Aqui, o contexto sombrio da Ditadura Franquista na Espanha dos anos 70 ganha novas e peculiares cores que destoam do seu cenário sócio político vigente. Em meio a um regime autoritário em que a imprensa e demais mídias eram submetidas à aprovação dos controles de censura, nasce Explota Explota, uma sensorial explosão de risos, canto e dança que transforma o que poderia ser tão obscuro em um vigoroso sorriso e em um incontestável desejo de cantarolar.

Na trama, María (Ingrid García-Jonsson) abre mão de um casamento para seguir o seu sonho de ser dançarina na televisão. Mas cercada por uma sufocante censura, seus movimentos são frequentemente monitorados e boicotados por serem considerados sensuais demais. E à medida em que tenta romper as barreiras sociopolíticas do canal onde trabalha, ela também encontra em Pablo (Fernando Guallar) a chance de viver o amor verdadeiro. O único problema é que ele é o herdeiro da emissora, onde também ajuda a controlar as rígidas políticas de censura sustentadas avidamente por seu pai.

Uma sensação no mercado europeu, o musical dirigido e co-roteirizado por Nacho Álvarez cativa por seu instantâneo encanto. Explorando cores quentes a partir de uma paleta que enche os nossos olhos, a produção é lindamente construída desde seu design de produção às suas efusivas coreografias. Transformando as canções da aclamada artista italiana Raffaela Carrà em ritos narrativos, Explota Explota faz as vezes de Across The Universe, o apaixonante filme de Julie Taymor, que transformou os hits dos Beatles em um musical cheio de alegorias e referências históricas. Mas aqui, o humor e o vigor das pomposas e dançantes músicas de Raffaella ditam o compasso do roteiro do começo ao fim, em uma trama sobre amor e liberdade, em tempos de repreensão.



Com cenários perfeitamente construídos, o musical possui uma estética profundamente consciente, que visa proporcionar uma experiência quase plástica, tão meticulosa e impecável que é. Trazendo cor a ambientes até mesmo bem neutros, como os halls de um aeroporto, o interior de uma aeronave e os cômodos de uma emissora de grande prestígio, o longa é uma delirante viagem visual, com sets repletos de personalidade que contrastam com uma Espanha de época. Com boas atuações e performances musicais cheias de brilho e movimento, a comédia cativa a audiência em uma fração de minutos, induzindo-na a uma jornada do mais puro e leve entretenimento.

Aproveite para assistir:

Colorida e sinestésica, a produção cumpre com o que promete e ainda permite o público brasileiro conhecer um pouco mais da trajetória musical de Raffaella, tão amada na Espanha, mas quase nada conhecida por aqui. Com Fernando Guallar exalando seu carisma com ares hollywoodianos nas telas, Explota Explota conta com belíssimos figurinos e é uma ótima pedida da HBO Max para os amantes de musicais e de quebra ainda consegue trazer aquela mesma prazerosa atmosfera que tanto amamos em Hairspray.

Comentários

Não deixe de assistir: