Há exatos 34 anos, o clássico Os Garotos Perdidos fazia sua estreia oficial nos Estados Unidos para ascender a uma popularidade atemporal. Dirigido por Joel Schumacher, a história girou em torno de Michael e Sam, dois adolescentes que se mudam com a mãe para Califórnia.

Enquanto o jovem Sam encontra novos amigos com interesses semelhantes, o angustiado Michael acaba se apaixonando por Star, que está envolvida com David, o líder de uma gangue local de vampiros. Ao se dar conta do que está acontecendo, Sam e seus novos amigos embarcam na missão de salvar Michael e Star dos mortos-vivos.

Estrelado por nomes como Corey HaimJason Patric, Kiefer SutherlandDianne Wiest e Corey Feldman, o longa teve sucesso imediatado de crítica e de público, sendo elogiado pelo estilo e pelas atuações, além de arrecadar mais de US$32 milhões contra um orçamento de apenas US$8,5 milhões – dando vida a duas sequências e a uma recém confirmada série de televisão.

Para celebrar seu aniversário, o CinePOP montou uma lista com algumas curiosidades de bastidores, que você poder conferir abaixo:



  • O título soa familiar? Não é por menos: afinal, Os Garotos Perdidos faz alusão aos personagens homônimos da clássica história infantil ‘Peter Pan’, de J.M. Barrie. No romance, os meninos perdidos são crianças que passaram a morar na Terra do Nunca e, assim como os vampiros, nunca envelhecem.
  • Santa Cruz, cidade da Califórnia que deu vida a Santa Carla, foi estigmatizada com o apelido de “Capital Mundial do Assassinato”, devido a uma série de brutais eventos cometidos por três diferentes homens nos anos 1970 (John Frazier, Herbert Mullin e Edmund Kemper, que mataram 28 pessoas em menos de três anos).
  • Gerard McMahon escrever a música-tema do filme, “Cry Little Sister”, depois de apenas ler o roteiro e sem ter visto qualquer cena do longa.

  • De acordo com os roteiristas, o nome da personagem Lucy foi escolhida como referência a Lucy Westernra, do romance ‘Drácula’, de Bram Stoker.
  • Originalmente, a direção ficaria a encargo do produtor executivo Richard Donner, mas, à medida que a produção definhou, ele decidiu tomar as rédeas da ação ‘Máquina Mortífera’ e, no final das contas, contratou Schumacher para o trabalho.
  • Sutherland, que interpretou David Powers, estava relutante em estrelar o filme, até descobrir que Schumacher havia escalado INXSJimmy Barnes para cantar algumas das canções – afinal, o astro sempre foi muito fã deles.
  • Jim Carrey foi considerado para o papel de David. Ele já havia interpretado um vampiro dois anos antes em ‘Procura-se Rapaz Virgem’.

Aproveite para assistir:

  • O filme não terminaria com uma piada, a princípio. Depois da cena com o Vovô (Bernard Hughes) no refrigerador, o longa cortaria para os Garotos Perdidos sobreviventes se reagrupando no hotel submerso. O último frame mostraria um mural em uma parede, feito no começo dos anos 1900, estampando Max (Edward Hermann), do mesmo jeito que estava no presente. Entretanto, a cena nunca foi rodada.
  • Max, o vampiro-chefe, é possivelmente uma alusão a Max Schreck, astro do cinema clássico que viveu o personagem titular do icônico filme ‘Nosferatu’.
Comentários

Não deixe de assistir: