Não é raro nos depararmos com filmes de ficção baseados em eventos reais tão bizarros, que nos surpreende com relação à capacidade de tudo aquilo que estamos vendo ter de fato acontecido de verdade. Mas, com frequência, a vida real é mais inacreditável do que a ficção. E exemplo disso pode ser visto no lançamento ‘Ao Lado de um Assassino’, filme estadunidense de 2018 que recém chega para aluguel sob demanda no NOW, Amazon, Vivo Play, Google Play, YouTube Filmes e Apple TV+.

Tyler (Charlie Plummer) é um adolescente introvertido concorrendo a uma vaga de liderança no seu grupo de escoteiros, do qual seu pai, Don (Dylan McDermott) é líder. Tyler vive em uma pequena cidade religiosa, assombrada pelos crimes do passado de um assassino em série, conhecido como Clovehitch, que matava mulheres depois de amarrá-las e torturá-las. Tudo muda, porém, quando Tyler descobre resquícios em um galpão que indicam a identidade do foragido serial killer. Para descobrir a verdade e trazer paz à cidade em que vive, o jovem rapaz une forças com Kassi (Madisen Beaty), uma adolescente excluída do grupinho social e obcecada em encontrar os rastros do verdadeiro Clovehitch.

Inspirado nos crimes reais do assassino em série Dennis Rader – conhecido nos EUA como BTK –, ‘Ao Lado de um Assassino’ é um desses filmes cujo grande lance não é exatamente descobrir a identidade do assassino, mas sim tentar responder à outra pergunta: por qual motivo um indivíduo que tem tudo na vida tiraria a vida de alguém, ainda mais sob tortura? Uma vez que o nome do serial killer é apresentado logo de início, resta ao espectador acompanhar como o protagonista irá trabalhar sua investigação e como a coisa toda irá se resolver no fim do longa.



Até por conta isso o roteiro de Christopher Ford dá uma cansada. Os primeiros dois arcos são protagonizados pelo jovem Tyler – que, aliás, é um personagem sem sal e sem personalidade –, e acompanhamos suas desconfianças e suas ridículas tentativas de simplesmente não fazer nada quando a verdade está bem à sua frente. No último arco, entretanto, há uma mudança de protagonismo, e passamos a acompanhar o ponto de vista do assassino sobre os eventos presente, para então, só no trecho final, ambos os acontecimentos – que correram em paralelo – se encontrarem, para que possamos entender como se dá a resolução da trama. Uma vez que essa alternância não vinha sendo utilizada ao longo do filme, é simplesmente esquisito que essa técnica seja utilizada de repente, ainda mais em se tratando do trecho final, e isso acaba deixando a sensação de que o filme de Duncan Skiles simplesmente não tinha história o suficiente para render as uma hora e cinquenta de duração em que chega em sua versão final.

Aproveite para assistir:

Para quem está começando a curtir histórias de serial killer, ‘Ao Lado de um Assassino’ pode ser um bom entretenimento, pois não exige muita investigação e deixa todo o enredo bem mastigadinho para quem está assistindo, bem como um filme para iniciantes no gênero.



Comentários

Não deixe de assistir: