O aguardado suspense de zumbi ‘Army of the Dead: Invasão em Las Vegas‘ estreia nesta sexta-feira (14) na Netflix e traz o cineasta Zack Snyder de volta ao gênero que lançou sua carreira em Hollywood.

E durante uma seleta coletiva de imprensa, da qual o CinePOP participou, o diretor revelou que a ideia do novo longa surgiu exatamente a partir do seu aclamado filme inaugural, o remake ‘Madrugada dos Mortos.

Na ocasião, Snyder contou o desejo que tinha de explorar o gênero zumbi por uma outra ótica, envolvendo a audiência de maneira ainda mais participativa na trama:

“Então, há um tempo atrás eu fiz um filme chamado Madrugada dos Mortos, que era um remake do clássico do George A. Romero. E durante a produção, eu me aprofundei muito nesse gênero, em seus temas e elementos, no que é um filme ‘consciente’ e onde está aquela linha narrativa de um filme que sabe que é um filme e em que os seus personagens também estão cientes disso. Tivemos [eu e Debbie] uma conversa bem maluca em relação à minha perspectiva sobre isso. E quando eu terminei o filme, dois anos depois, eu continuei pensando nessa conversa e comecei a desenvolver essa ideia onde os zumbis teriam vindo da Área 51 e eles acabariam em Las Vegas, onde criam uma muralha ao redor da cidade”.



O cineasta foi ainda mais além e comentou que a premissa do filme foi inspirada em alguns clássicos do cinema, com os quais ele cresceu assistindo:

“O projeto foi se formando a partir de várias produções como Fuga de Nova York, Planeta dos Macacos, Aliens e muitos desses intensos filmes de gênero, com os quais eu cresci. E eu era fascinado pelas regras desses longas e como a audiência se encaixaria neles como um dos elementos narrativos. Porque quando se faz um filme de zumbi, você quer saber o quão longe a audiência iria contigo nesses mundos. E foi assim que começou. É uma ideia que tem estado conosco há anos”.

Já a produtora do longa e esposa do diretor, Debbie Snyder, ainda deu detalhes de como funcionou o extenso processo de gestação de ‘Army of the Dead‘. Segundo ela, o cineasta não estava disposto a fazer dois filmes seguidos de zumbi.



Ela conta que o projeto até chegou a ser passado adiante para uma nova dupla de diretor e roteirista, mas acabou sendo engavetado. Debbie ainda revelou que após 14 anos desde o surgimento da ideia e depois de uma séries de adaptações de quadrinhos, Zack Snyder percebeu que era a hora certa de retomar o roteiro:

“Na época, como o Zack tinha acabado de fazer Madrugada dos Mortos, ele queria dirigir um novo filme de zumbi logo em seguida. Então nós desenvolvemos o projeto para outro diretor e Joby Harold escreveu o roteiro inicial. Mas por uma série de motivos, o projeto não aconteceu. O orçamento era grande demais, o diretor era novato. Parecia que não era o momento certo. E então todos esses anos se passaram e acabamos fazendo vários desses filmes de super-heróis, brincando nesse território. E estávamos pensando no que poderíamos fazer em seguida. E aí o Zack sugeriu: ‘E se fizermos Army? Acho que poderíamos dar uma olhada nesse projeto, porque muito tempo já se passou desde Madrugada. Eu poderia fazer esse filme'”.

Aproveite para assistir:



Assista aos primeiros 15 minutos do aguardado filme:

Crítica | Army of the Dead é SANGRENTO, cheio de slow-motion e tudo que se espera do Zack Snyder

Dirigido por Zack Snyder (‘Madrugada dos Mortos‘), o longa, que foi rodado em Las Vegas, contou com orçamento de US$ 70 milhões.



Após um surto de zumbis em Las Vegas, nos Estados Unidos, um grupo de mercenários faz uma aposta final, aventurando-se na zona de quarentena para tentar realizar o maior assalto de todos os tempos.

Dave Bautista estrela a produção. O elenco ainda conta com Ella Purnell, Omari Hardwick, Ana De La Reguera, Theo Rossi, Matthias Schweighöfer, Nora Arnezeder, Hiroyuki Sanada, Garret Dillahunt, Tig Notaro, Raúl Castillo, Huma Qureshi, Samantha Win, Richard Cetrone e Michael Cassidy.


Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva