Em 2009, Megan FoxAmanda Seyfried uniam forças para estrelar o adorado e divertido terror cômico Garota Infernal, uma das produções mais conhecidas dos anos 2000 e cujo legado como horror feminista o colocou no centro dos holofotes mais uma vez, principalmente depois da ascensão do movimento #MeToo, em 2018.

Com direção de Karyn Kusama e roteiro de Diablo Cody (‘Juno’), a história é centrada em Jennifer (Fox), uma estudante que, depois de ser alvo de um sacrifício, é possuída por um demônio e volta à vida para se vingar dos rapazes que sempre a atormentaram. Enquanto satisfaz seu apetite por carne humana, sua amiga, Needy (Seyfried) descobre o que está acontecendo e promete colocar um fim na carnificina.

Apesar de críticas mistas e de uma fraca bilheteria, a produção ganhou status cult com o passar dos anos e é constantemente revisitado pelos fãs – além de entregar uma performance incrível de Fox, Seyfried e o restante do elenco, bem como diálogos bastante relacionáveis e um desfecho incrível.

Para celebrar seu 12º aniversário, comemorado no dia de hoje, 18 de setembro, separamos uma breve lista com algumas curiosidades de bastidores, que você confere abaixo:



  • Fox e Seyfried disseram que este é o filme favorito de suas respectivas filmografias.
  • Como já mencionado, a produção foi recebida com várias críticas negativas, mas ganhou uma legião de adoradores com o passar dos anos, além de uma graphic novel lançada no mesmo ano de estreia do filme e um musical não-oficial em 2018.
  • Para se preparar para o papel de Jennifer, uma adolescente morta-viva possuída por um demônio, Fox perdeu quase 8 quilos e tentou ficar afastada do sol o máximo que conseguiu.

Aproveite para assistir:

  • No roteiro original, Jennifer e Needy tinham uma tensão ainda maior que a retratada no filme, como reflexo da curiosidade dos adolescentes em experimentar com pessoas do mesmo sexo. Elas até mesmo teriam uma cena de sexo na produção.
  • Emma Stone, que viria a ganhar o Oscar de Melhor Atriz por ‘La La Land: Cantando Estações’, havia sido cogitada para o papel. Entretanto, Seyfried conquistou o protagonismo no filme.
  • Para a sequência do “vômito negro” de Jennifer, foi utilizado calda de chocolate da Hersheys e também animação em CGI.

  • Blake Lively recusou participar do filme como Jennifer, em virtude de conflitos de agenda com a série adolescente ‘Gossip Girl’.
  • A versão da diretora, que tinha cinco minutos extras de gravação, foi removido de um lançamento em home video e das lojas da Austrália, em virtude de cenas de sexo muito gráficas e violência extrema.



  • O demônio que possui Jennifer é reminiscência do súcubo, presente nas mitologias judaica, cristã e suméria. Diz-se que o súcubo seduz os homens e copula com eles até que eles sejam completamente drenados (no filme, “drenar” se aplica ao sangue que Jennifer bebe).
  • Quando Jennifer leva Chip (Johnny Simmons) à piscina, é possível ver a palavra hopeless (sem esperança) escrita em vermelho em uma das paredes do local. O termo aparece algumas vezes na sequência em questão e é isso o que Jennifer diz a Colin sobre as vítimas que coleta ao longo do filme.
Comentários

Não deixe de assistir: