O reboot da série ‘Unsolved Mysteries‘, cujo título nacional ficou ‘Mistérios Sem Solução‘, está fazendo um sucesso grandioso na plataforma de streaming da Netflix, levando muitos fãs da produção a reassistirem a versão original, que esteve em exibição entre os anos de 1987 e 2010.

E com muitos dos casos antigos ainda sem solução, muito se especula a respeito de como o remake pretende tratá-los. E durante uma entrevista à revista EW, o produtor da série, Terry Dunn Meurer, salientou que não revisitará as histórias já apresentadas no passado do programa.

Segundo ele, existem muitos novos mistérios que precisam da participação da audiência:

“Eu não acho que vamos revisitar nenhum dos casos originais, porque eles ainda estão em exibição em várias plataformas. Se nós seguirmos adiante com uma nova temporada, eu creio que os casos antigos permanecerão por conta própria. Dicas ainda estão surgindo o tempo todo, porque as pessoas ainda estão assistindo a esses episódios. Casos ainda estão sendo resolvidos com frequência. Nosso plano é – considerando tantos mistérios que ainda temos para contar – que sigamos adiante produzindo novas histórias”.

O programa retorna com mais desaparecimentos, mortes inexplicáveis e eventos paranormais e o mesmo estilo que o projeto original, usando reencenações e entrevistas para recontar as circunstâncias de mistérios não resolvidos. Narrando crimes, contos de amores perdidos, histórias sem explicações e até mesmo eventos paranormais, os espectadores serão encorajados a conectar as informações que podem levar à resolução do mistério.

Aproveite para assistir:

O volume 1 da primeira temporada conta com seis episódios. Ao todo, o ciclo conta com 12 capítulos.

Confira:

Essa não será a primeira vez que a série ganha um revival. Em 2008, o canal Spike apresentou um reboot da série, apresentado por Dennis Farina.

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE