Ezra Miller parece uma locomotiva sem freios, não para de aprontar e sempre tem surgido novas denúncias. Envolvido em uma série de polêmicas, a cada dia o nome do artista está em alguma manchete negativa. Dessa vez, uma vítima confessa ter sido assediada pelo astro.

O caso aconteceu com uma mulher, que preferiu não revelar seu nome completo por questões de privacidade. Nadia diz que após uma amizade calorosa de dois anos com Miller, principalmente por mensagem de texto, mensagem, o ator foi ao seu apartamento em Berlim tarde da noite em fevereiro de 2022 a seu convite.

Vale destacar que eles não se viam desde que tiveram um encontro sexual consensual em 2020. Mas depois de uma interação amigável, o humor de Miller mudou drasticamente quando ela disse a ele que não podiam fumar dentro de sua casa. Essa mudança gerou algumas atitudes inesperadas.

“Pedi para ele sair umas 20 vezes, talvez mais. Ele começou a me insultar. Eu sou um ‘pedaço de merda transfóbico’. Eu sou um ‘nazista’. Tornou-se tão, tão estressante para mim. Ele andava pela minha casa, olhando tudo, tocando tudo, espalhando folhas de tabaco no chão. Parecia nojento e muito intrusivo”, contou a mulher.


Após implorar, Nadia disse que finalmente convenceu Miller a sair assim que chamou a polícia. O incidente a deixou profundamente perturbada. Embora ela tenha certeza de que nunca se sentiu em risco de agressão sexual naquela noite em seu apartamento, ela acreditava que o Ezra “poderia de alguma forma me atacar fisicamente”.

O que você está achando de tudo isso envolvendo o ator?

Aproveite para assistir:



Não deixe de assistir: