Não só de séries ficcionais, filmes conhecidos e cheios de astros vive a Netflix. O maior streaming do mundo também possui uma vasta coleção de documentários de muita qualidade em seu catálogo. Muitas vezes esnobados por quem não tem o costume de assisti-los, os documentários podem retratar acontecimentos históricos, políticos e culturais, como também falar sobre objetos, emoções e pensamentos a fim de ser um veículo informativo e que gere reflexão para quem está assistindo. Desta forma, separamos alguns documentários bem interessantes e alguns muito emocionantes sobre diversos assuntos, para fazer você sair da zona de conforto de séries e filmes tradicionais e aproveitar bastante os próximos dias.

Elize Matsunaga: Era uma Vez um Crime

O documentário que tem o lançamento mais recente dessa lista é uma produção nacional sobre um dos crimes mais famosos e chocantes do Brasil. Na época, a morte repercutiu na mídia pela vítima se tratar de um dos homens mais ricos do país e pela crueldade e brutalidade do assassinato, já que a vítima foi encontrada esquartejada dentro de sacos ao longo de uma rua deserta. A vítima era ninguém menos do que Marcos Kitano Matsunaga, um dos herdeiros da empresa Yoki. Sua esposa Elize, que nasceu em uma cidadezinha no interior do Paraná, o conheceu através de um site de prostituição. Os dois se apaixonaram e ele pediu para que ela abandonasse a vida que levava e consequentemente ela pediu para que ele deixasse de contratar garotas de programa.

Em 2012 aconteceu o crime, que segundo Elize foi motivado pelo relacionamento abusivo que levava, com constantes traições e ofensas que recebia do marido. Já a família do empresário alega que ela estava interessada no dinheiro, já que ele estava fechando um contrato milionário e que o casamento deles não estava mais sendo de harmonia. Segundo os familiares, Marcos queria a separação. Em sua primeira entrevista que foi concedida à Netflix, feita em 2019 na sua primeira saída do presídio após a pena dela ser progredida para o regime semiaberto, Elize revela detalhes e talvez um lado mais humano em meio a toda essa história. Um dos pontos mais interessantes da série documental foi poder ver o julgamento com outra perspectiva, sem todo o sensacionalismo da mídia, onde podemos perceber o quanto o machismo afeta o sistema judiciário e criminal.



Seguindo os Fatos

Em uma parceria com o BuzzFeed, a Netflix nos apresenta à outra série documental sobre um jornalismo imparcial, com assuntos recentes e na maioria das vezes muito polêmicos. Na Era das Fake News, nos deparamos com um contraste de jornalistas sérios correndo atrás de suas matérias com muita dedicação e entrega, para esse famoso veículo de notícias. São pequenos episódios em torno de 15 minutos, onde podemos entrar nesse mundo junto com o jornalista para entender melhor um determinado assunto e a consequente realização de uma matéria.

Aproveite para assistir:

A série aborda temas mais leves como ASMR (Autonomous Sensory Meridian Response, em português significa Resposta Sensorial Autônoma do Meridiano), como também a luta dos Intersexos pelo direito de não realizar cirurgia antes dos 18 anos na Alemanha e investiga também um crescente grupo de ativistas pelos direitos do homem, onde acreditam que os homens estão se tornando minoria na sociedade. O que chama atenção é a imparcialidade das matérias diante de temas muito polarizados. Ao final de cada episódio, o jornalista em questão mostra todos os pontos, sem trazer à tona a sua opinião pessoal.

Jim e Andy



Jim Carrey é um dos atores mais queridos de uma geração que cresceu com seus papeis nas comédias dos anos 90 e início dos anos 2000. Nesse documentário podemos acompanhar a preparação do ator para viver o controverso humorista Andy Kaufman no filme de 1999, O Mundo de Andy (Man on the Moon), dirigido por Milos Forman. Com imagens inéditas de making of e entrevistas com Jim Carrey, que expõe sua opinião sobre o significado da vida e realidade, da identidade e carreira, Jim e Andy remonta uma reflexão sobre o significado da interpretação de Kaufman na vida de Carrey.

Andy Kaufman não era um comediante comum. Ele não ligava se o seu público estava rindo ou xingando, o importante era causar uma reação. Seu trabalho vanguardista não acabava após o fim das gravações. Ele continuava para quem estivesse perto, na maioria das vezes causando muita confusão nas pessoas que não sabiam o que era realidade ou ficção. No auge da sua carreira, Jim Carrey fez um teste para conseguir o papel de Andy e sua performance foi digna de muitos elogios e um Globo de Ouro em 2000. Nesse documentário podemos acompanhar melhor a grandeza desse trabalho e esse verdadeiro tributo que ele prestou ao comediante.

Garotas no Cárcere

Uma série documental bem emocionante é Garotas no Cárcere. Nela podemos acompanhar jovens meninas na fase mais confusa e cheia de descobertas da vida com um grande detalhe: elas estão reclusas por crimes que cometeram, em um centro de correção juvenil na cidade de Madison, no estado de Indiana nos Estados Unidos. Muitas delas também são viciadas em drogas, o que é muito chocante pois são meninas entre 13 e 18 anos. É uma realidade que muitos de nós não conhecemos, de famílias desestruturadas, drogas e violência. Muitas dessas garotas têm potencial para se tornarem adultos promissores longe do crime, mas a desigualdade, o lugar onde vivem, o apoio familiar e de amigos, na maioria das vezes não existe ou a ajuda só vem de algum desses pilares.

Para quem está na fase de se desenvolver fisicamente e mentalmente para a vida adulta, acaba apresentando dificuldades por estarem inseridas em um contexto social que não as favorece. Com o objetivo de mostrar a rotina dentro do centro de correção juvenil, os responsáveis pelo lugar se tornam mentores para uma ressocialização das jovens na sociedade, oferecendo estudos, atividades e ajuda psicológica.

Mistérios Sem Solução

A Netflix se interessou em reviver uma série documental que estreou em 1987. Estamos falando de Mistérios Sem Solução, que tem em sua premissa traçar perfil dos mistérios da vida real, representando reconstituições de crimes não resolvidos, casos de pessoas desaparecidas, teorias de conspiração e fenômenos paranormais inexplicáveis (abduções alienígenas, fantasmas, OVNIs, etc). O espectador fica muito envolvido com as histórias e os personagens da vida real. Vale apontar que nem todos os casos se passam nos Estados Unidos, o que abre um leque muito maior de possibilidades para serem exploradas pelos responsáveis pela produção. É importante ressaltar também para que nenhuma expectativa seja criada, que os casos apresentados não possuem realmente uma solução e um dos objetivos da série é trazer uma maior atenção a eles e assim, permitir que eles sejam resolvidos.



Comentários

Não deixe de assistir: