Um dos pontos mais interessantes da franquia ‘Harry Potter‘ foi a estranha relação entre Draco Malfoy (Tom Felton) e o professor Snape (Alan Rickman).

Por mais rancoroso que fosse Snape, Draco nutria uma admiração por ele e seu jeito sombrio, e também por seu desprezo a Harry Potter (Daniel Radcliffe).

No entanto, Felton contou à Peacock TV que sentiu arrepios quando conheceu Rickman pela primeira vez, mas foi fácil criar uma conexão com o astro porque “ele era muito gentil”.

“Foi assustador quando eu me encontrei com Alan. Ele era o único ator que eu conhecia, mas foi aterrorizante… Aterrorizante de uma maneira agradável. Ele incorporou o papel de corpo e alma, mas foi fácil me conectar com ele, ele era muito, muito gentil e tinha um senso de humor perverso. Eu devia ter uns 12 anos, na época. Sinceramente, demorei alguns anos para criar coragem suficiente e dizer mais do que ‘oi’.”



Por falar em Rickman, o The Guardian revelou que a editora Canongate vai editar e publicar os diários do ator em formato de livro.

A editora pretende publicar a obra no outono de 2022 em todo o mundo, exceto nos EUA, já que a editora Holt também adquiriu os direitos de distribuição para o público norte-americano.

Aproveite para assistir:

Falecido em 2016 após uma luta contra o câncer, Rickman mantinha 27 volumes de diários que acompanham os últimos 25 anos de sua carreira.

Ele começou a se dedicar na escrita pessoal desde 1990, quando se dedicava ao teatro junto com Royal Shakespeare Company, e sonhava em publicar o material.



As páginas incluem suas reflexões sobre o início de sua carreira até conquistar alguns de seus trabalhos de mais destaque, como Hans Gruber (‘Duro de Matar‘), o xerife de Nottingham em ‘Robin Hood: Príncipe dos Ladrões‘, e o amado Severo Snape na saga Harry Potter.

Em entrevista ao portal, Rima Horton, viúva de Rickman, não conteve sua felicidade ao lembrar quando recebeu a proposta da Canongate.

“Estou muito feliz que Canongate demonstrou interesse em publicar os diários de Alan, e eu não poderia estar mais feliz com o trabalho do editor Alan Taylor. Os diários revelam não apenas Alan Rickman como o ator, mas o verdadeiro Alan… seu senso de humor, sua observação afiada, sua habilidade e sua devoção às artes.”

A editora também publicou um comunicado para comemorar a iniciativa.

Alan Rickman era engraçado, apaixonado, ocasionalmente provocador, e suas escritas dão uma nova visão sobre seu espírito artístico. Ele escrevia seus diários como se estivesse conversando com um amigo próximo. Eles fornecem vislumbres perfeitos de seus pensamentos: parágrafos curtos e enérgicos pintando grandes imagens e oferecendo intrigantes percepções sobre si mesmo, seus colegas e o mundo ao seu redor. Eles são íntimos, perceptivos e muito engraçados.”

No início do ano passado, a autora J.K. Rowling, criadora da franquia ‘Harry Potter‘, compartilhou uma comovente mensagem, revelando que ainda não superou a morte do astro e amigo.

A revelação foi em resposta a uma fã que lhe agradeceu por criar Snape e convencer Rickman a interpretá-lo.



Confira:

“Hoje à noite na Itália, exibiram ‘Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2‘. Como sempre, nunca estou pronta para me despedir de Severo Snape. J.K. Rowling, obrigada por criar esse personagem incrível e por convencer Alan Rickman a interpretá-lo. Ele ficou perfeito.”, disse a fã.

Ao que Rowling respondeu:

“Em ‘Harry Potter e a Criança Amaldiçoada‘, Snape faz sua primeira aparição de costas para o público. Durante o ensaio, eu o vi com sua longa peruca e meus olhos se encheram de lágrimas porque, por uma fração de segundo, eu acreditei que veria Alan quando Snape se virasse.”


Comentários

Não deixe de assistir: