domingo, julho 14, 2024

10 curiosidades de ‘Alita: Anjo de Combate’, a adaptação dos sonhos de James Cameron

Lançado em 2019, Alita: Anjo de Combate chegou aos cinemas com a expectativa de ser o pontapé inicial para uma grande franquia da FOX. Porém, com a venda do estúdio para a Disney e o desempenho abaixo do esperado, a saga da robozinha com coração acabou parando na geladeira. Ainda assim, ela conquistou boa parte do público, que espera até hoje pelo próximo capítulo desta aventura futurista.

Pensando nisso, o CinePOP separou 10 curiosidades sobre os bastidores do filme, que você pode ou não saber. Ao fim do texto você poderá saber em qual streaming o longa está disponível. Confira!

Longo projeto

A adaptação cinematográfica de Alita foi originalmente anunciada em 2003, mas já era um desejo de James Cameron desde 1995. No entanto, o diretor se envolveu de corpo em alma na realização de Titanic. Além disso, na época, ele julgou ainda não haver a tecnologia necessária para fazer uma boa adaptação. Anos mais tarde, Alita acabou ficando pra escanteio pelo envolvimento de Cameron em outro sucesso: Avatar.

Amizade

O filme sempre foi um projeto de anos do diretor James Cameron. Porém, ele passou a se envolver diretamente na concepção e desenvolvimento do universo de Avatar e suas continuações. Então, o diretor e amigo Robert Rodríguez perguntou a Cameron se ele abandonaria o projeto e teve como resposta: “vou dedicar o resto da minha carreira fazendo os filmes de Avatar”. Então, Cameron disse que se Robert conseguisse trabalhar um roteiro que funcionasse em tela, ele poderia dirigir o filme. E assim aconteceu.

Xodó

Apesar de não ter conseguido dirigir o filme que passou tantos anos trabalhando, James Cameron seguiu ligado ao projeto, mas como produtor. Além dos compromissos financeiros, ele ajudou Robert com ideias, sugestões e tecnologias.

CGI avançado

Um dos grandes destaques do filme foi trazer esse universo fantástico para as telas. Para isso, foi usada uma mistura de CGI com efeitos práticos. Para construir a Alita, eles filmaram a atriz com uma tecnologia 3D desenvolvida por James Cameron para seus documentários. Segundo comentários da produção, houve mais pontos de CGI apenas em um olho da Alita do que em todo o Smeagle, de O Senhor dos Anéis.

Não deixe de assistir:

Polêmica

Apesar de ser fundamental para o funcionamento do filme, os olhos gigantes da Alita causaram polêmica quando o primeiro trailer foi lançado. Na época, os fãs estranharam o visual, causando um desconforto pelos olhos desproporcionais. Porém, o diretor afirmou que essa decisão foi em respeito a uma escolha de James Cameron, que sempre sonhou em adaptar os característicos olhos dos mangás e animes para uma versão fotorrealista. E para isso, eles optaram por deixa-los muito expressivos, justamente para mostrar que ela é capaz de ter sentimentos.

Compilado

O filme é uma adaptação do mangá “Gunnm”, que chegou aos EUA como “Battle Angel Alita”, ou Anjo de Combate Alita. O filme é um compilado dos nove volumes do mangá, que foram lançados entre 1990 e 1995. Há mais duas continuações nos mangás.

Nascar

A cena mais incrível do filme é o torneio do Motorball. No mangá, esse momento é repleto de acrobacias impossíveis e impressionantes. No entanto, Robert Rodríguez decidiu retratar essa sequência da forma mais realista possível. Então, para respeitar as leis da física e dar um ponto de referência familiar para o público, ele se inspirou na física e nas câmeras dos carros de corrida da Nascar.

Profissionais

E para sair tudo certinho na sequência do Motorball, foram convidados patinadores profissionais para fazer os competidores. Já para a Alita, a patinadora do X-Games, Katie Ketchum, foi usada para as cenas corporais, que foram compostas com a expressão facial da atriz Rosa Salazar, que gravou as cenas em uma pista mais simples, deixando a câmera focada apenas em seu rosto.

Indicação

Alita: Anjo de Combate teve alguns dos nomes mais incríveis de Hollywood trabalhando nele. Além de James Cameron e Robert Rodríguez, o nome de Christoph Waltz chegou ao projeto em uma conversa com o diretor Quentin Tarantino, que havia trabalhado com o ator em Bastardos Inglórios (2009) e Django Livre (2012). Não tinha como não convidá-lo para o filme, não é mesmo?

No laço

Por ter o envolvimento de James Cameron, o longa contou com uma verba generosa para sua realização. Estima-se que o custo total do filme tenha girado em torno de 200 milhões de dólares, fazendo desse o longa de maior orçamento da carreira de Robert Rodríguez. Infelizmente, o filme acabou concorrendo com Capitã Marvel e Shazam! nas bilheterias e arrecadou “apenas” 400 milhões de dólares, ficando abaixo do esperado pelo estúdio. Porém, era calculado um valor mínimo de 350 milhões de dólares para não dar prejuízo, então dá para dizer que ele se salvou no laço.

Alita: Anjo de Combate está disponível no Star+.

Mais notícias...

Pedro Sobreirohttp://cinepop.com.br/
Jornalista apaixonado por entretenimento, com passagens por sites, revistas e emissoras como repórter, crítico e produtor.

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS