perfeita para se lançar como blogueira politizada — ainda que não saiba absolutamente nada sobre o assunto. Ao ser eleita, ela vai ganhando não só seguidores, mas também responsabilidades. Para completar, Bel precisa lidar com conflitos familiares crescentes, como as brigas entre o pai e a madrasta, as revelações da irmã mais velha, e a perseguição da irmã mais nova, que também quer pegar carona na fama dela.

Lançamento: 2019

Tudo Bem no Natal Que Vem:



Jorge passou a vida inteira dividindo seu aniversário com a data comemorativa mais importante do ano. Ele cresceu fazendo de tudo para evitar o natal, mas não é tão fácil fugir da festa quando se tem dois filhos pequenos e uma esposa disposta a fazer um almoço comemorativo para a família inteira. Ao tentar consertar a instalação elétrica da casa para acender a decoração natalina, Jorge toma um choque fortíssimo e apaga. Ele então acorda no dia de natal do ano seguinte, vivendo o inferno da comemoração em família outra vez. Ele dorme, acorda, e é natal de novo. E de novo. E de novo.

Direção: Paulo Cursino | Lançamento: Dezembro 2018 (previsão)



Minha Irmã e Eu:

Atualmente, o sertanejo é o gênero musical mais popular do Brasil e a presença de mulheres nesse meio tem crescido a cada ano, preenchendo a falta de representação que o público feminino sentia em relação ao gênero. Agora, artistas como Marília Mendonça e Simone & Simaria falam de forma direta e divertida sobre ser traída e se vingar do ex, encher a cara, beijar quem tiver vontade e curtir a noite com as amigas sem dar satisfação para ninguém. É nesse universo irreverente e popular que se passa o filme Minha Irmã e Eu, comédia em que Ingrid Guimarães e Tatá Werneck vivem as irmãs Glaucia e Jailde, uma dupla sertaneja de origem pobre que ganhou os palcos de todo o Brasil.

Lançamento: 2019

Meu Nome É Gal:


Gal Costa é uma das maiores intérpretes da música brasileira, referência estética e comportamental em um Brasil oprimido pela ditadura militar. Mencionada por João Gilberto e Caetano Veloso como a maior cantora do Brasil, caracterizada por seu vigor e voz cristalina. Conhecida como diva do desbunde, foi símbolo sexual e musa do Tropicalismo. Atravessa as décadas se reinventando em estilos diversos, mantendo seu talento singular. Conhecida mundo afora com o espetáculo ‘Fatal’, impressiona com sua presença de palco e sua poderosa voz. O longa biográfico fará o recorte da adolescente que cantava com uma panela de feijoada na cabeça em Salvador, à explosão como musa máxima do Tropicalismo até a consagração da maior e mais popular voz do Brasil.

Direção: Lô Politi e Dandara Ferreira| Lançamento: 2019

A Dama da Liberdade:

A Dama da Liberdade é uma adaptação cinematográfica do livro homônimo de Kléster Cavalcanti, jornalista desde 1994 e com passagens por veículos como Veja, IstoÉ e Estadão. Este é o quinto livro publicado de Kléster, que já conquistou – entre outros prêmios – três Jabutis, a mais importante premiação literária do Brasil. A história do filme é uma livre adaptação da vida de Marinalva Dantas que, desde 1995, dedica sua vida à libertação de escravos e regulamentação das condições de trabalho no Brasil.

Lançamento: 2019 (previsão)

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE