Já foi o tempo em que desenho era produto para criança. Nas últimas décadas as animações têm ganhado cada vez mais espaço nos festivais, com temáticas mais universais e técnicas mais realistas. O resultado é que no momento das premiações as disputas na categoria Melhor Animação têm sido uma das mais concorridas. E, desde que a DreamWorks surgiu no mercado com seu desconstruído ‘Shrek’, ela tem oferecido longas de animação profundamente emocionantes e com uma qualidade técnica impecável. É o caso de ‘Abominável’, que chega dia 26 de setembro aos cinemas.

Tudo começa com a jovem Yi correndo para cima e para baixo, envolvida em mil trabalhos e bicos para conseguir juntar dinheiro para (e isso descobrimos mais tarde) realizar o sonho de seu falecido pai, que era o de fazer uma viagem pelo interior da China mostrando todos os seus locais favoritos para sua família. Focada no trabalho, Yi não dá atenção à mãe, à avó ou ao amiguinho Peng, que mora no andar de baixo. Só que um dia ela encontra uma criatura mágica no seu telhado – um Yeti, mais conhecido no Brasil como Abominável Homem das Neves – e, ao perceber que ele está sendo caçado por gente do mal, ela resolve ajudá-lo a voltar para casa, no Monte Everest.

Com um argumento simples da jornada do herói – Yi recebe a missão que não estava em seus planos e sai em uma aventura não inusitada para realizar um objetivo maior do que suas ambições pessoais – a DreamWorks volta a colocar o protagonismo em uma garota (coisa que ela não fez em ‘Shrek’, ‘Como Treinar Seu Dragão’, ‘Kung Fu Panda’ nem em ‘Madagascar’, mas que deu muito certo em ‘Trolls’), e esse fato é fundamental para que o olhar sobre a criatura dita abominável seja imediatamente suavizado, pois desde o primeiro encontro Yi busca cuidar e ajudar o pobre animal.

A jornada de aprendizagem pessoal atravessada pela protagonista é acompanhada por Peng, seu amiguinho, e Jin, primo deste. Os amigos, junto com Everest (nome que dão ao amigo peludo), viverão grandes aventuras para chegar ao Himalaia, superando obstáculos e fugindo dos vilões que querem caçar o animal. Sobra espaço até mesmo para fazer uma leve crítica à poluição nos oceanos, com plásticos que ficam presos nos animais. Mérito do roteiro redondinho de Dave Polsky e Jill Culton, que também presta homenagem a longas de fácil reconhecimento pelo público, como ‘E.T: O Extraterrestre’, ‘King Kong’, ‘Nem Que a Vaca Tussa’, ‘Dora Aventureira’, ‘Avatar’, ‘Kubo e a Espada Mágica‘ e ‘Tá Chovendo Hamburger’.

10 filmes de terror no Amazon Prime Video para fugir dos problemas…

Aproveite para assistir:

10 Séries de Comédia para Maratonar nas Próximas Semanas

Outra coisa que chama muito a atenção são os efeitos visuais e especiais. Sabemos que a DreamWorks criou seu próprio software para elaborar seus VFX, mas a técnica utilizada nesse filme é de encher os olhos. Especialmente em uma cena, em que ocorre uma onda de flores, é impossível não ficar boquiaberto com o requinte com que a cena e o plano-sequência foi elaborado. Sério, parece real. Sem mencionar o próprio pelo do Everest, que ondula como se tivesse densidade. Fiquem de olho, pois todo esse investimento pode render algumas indicações ao Oscar 2020.

Talvez o único ponto realmente fora do lugar na produção seja o título em português. Quer dizer, ok que essa criatura é conhecida como Abominável Homem das Neves aqui no Brasil, mas, na boa, é só olhar a carinha desse fofucho no pôster que você já sabe que de abominável ele não tem nada.

Abominável’ é uma bela história de amizade, crescimento e aprendizagem, simplesmente emocionante. Não duvide que ‘Abominável’ irá te levar às lágrimas, pois é desses filmes cativantes que te transportam para dentro da história graças à magia da sétima arte.

15 Séries da Netflix Para Maratonar

15 Séries da Globoplay Para Você Maratonar

15 Séries da Amazon Prime Para Maratonar neste mês

10 reality shows insanos pra você que amou The Circle e Casamento às Cegas

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE