Um sucesso é um sucesso, né? Em se tratando de desenho animado da Disney, quanto mais, melhor. E para celebrar os vinte anos do lançamento do primeiro filme de ‘Monstros S.A.’, que nos trouxe um inesperado universo de monstros que assustavam as crianças durante o sono, a empresa de Mickey Mouse traz agora para os fãs um presentão: uma série original intitulada ‘Monstros no Trabalho’, que chega à plataforma Disney+ no próximo dia 7 de julho.

Depois que a ‘Monstros S.A.’ entendeu que melhor que assustar as crianças era fazê-las rir, a empresa pensou em reformular sua estrutura e, para tal, indicou Mike e Sully para as posições de CEO e de gerente da empresa. Assim, os dois passam a elaborar estratégias para renomear os departamentos e instruir os funcionários sobre os procedimentos cômicos para fazer as crianças rirem. Nisso chega Tylor Tuskmon, um monstro recém-recrutado da universidade que chega à Monstro S.A. para ser o novo assustador, porém, tão logo chega ele descobre que apesar de ter conseguido quebrar o recorde de sustos do Sully, agora terá que aprender a ter graça, pois a empresa mudou seu conceito e, se quiser realizar seu sonho de trabalhar lá, Tylor terá que se adaptar.



Com episódios curtinhos de menos de trinta minutos cada, ‘Monstros no Trabalho’ faz ligação direta com o fim do primeiro filme da franquia, seguindo a cronologia dos eventos da produção. Nesse sentido, é interessante observar dois pontos: o primeiro é o desânimo de Sully neste início – compreensível, afinal, ele acabou de perder a porta que o conectava à Boo, e nunca mais irá vê-la; o segundo é a transição corporativa – tema bastante comum no mundo adulto, que aborda as dificuldades de adaptação e de transição no ambiente do trabalho, tanto para os funcionários quanto para os chefes. Por isso, talvez esta seja a produção mais adulta da franquia.

Escrito por Pete Docter e Roberts Gannaway, ‘Monstros no Trabalho’ traz uma diferença para o sequenciamento da franquia: pela primeira vez a história é centrada em outro personagem que não a dupla Sully e Mike. Ao jogar o protagonismo no novato Tylor, o ritmo da história muda, pois o personagem, por estar nesse momento de transição, sente-se confuso e inseguro, e é exatamente este o sentimento que é transmitido ao espectador sobre a produção.

Aproveite para assistir:

Por outro lado, a garotada jovem provavelmente irá curtir os novos personagens do setor de manutenção da empresa, o MIRF – para onde Tylor é designado a trabalhar –, pois são monstros coloridos, alegres, sempre dispostos a tornar tudo melhor. Kate Good, Rob Gibbs e Stephen J. Anderson dirigem esta que provavelmente já é a série que fará a transição de universos de ‘Monstros S.A.’, expandindo-o em outros núcleos para que a franquia não se esgote.



Flutuando entre o universo criado nos filmes e se dedicando muito mais em trazer uma nova fase para a proposta original, a sérieMonstros no Trabalho’ funciona mais como um spin-off da animação de sucesso, com algumas cenas engraçadas e um início bastante reflexivo. Se você é fã, não perca a oportunidade de reencontrar os queridos Mike e Sully!

Comentários

Não deixe de assistir: