As séries médicas sempre fizeram muito sucesso na televisão e tem muita gente que ama acompanhar seus dramas e personagens enquanto eles salvam vidas. Não é à toa, pois num hospital de verdade você pode acabar se deparando com muitas histórias plurais, o que torna tudo muito identificável para o público.

Uma das séries mais famosas nesse estilo é House. O drama médico que teve seu encerramento em 2012 com 8 temporadas, trouxe uma trama cheia de reviravoltas encabeçada pelo Doutor Gregory House (Hugh Laurie), um médico bastante inconveniente e irônico, com dores constantes na perna e que é viciado em narcóticos. Apesar desse histórico complicado, ele é excelente em diagnósticos difíceis de serem descobertos.

Outro drama médico que vem chamando bastante atenção atualmente é The Good Doctor. Shaun Murphy (Freddie Highmore) é um brilhante médico autista que faz parte de um programa de residência em cirurgia. A série acompanha as dificuldades e a superação de Shaun, provando que ele é excelente no que faz e muito capaz, apesar de todo o preconceito recebido por ele.

E por que falar sobre essas duas séries? Um dos principais motivos vem do seu criador. Ambas foram idealizadas, roteirizadas e produzidas por David Shore. Coincidentemente ou não, os dois projetos têm muitas coisas em comum. Se você gosta de um, provavelmente vai gostar do outro. Abaixo citamos 5 das principais semelhanças entre as duas.



1- Protagonistas Brilhantes e Peculiares

Sim, seus personagens principais são muito diferentes em personalidade, mas o que chama bastante a atenção é a genialidade de ambos e a maneira como eles conseguem resolver problemas difíceis da medicina. Shaun tem uma abordagem criativa nas soluções, enquanto House utiliza o método socrático com a sua equipe para tentar entender que tipo de doença o paciente tem, e numa abordagem meio “Sherlock Holmes” ele acerta, geralmente com diagnósticos raros de serem percebidos de primeira

2- Sucesso de Audiência

As duas são sucesso na audiência tanto nos Estados Unidos, como fora dele. House esteve entre as 10 melhores séries americanas de sua segunda à quarta temporada. Também foi o programa de televisão mais assistido do mundo em 2008. A série recebeu inúmeros prêmios, incluindo cinco Emmys, dois Globos de Ouro, um Prêmio Peabody, e nove People’s Choice Awards.



The Good Doctor recebeu múltiplas críticas positivas, altos índices de audiência e elogios ao desempenho de Freddie Highmore, que foi indicado ao Globo de Ouro em 2018. Foi renovada para a quarta temporada, que está passando atualmente.

3- Soluções ou Diagnósticos Complicados

Aproveite para assistir:



Como foi dito anteriormente, os médicos lidam com situações adversas. Tanto para diagnóstico, como para uma solução em alguma cirurgia complicada. Ambos tomam decisões médicas visando o melhor cenário e sempre envolvendo um ar de mistério no meio disso tudo. Até as animações quando os dois médicos estão pensando são bastante parecidas, sendo uma característica muito marcante nas duas histórias.

4- Ética e Cotidiano

Como todo bom drama médico, a questão ética é uma pauta debatida com frequência. Como uma outra característica marcante da criação de David Shore, suas séries tem uma tendência filosófica muito presente, às vezes até superando toda a parte médica de cada trama, principalmente na maneira como os personagens são e eram colocados à prova em situações em que teriam que tomar decisões difíceis.

5- Diversidade

As duas séries acertam em cheio no quesito diversidade dentro do elenco. Ambas possuem um cast bem dividido entre mulheres e homens, negros, judeus, latinos e etc. The Good Doctor é ainda mais ambiciosa por proporcionar ao espectador um protagonista autista. Um grande passo para a indústria audiovisual que ainda tem uma longa entrada a ser percorrida no quesito inclusão.



Onde encontrar:

HouseGloboplay e Amazon Prime.

The Good DoctorGloboplay.

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva