A tumultuada vida do boxeador Mike Tyson vai ganhar uma nova minissérie biográfica, trazendo o vencedor do Oscar, Jamie Foxx, no papel do lutador. Intitulada ‘Tyson‘, a produção contará com Martin Scorsese como o produtor executivo.

O projeto, que será uma cinebiografia autorizada, ainda contará com Mike Tyson entre os produtores e vai explorar os altos e baixos da vida pessoal e da carreira do boxeador.

Em um comunicado oficial, Tyson ponderou sobre a vindoura minissérie, compartilhando o seu desejo de contar a sua própria história por meio da arte:

“Eu tenho pensado em contar a minha história há bastante tempo. Com o recente lançamento do Legends Only League e a empolgação dos fãs seguida pelo meu retorno aos ringues, sinto que agora é o momento perfeito. Estou ansioso por poder colaborar com Martin, Antoine, Jamie e toda a equipe criativa, para trazer às audiências uma série que não apenas captura minha jornada profissional e pessoal, mas que também inspira e será um bom entretenimento”.



Tyson‘ ainda não possui data de estreia.

Vale lembrar que a plataforma Hulu está desenvolvendo sua própria minissérie não autorizada sobre o boxeador, intitulada ‘Iron Mike‘.

Aproveite para assistir:

A produção contará com oito episódios e será criada por Steven Rogers, o mesmo roteirista por trás da aclamada cinebiografia indicada ao Oscar, ‘Eu, Tonya‘.

Karin Gist será o showrunner de ‘Iron Mike‘, além de assumir a função de produtora executiva ao lado de Claire Brown, bem como ao lado do time responsável por ‘Eu, Tonya‘: Steven Rogers, o diretor Craig Gillespie, Bryan Unkeless, Scott Morgan, Margot Robbie, Tom Ackerley e Brett Hedblom.



Logo após o anúncio da minissérie, o boxeador Mike Tyson emitiu uma nota de repúdio ao serviço de streaming, acusando de racismo. Por meio de sua conta oficial do Instagram, o ex-atleta demonstrou o seu descontentamento com ‘Iron Mike‘:

“O anúncio do Hulu de fazer uma minissérie não autorizada da história de Tyson sem compensação, embora infeliz, não é surpreendente. Este anúncio na esteira das disparidades sociais em nosso país é um excelente exemplo de como a ganância corporativa do Hulu levou a essa apropriação indébita da história de vida de Tyson. Fazer este anúncio durante o Mês da História Negra apenas confirma a preocupação do Hulu com dólares, em relação ao respeito pelos direitos das histórias pretas. Hollywood precisa ser mais sensível às experiências pretas, especialmente depois de tudo o que aconteceu em 2020”.

Confira:

Comentários

Não deixe de assistir: