Nos últimos dias, começaram a circular boatos de que o diretor Christopher McQuarrie pretendia explodir uma ponte histórica localizada na Polônia durante as gravações de ‘Missão Impossível 7’

Os relatos apontaram que o ministro da cultura, Pawel Lewandowsk, apoiava a ideia por se tratar de uma construção sem valor cultural.

No entanto, os moradores do vilarejo de Pilchowice protestaram contra a decisão, já que a ponte tem 111 anos e é considerada um monumento da região.

Após a controvérsia, McQuarrie emitiu um comunicado à revista Empire e comentou sobre o assunto, dizendo que tudo não passa de uma farsa.

O cineasta disse que os boatos foram inventados por um indivíduo que estava assediando os membros do elenco depois de não ter sido contratado para o filme.

Aproveite para assistir:

“Na semana passada, surgiram notícia alegando que os produtores de ‘Missão Impossível‘ haviam pedido permissão para demolir uma ponte de 111 anos na Polônia e que estávamos destruindo um pedaço daquela maravilhosa herança do país em nome do entretenimento. Eu li muitas histórias imprecisas nas quais sou mencionado e normalmente as ignoro, mas nesse caso senti que era importante esclarecer as falsas interpretações sobre nossas intenções, começando com isso: nunca houve planos de explodir um monumento histórico de 111 anos.”

Ele também explicou que equipes de turismo da Polônia é que manifestaram interesse na produção, sugerindo a destruição parcial de uma linha ferroviária danificada na tentativa de renovar a área para promover o turismo.

“Uma equipe de turismo entrou em contato com a nossa produção sugerindo a destruição parcial de um linha ferroviária para promover o turismo da região. Esses trilhos fazem ligação com o deck principal da ponte em questão, que os engenheiros consideraram estruturalmente fraca. A ponte não foi construída inteiramente em 1906, como foi relatado. Ela foi parcialmente destruída pelos alemães em retirada durante a Segunda Guerra Mundial antes de ser reconstruída (a ponte atual é, de fato, uma das duas muito semelhantes na área, nenhuma delas é um monumento protegido). Resumindo: para incentivar o turismo, a ponte precisava ser reformada, não destruída.”

O diretor deixou claro que a equipe de efeitos práticos deve destruir apenas as partes inseguras da ponte que precisavam ser reformadas, e não toda a ponte.


Por fim, ele explicou a origem dos boatos:

“Esse exagero foi criado por um indivíduo que queria um emprego na produção, mas não era qualificado para o cargo. Ele perseguiu os membros da equipe e do elenco através das redes sociais e depois difamou nossas intenções para nos penalizar, foi apenas isso. Ele apelou ao emocional dos moradores do vilarejo e os boatos ganharam proporções incontroláveis. Jamais poderíamos causar danos aos marcos culturais que visitamos, e faremos um grande esforço para proteger esses marcos apresentados nos nossos filmes.”

Lembrando que as gravações da sequência devem ser retomadas em setembro deste ano, como revelou o assistente de direção Tommy Gormley.

Gormley disse ao Deadline que está convencido de que tudo voltará ao normal nos próximos três meses e que a produção deve ser finalizada até maio de 2021.

“Esperamos recomeçar a gravar em setembro. Estávamos a dias de rodar em Veneza – estávamos no epicentro quando tudo começou -, e então precisamos parar tudo”, disse ele.

Anteriormente previsto para julho de 2021, ‘Missão Impossível 7’ chegará aos cinemas em 18 de novembro de 2021.

Enquanto isso, Missão Impossível 8 será lançado no dia 3 de novembro de 2022, três meses depois de sua data original. 



 


Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE