O aclamado filme nacional 7 Prisioneiros, estrelado por Rodrigo Santoro e Christian Melheiros, já se tornou um dos grandes sucessos da Netflix e a produção traz uma poderosa trama envolvendo situação análoga à escravidão.

Inspirada em relatos reais de muitas vítimas, o longa ainda apresenta um olhar profundo e doloroso sobre um dos problemas mais graves existentes em nosso país.

E durante uma entrevista à nossa jornalista Rafa Gomes, Santoro e o diretor Alexandre Moratto falaram sobre o novo projeto. Ao longo do bate-papo, o astro ainda desabafou sobre como interpretar o personagem Luca se tornou uma experiência bem intimista e complexa, fazendo com que ele até mesmo se sentisse sujo no papel.

Confira:



Na trama, o jovem Mateus (Malheiros) sai do interior em busca de uma oportunidade de trabalho em um ferro velho de São Paulo comandado por Luca (Santoro). Chegando lá, acaba se tornando vítima de um sistema de trabalho análogo à escravidão.

A produção é de Ramin Bahrani (diretor indicado ao Oscar® com O Tigre Branco, também da Netflix) e Fernando Meirelles (indicado ao Oscar® com Cidade de Deus), com a O2 Filmes, e o roteiro é assinado por Thayná Mantesso e pelo diretor Alexandre Moratto. Conhecido por seu trabalho em Sócrates (2018, vencedor do Spirit Awards), este é o segundo longa metragem do cineasta brasilo-americano.

Aproveite para assistir:

Abrindo com 100% de aprovação no Rotten Tomatoes, o longa sobre escravidão contemporânea recebeu vários elogios pela direção de Alexandre Moratto e pela profundidade de seu roteiro – que explora a escravidão moderna de forma educativa e brutal.



 

A produção é dirigida por Alexandre Moratto e protagonizada também por Christian Malheiros.

 

COMENTÁRIOS

Não deixe de assistir: