Há algumas semanas, foi reportado que a Netflix adiou a cinebiografia Blonde, que traz Ana de Armas (‘Entre Facas e Segredos’, ‘007 – Sem Tempo para Morrer’) como a icônica bombshell Marilyn Monroe .

Prevista para 2021, o filme foi adiado para 2022. Agora, o World of Reel afirma que o lançamento foi SUSPENSO após o streaming assistir ao primeiro corte e ficar HORRORIZADA com o conteúdo.

O site afirma que o filme é uma representação sexualmente gráfica de Monroe para maiores de 18 anos.

A Netflix ficou absolutamente horrorizada com o corte que o diretor Andrew Dominik lhes enviou, que incluía uma cena de estupro e “cunilíngua menstrual sangrenta”. Eles querem uma nova versão do filme, Andrew Dominik  não.



O corte que a Netflix viu os pegou completamente desprevenidos, já que o streaming acreditava que teria um filme digno de Oscar e encontrou uma produção extremamente vulgar.

Confira as primeiras imagens de bastidores abaixo:

Aproveite para assistir:



Confira a sinopse:

Depois de uma infância traumática, Norma Jeane Mortenson se tornou uma estrela de cinema e símbolo sexual na Hollywood dos anos 1950. Ela se tornou mundialmente famosa sob o pseudônimo de Marilyn Monroe. Mas as aparições na tela de cinema contrastam fortemente com os problemas amorosos, exploração, abuso de poder e dependência de drogas que ela enfrentava em sua vida privada.

Blonde‘ baseado na obra homônima escrita por Joyce Carol Oates. O drama é dirigido e roteirizado por Andrew Dominik.

Adrien Brody, Bobby Cannavale, Julianne Nicholson e Sara Paxton completam o elenco.

Brad Pitt assume o papel de produtor do filme, por meio de sua produtora, a Plan B.

Não deixe de assistir: