O trailer de Godzilla vs Kong segue gerando debate na internet. Após bater o record de trailer mais visto da Warner nas primeiras 24h com 25.6 milhões de visualizações, superando The Batman, que teve 22 milhões de views no primeiro dia no YouTube, o filme rendeu memes de pessoas apoiando seu titã favorito e continua engajando os fãs nas redes sociais.

Um dos passatempos favoritos dos fãs é teorizar sobre o que vai acontecer no filme. Uma dessas teorias, inclusive, parece ter sido confirmada pelos brinquedos oficiais do longa. Segundo os fãs, Kong usaria um machado feito com uma das placas ósseas do Godzilla. Agora, com o visual dos brinquedos, parece claro que, de alguma forma, vão arrumar um porrete feito de uma parte do corpo do rival, o que justificaria ele conseguir cortar a rajada de radiação mostrada no trailer.



Outra teoria que vem sendo bastante difundida é a de que o vilão do filme seria ninguém menos que o letal Mechagodzilla, um dos maiores rivais da vasta história do Godzilla. Essa especulação começou ainda em 2020, quando vazaram os primeiros brinquedos oficiais do filme, que confirmaram, por exemplo, que o Godzilla e o Kong teriam praticamente o mesmo tamanho. Além disso, havia um boneco prateado com mesmo formato do Godzilla, mas não parecia ser o monstro em si. O visual era muito similar a um esqueleto metálico do Rei dos Monstros. Com isso, o pessoal do #TeamGodzilla surtou. Pesa para o lado deles também que em todas as aparições do Mechagodzilla nas telonas, ele só foi derrotado pela parceria do Gojira com outro Kaiju, seja o Rei Cesar ou Rodan. Com o lançamento do trailer, várias pessoas afirmam terem visto o monstrão prateado atacando uma cidade.

Você acha que essa criatura nos escombros é o Mechagodzilla?

No entanto, assistindo a Godzilla 2: Rei dos Monstros (2019), a cena pós-créditos do longa parece indicar o surgimento de um novo vilão. E não, não é o Mechagodzilla. Na cena, vemos o ecoterrorista Alan Jonah (Charles Dance), que acredita que a destruição causada pelos titãs é necessária para restabelecer o equilíbrio natural da Terra, negociando uma parte do corpo de um dos monstros com traficantes mexicanos. E não era uma unha ou placa óssea, mas sim uma das cabeças decepadas do Ghidorah na luta que aconteceu no México.

Como alguns devem saber, o Mechagodzilla é feito por alienígenas. Mais tarde, ele ganharia uma versão construída por humanos como resposta aos frequentes ataques do Godzilla. No entanto, nenhuma delas foi feita com partes decepadas do Rei dos Monstros. Agora, existe um vilão que casa perfeitamente com o que é mostrado na cena pós-créditos: o Mecha-Ghidorah. Criado em 1991, no filme Godzilla vs King Ghidorah, o monstro foi feito no século XXIII, com os restos mortais do Ghidorah, após a derradeira batalha dos anos 1990. Ele então é enviado do futuro para 1992, em uma tentativa de derrotar o Godzilla de uma vez por todas e impedi-lo de destruir Tóquio mais uma vez. Misturando partes orgânicas com a tecnologia futurista, o Mecha-Ghidorah é um adversário ainda mais poderoso que o Ghidorah “orgânico”. Sua característica mais marcante é, sem dúvida alguma, o Raio antigravitacional, que foi responsável por erguer o Godzilla no ar como se ele fosse de espuma.

Aproveite para assistir:



Seguindo o que foi estabelecido no universo até aqui, incluindo o fanatismo de Alan Jonah por despertar os titãs e ver o mundo ser “reformado” com a destruição, parece coerente – se é que há coerência em monstros gigantes trocando sopapos – que ele busque “reviver” ciberneticamente o Ghidorah, que chegou a derrotar o Godzilla em dado momento do filme de 2019 e provocou destruições catastróficas em diversos cantos do mundo. Até mesmo porque seria um adversário que facilmente conseguiria desafiar o reinado do Rei dos Monstros. Então, diante de tamanha ameaça, Godzilla e Kong esqueceriam sua rivalidade milenar para enfrentar o robozão do mal. Há também a possibilidade de termos os dois “mechas” no filme, tanto o Mechagodzilla quanto o Mecha-Ghidorah poderiam tranquilamente tocar o terror nesse mundão, assim como há a possibilidade de não termos robô nenhum e vermos “apenas” Godzilla e Kong se estapeando como se não houvesse amanhã.

Qual a sua teoria favorita?



Após vários adiamentos, o estúdio agora informou ao CinePOP que o filme chega aos cinemas nacionais no dia 25 de Março, uma semana antes da estreia nos Estados Unidos.

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva