GIGOLÔ POR ACIDENTE

Fading Gigolo, previamente intitulado Gigolô em Decadência no Brasil, chama a atenção por alguns fatores. Primeiro, por ser o primeiro filme em 13 anos a fazer uso do cultuado cineasta Woody Allen (Blue Jasmine) apenas na figura de ator, sem qualquer outro envolvimento maior com a produção. Desde Juntando os Pedaços (2000), do cineasta mexicano Alfonso Arau, que Allen aparece apenas em produções próprias. Fading Gigolo também marca por ser a quinta obra dirigida pelo veterano ator John Turturro, aprendiz e fiel colaborador de cineastas como Spike Lee e os irmãos Coen.

E para finalizar, por seu elenco de apoio, que conta com desde a veterana Sharon Stone (exibindo uma beleza atemporal) até a francesa Vanessa Paradis, ex-mulher do astro Johnny Depp, em seu primeiro filme americano. Na trama, Allen e Turturro são Murray e Fioravante, grandes amigos de décadas. Donos de negócios em uma comunidade judaica de um bairro de Nova York, a sorte da dupla não parece ir bem, quando o personagem de Allen é forçado a fechar sua loja de livros, por falta de clientes. É então, que o astuto sujeito formula um plano nefasto, sem o completo consentimento de seu amigo florista.

6


O personagem de Allen menciona o desejo de sua médica, a Dr. Parker (Stone), em ter um caso sexual tórrido e sem compromisso, numa ménage à trois. Allen resolve indicar seu amigo, Turturro, o incentivando o máximo possível. O sujeito aceita, e as coisas funcionam. Logo, a dupla está faturando alto, com todo o tipo de clientela quando a notícia se espalha pelo bairro. Entre as freguesas desse gigolô está a personagem da sexy latina Sofía Vergara (da série Modern Family). No entanto, ao entrar em contado com Avigal, uma viúva judia, interpretada pela exótica e bela Paradis, as coisas começam a descarrilar.

8

Aproveite para assistir:

Escrito e dirigido por Turturro, Fading Gigolo é levado com muito bom gosto, apesar de seu tema picante. Nada ou nenhuma cena passa do ponto do agradável e tolerável, sendo o filme recomendado para todo tipo de público, dentro da sua censura. Aqui, como era de se esperar, a escatologia (mesmo verbal ou sugerida) não tem lugar. Turturro entrega uma comédia sensível, que tira grande parte de seu humor da situação improvável e absurda. A química de Turturro e Allen, que haviam trabalhado juntos brevemente em Hannah e Suas Irmãs (1986), é ótima. Realmente conseguimos acreditar que esses são amigos de uma vida toda. Em uma cena, a dupla cai no riso quando Allen questiona a potência sexual de Turturro.

7

Allen exibe os trejeitos usuais de qualquer personagem em um filme seu, embora Murray seja um sujeito mais confiante, ardiloso, e sem a neurose e hipocondria que acompanham geralmente a persona do diretor. Talvez o maior defeito de Fading Gigolo seja o fato de que esse é um filme esquecível e pouco memorável. Do tipo que distrai enquanto estamos assistindo, mas que ao término da sessão não teremos muito o que discutir sobre. É uma obra correta, embora aborde um tema incorreto. Na qual todos os elementos parecem estar no lugar, mas que ao mesmo tempo falta tempero. Justamente o tempero que poderia ser trazido caso Fading Gigolo fizesse uso do roteiro de um de seus astros.

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE