Quando foi anunciado o início da produção de ‘A Menina que Matou os Pais‘, muitos leitores ficaram indignados que a horrível história de terror real brasileira seria contada em dois filmes.

Em entrevista EXCLUSIVA ao CinePOP, o diretor Mauricio Eça e o roteirista Raphael Montes falaram sobre a polêmica em torno dos filmes sobre Suzane von Richthofen e revelaram que NENHUM dos envolvidos no caso foram consultados para os filmes.

Assista:



Aproveite para assistir:

Cada longa tem aproximadamente 80 minutos de duração e conta um ponto de vista diferente da história do casal de namorados Suzane von Richthofen e Daniel Cravinhos.

‘A Menina que Matou os Pais’: Quanto Suzane Von Richthofen vai ganhar pelos filmes?



Os roteiros têm como base informações contidas nos autos do processo que terminou com a condenação dos dois pela morte dos pais de Suzane.

O crime ocorreu em 2002 e chocou o Brasil e o mundo na época. Atualmente, Suzane permanece cumprindo pena no presídio feminino de Tremembé.

O roteiro é assinado por Ilana Casoy, criminóloga, escritora e maior especialista em serial killers do Brasil, juntamente com Raphael Montes, escritor brasileiro de literatura policial sucesso de público e de crítica, traduzido em mais de 20 países.

Comentários

Não deixe de assistir: