Recentemente, publiquei aqui no CinePOP uma matéria com as superproduções que optaram por enfrentar a pandemia e bancar uma estreia nas telonas. A ideia é incentivar o retorno do público, mesmo que aos poucos, de forma mais restrita e muito precavida, a fim de uma aceitação maior ao chamado “novo normal”. A indústria do cinema, leia-se exibidores e grandes estúdios, foi uma das que mais sofreu durante o isolamento social – antes disso, estas mesmas grandes empresas sofriam um baque com a ascensão meteórica das plataformas de streaming, e a nova relação das gerações mais jovens com a forma de assistir a um filme – que pode ser feita de uma tela de telefone, tablet ou na TV gigante de casa.

Todos os grandes estúdios, até o momento, deram a cara a tapa e estão bancando ao menos um blockbuster no cinema durante estes quatro últimos meses do ano. A Warner vem com Tenet e Mulher-Maravilha 1984.

No entanto, apesar deste combinado entre as maiores marcas de Hollywood, perder dinheiro não é o negócio deles. Sendo assim, os estúdios trataram rapidamente de embalar muitos de seus preciosos produtos e os despachar para o futuro, com vários lançamentos adiados para 2021. É claro que você já ouviu essa história. Mas aqui, para que não haja confusão, catalogamos para você todos os principais filmes que saíram do cronograma do falido 2020 direto para o ano seguinte. Portanto, não se desespere e vem com a gente saber mais sobre estes filmes e suas novas datas.


Leia também: Tenet e as Superproduções AINDA prometidas para 2020

Velozes & Furiosos 9

Aproveite para assistir:

Vin Diesel e Dwayne Johnson separaram seus caminhos na franquia Velozes e Furiosos. Mas enquanto The Rock ganhou seu primeiro derivado (em parceria com Jason Statham), lançado em 2019, Diesel e o resto da turma terão que aguardar um pouco mais para demonstram que podem ser ainda mais insanos em suas façanhas de ação. O nono filme da franquia (isso mesmo, você leu certo) foi adiado para 2021 e agora é esperado no dia 1º de abril (sim, o dia da mentira) – com direito a Charlize Theron de novo penteado e o irmão vilanesco do protagonista, vivido pelo grandalhão John Cena.

Viúva Negra

O filme solo da primeira heroína da Marvel a dar as caras no cinema vai demorar um pouco mais para ser lançado nos cinemas, após a Disney adiar o filme para o dia 29 de Abril de 2021. A Viúva Negra faz parte dos Vingadores desde seu primeiro filme em 2012, mas precisou ver a colega Capitã Marvel explodir nas bilheterias antes. Agora, seguindo uma linha mais “realista” e de espionagem a la Capitão América: O Soldado Invernal, Scarlett Johansson tem a missão de dar o pontapé inicial numa possível franquia solo de sua personagem.

 


Um Lugar Silencioso 2

Este é um caso curioso. Sucesso surpresa de 2018, Um Lugar Silencioso encheu tanto os olhos da Paramount, que o estúdio não perdeu tempo em dar sinal verde para uma continuação. No entanto, o segundo filme era o próximo na lista de grandes lançamentos de 2020, perto de estrear em março quando a pandemia estourou. De fato, o longa, novamente estrelado por Emily Blunt e dirigido pelo marido John Krasinski, chegou a realizar sua campanha, com entrevistas e exibições para a imprensa nos EUA – e até mesmo uma premiere em Nova York no dia 8 de março. Visando o prejuízo da covid, o longa foi adiado até finalmente se mudar com mala e cuia para o ano de 2021, no qual é prometido mundialmente para o dia 21 de abril.

Os Eternos

A Marvel tinha dois grandes lançamentos para 2020. Com o adiamento de Viúva Negra para abril de 2021, Os Eternos – nova superprodução cósmica da casa e primeira incursão da musa Angelina Jolie num filme do estúdio – prontamente recebeu nova data de estreia. Justamente o adiamento de Os Eternos foi responsável por empurrar o cronograma da Marvel – que precisou ser reprogramado com novas datas devido ao covid e a novos projetos. Assim, o longa ambicioso chegará agora no dia 5 de Novembro de 2021.


Ghostbusters: Mais Além

Os Caça-Fantasmas é um clássico oitentista e um dos filmes que serviram para cimentar o conceito de superprodução de Hollywood, ainda em 1984. Sua continuação, embora querida pelos fãs, não teve o mesmo efeito de forma geral. Assim, os planos de uma franquia terminaram sofrendo e durante décadas uma terceira parte esteve em planejamento. Em 2016, uma versão só com humoristas mulheres viu a luz do dia, mas igualmente terminou por não agradar. O fato fez com que a Sony resolvesse tirar do baú, por bem ou por mal, aquela ideia de um terceiro filme com o elenco original – que agora faz coadjuvação para um novo elenco jovem. O terceiro (ou quarto, dependendo do seu ponto de vista) Caça-Fantasmas, agora com seu título em inglês também por aqui, aporta nos cinemas no dia 4 de março de 2021.

Top Gun: Maverick

Além de Um Lugar Silencioso 2, a Paramount precisou adiar outro grande lançamento de 2020 em seu cronograma. Esse, aliás, um dos filmes mais esperados do ano de forma geral. Estamos falando da sequência tardia de um dos blockbusters mais queridos pelos saudosistas e, assim como Caça-Fantasmas, um dos longas que ajudou a impulsionar o que conhecemos do conceito de superprodução arrasa-quarteirão. É claro que estamos falando de Top Gun (1986) que, além de todos os méritos citados e tantos outros, ainda foi o responsável por tornar Tom Cruise um astro de renome mundial. Mesmo sem a direção do saudoso Tony Scott e a presença de Kelly McGillis (musa do original), Top Gun: Maverick, a continuação de mais de 30 anos depois, promete ser tão repleta de adrenalina, ou quem sabe mais, que o original. A nova data desta produção à moda antiga é no dia 2 de julho de 2021 – pronta para passar voando pelo competitivo verão norte-americano.


Godzilla vs. Kong

O reboot da franquia Godzilla americana pode não ser unânime – com dois filmes lançados em 2014 e 2019, mas a verdade é que juntos somaram quase US$1 bilhão ao redor do mundo. Junte a isso o fato de que este não é apenas o terceiro filme do lagartão radioativo, mas sim seu primeiro grande embate em um filme hollywoodiano com um monstro igualmente icônico: o gorila gigante King Kong. Godzilla vs. Kong é também a união de duas franquias da Warner, tendo em conta que o colossal macaco já ganhou seu reboot em 2017, com Ilha da Caveira. A nova data deste “choque de monstros” é no dia 21 de maio de 2021.

Invocação do Mal 3: A Ordem do Demônio


Rapidamente, Invocação do Mal se tornou uma das franquias de terror preferidas dos fãs, sempre citada quando o assunto é bom exemplar do gênero. A continuação surgia três anos depois para fazer jus ao original, e o longa gerou inclusive filmes derivados, como a franquia Annabelle – da qual a terceira parte contou inclusive com a participação do casal protagonista (Vera Farmiga e Patrick Wilson). Mas o que todos querem de fato ver é a dupla em seus filmes solo. No lado negativo, este será o primeiro capítulo sem a direção de James Wan. Seja como for, a nova Invocação chega agora no dia 4 de junho.

Jungle Cruise

Por falar em Emily Blunt, a estrela de Um Lugar Silencioso teve outro grande lançamento de 2020 adiado para o ano que vem. Estamos falando de sua parceria com Dwayne Johnson numa superprodução da Disney. Falando na casa do Mickey, o estúdio pode até ter concordado em lançar Mulan no streaming, mas em se tratando de Jungle Cruise, uma de suas grandes apostas, a solução foi mesmo jogar para o dia 30 de julho de 2021 – movimentando ainda mais a concorrida época do verão norte-americano. Jungle Cruise é a nova investida da Disney em transformar um brinquedo de seus parques temáticos em uma franquia multimilionária no cinema: após Piratas do Caribe, Mansão Mal-Assombrada e Tomorrowland.

Morbius

Depois de não ter impressionado a maioria dos fãs com seu retrato do Coringa, o ator Jared Leto tenta de novo com outro vilão baseado em quadrinhos, desta vez da galeria do Homem-Aranha, e em filme solo. O projeto é, na verdade, parte dos planos da Sony em construir um universo compartilhado no cinema – como a Marvel tem feito. Morbius é um cientista à procura de uma vacina para uma doença – porém, usando a si mesmo como cobaia, ele termina por se transformar num “vampiro genético”. Provando a afirmação acima, Morbius contará com participação de Michael Keaton, reprisando seu papel de Homem-Aranha: De Volta ao Lar (2017). Grande aposta da Sony, Morbius agora será lançado no dia 18 de março de 2021.


Venom: Tempo de Carnificina

Falando em universo compartilhado dos personagens Marvel/Sony, Venom é outra peça fundamental nesta estrutura. Talvez nem todos saibam, mas a Sony não abriu mão dos direitos do acervo do Homem-Aranha e os personagens que permeiam sua biblioteca de vilões e aliados. O acordo com a Marvel/Disney é divisório e agora personagens como o de Michael Keaton começam a transitar entre estúdios. Dois filmes, tirados de 2020 e levados para 2021, prometem sacudir ainda mais este conceito de simbiose entre estes colossos do audiovisual. O citado Morbius e este Venom: Tempo de Carnificina – que dá sequência ao impressionante sucesso surpresa de 2018, Venom. Tempo de Carnificina decidiu encarar a época mais competitiva do ano, o verão americano – demonstrando plena confiança dos realizadores. A nova data é no dia 25 de junho de 2021.

Halloween Kills – O Terror Continua

Michael Myers pode ser um dos serial killer mais cruéis que o cinema já viu, mas de burro ele não tem nada. Sendo assim, o clássico assassino da franquia Halloween foi outro que achou melhor esperar para fazer mais barulho nas bilheterias, mudando sua data de estreia para o dia 15 de outubro de 2021 – ou seja, sem alterar sua preciosa vaga no dia das bruxas. De fato, o reboot de Halloween tem muito a ver com Venom, além de ambos terem estreado em 2018. Apesar de terem dividido parte do público e os críticos, Halloween e Venom foram boas surpresas nas bilheterias mundiais. Com um orçamento modesto de US$10 milhões, o reboot arrecadou impressionantes US$255 milhões mundiais. E não para por aí, já que o plano é por uma trilogia, onde este se encaixa como segundo capítulo.

Em um Bairro em Nova York

Um dos primeiros filmes a pularem fora do cronograma de 2020, Em um Bairro em Nova York é um sopro de ar fresco num mar de “reciclagens”, justamente por se tratar de uma produção grande, mirada a um público amplo, se tratando de uma ideia original. Nada de continuações ou super-heróis por aqui. O longa é a versão para o cinema de uma peça da Broadway focada num dono de lojinha de um bairro latino em Nova York, e os personagens que por lá transitam. Sem grandes nomes na frente das câmeras, esse é um projeto capitaneado por Lin-Manuel Miranda – sumidade atual quando o assunto é musical, principalmente nos palcos. O elogiadíssimo Hamilton, por exemplo, é o carro chefe de seu repertório. Em um Bairro em Nova York também topa o desafio e encara a estreia no dia 18 de junho de 2021 – a pleno vapor do verão por lá.

Last Night in Soho

Por falar em obras de alto conceito, isso é exatamente o que esperamos quando o tópico é o nome do diretor britânico Edgar Wright. Uma mistura do que há de melhor no cinema atual, Wright e seus filmes são harmonias perfeitas entre o entretenimento, conteúdo e teor cult – ou seja, sabor para paladares, digamos, mais elaborados. Para termos uma ideia, o cara peitou a Marvel e pulou fora de Homem-Formiga (2015) por sentir que sua voz estava sendo abafada pelo mega estúdio. Quantos outros podem dizer isso? Assim, é claro que os cinéfilos ficam de antena ligada quando temos anunciada a primeira incursão do cineasta autoral por um filme de terror – que ainda inclui viagem no tempo. Last Night in Soho foi realocado para o dia 23 de abril de 2021.

Espíritos Obscuros

Já que o assunto é filme de terror, continuamos no tópico dos diretores autorais se aventurando pelo gênero. E diretores bem talentosos, devemos dizer. Depois de Edgar Wright, agora é a vez de Scott Cooper, cineasta que tem em sua filmografia obras de bastante prestígio, vide Coração Louco (2009), Tudo por Justiça (2013) e Aliança do Crime (2015). A história fala sobre um menino enigmático, vivendo em uma pequena cidade fria e rural, despertando a atenção de sua professora (Keri Russell) e o irmão dela, o xerife local (Jesse Plemons). Não bastasse estes atrativos, aqui ainda temos a produção de Guillermo del Toro e David S. Goyer. A estreia agora ocorre no dia 19 de fevereiro de 2021.

Espiral – O Legado de Jogos Mortais

E não para por aí. Os filmes de terror famosos que mudaram suas datas continuam com esta espécie de reboot da franquia carniceira Jogos Mortais – o “Sexta-Feira 13 dos anos 2000”. Existem muitos fãs destes filmes, mas mesmo eles não podem negar certa repetição no enredo das produções, sempre se concentrando em torturas explícitas e planos mirabolantes demais para serem levados a sério. Bem, existe esperança de um sabor especial e algo a mais com a entrada de Chris Rock no projeto – muito inusitada, já que o ator está mais ligado ao humor em sua carreira. É verdade também que isso foi dito de Danny McBride, responsável pelo roteiro de Halloween (2018), um texto desprovido de qualquer comicidade.  Rock é o protagonista aqui e assume o cargo de produtor, o que aumenta sua influência no projeto. A nova data de Espiral é no início do competitivo verão norte-americano, no dia 21 de maio de 2021.

Minions 2 – A Ascensão de Gru

O primeiro filme solo das criaturinhas amarelas Minions (2015) se tornou ainda mais bem sucedido financeiramente do que os filmes Meu Malvado Favorito, de onde vieram. Então, não é de se espantar que a Illumination Entertainment, braço de animação da Universal, confeccionasse uma sequência para o longa destes personagens que são grandes favoritos da molecada. E se no primeiro contamos com uma vilã dublada por Sandra Bullock numa pré-sequência, desta vez o próprio Gru, mestre dos Minions, dá as caras para ter sua infância relatada nas telonas. Steve Carell, é claro, volta a dar voz para Gru, e o elenco de dubladores desta vez recebe um upgrade com as vozes de Julie Andrews como a mãe de Gru, e ainda Lucy Lawless e a dupla Dolph Lundgren e Jean-Claude Van Damme (como um personagem chamado Jean Clawed, e o que mais?). A nova data da animação é no dia 2 de julho de 2021.

Monster Hunter

Outro que correu para a segurança de 2021 foi esta nova parceria entre a atriz Milla Jovovich e o maridão, o diretor Paul W. S. Anderson. E qual é este novo projeto da dupla, você pergunta. Acertou quem disse uma adaptação de um game famoso. Depois de Resident Evil, o casal se envereda numa trama sobre monstros, outros mundos e uma equipe de militares comandados pela durona Artemis (Jovovich). Ou seja, pouca coisa mudou desde sua última colaboração. Para os fãs, é um prato cheio. Esperem muita ação, efeitos especiais, criaturas fantásticas e Jovovich chutando traseiros em câmera lenta a torto e a direito. A nova data de Monster Hunter é no dia 23 de abril de 2021.

A Lenda de Candyman

Previsto para Outubro desse ano, o filme foi adiado para 2021 – sem data a ser definida. Mas a espera vai valer a pena. Agora sim temos o dedo, ou a mão toda, de Jordan Peele num projeto. Isso nos deixa muito esperançosos com esta reimaginação/continuação do cult criado pelo autor Clive Barker. Peele produz e escreve o roteiro, deixando a talentosa Nia DaCosta assumir a direção. Ah, e como última surpresa, depois de tudo aparentemente encaminhado, Tony Todd, o Candyman original, foi anunciado no elenco. Tudo por enquanto ainda é muito nebuloso sobre quem de fato viverá o antagonista (se teremos dois ou nenhum, vai saber).

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE