Que a Pixar é um dos maiores estúdios de animação de todos os tempos, isso não é nenhuma novidade – e seu auge veio logo no princípio com o lançamento do clássico ‘Toy Story’.

Entretanto, essa matéria não visa celebrar o aclamado longa-metragem, e sim outro impecável título da companhia: ‘Monstros S.A.’.

Lançado em 2001, o filme completa duas décadas de existência e eternizou alguns dos personagens mais memoráveis da cultura pop, como Sulley (John Goodman), Mike (Billy Crystal) e a adorável Boo (Mary Gibbs). A história é centrada em uma dupla de monstros que trabalha numa gigantesca companhia de energia – cuja principal fonte é os gritos das crianças. O mundo deles vira de cabeça para baixo quando, em certo dia, cruzam caminho com uma jovem garotinha – que precisa voltar para casa antes que seja tarde demais.

Além de elogios da crítica especializada e uma indicação ao primeiro prêmio de Melhor Animação no Oscar, a obra tornou-se um sucesso financeiro, arrecadando US$577 milhões ao redor do mundo e tornando-se a terceira maior bilheteria do ano.



Para celebrá-lo, separamos uma breve lista com algumas curiosidades de bastidores, que você confere abaixo:

Aproveite para assistir:

  • Gibbs era tão jovem à época das filmagens que garantir que ela ficasse no estúdio de gravação e falasse seus diálogos era muito difícil. Para contornar isso, os responsáveis apenas a seguiam onde quer que fosse com um microfone, cortando e reeditando as falas de Boo a partir das coisas que dizia enquanto brincava.
  • Normalmente, levavam-se cerca de 11 a 12 horas para renderizar um único quadro de Suller, por causa de seus mais de 2.3 milhões de pelos animados individualmente (no total, 2.320.413 pelos).

  • Goodman e Crystal, por vezes, gravavam as falas no mesmo cômodo juntos – algo não muito usual para filmes animados, em que os atores normalmente trabalham sozinhos. Steve BuscemiFrank Oz, intérpretes de Randall e Fungus, também gravaram suas falas juntos para a cena do banheiro.
  • Nos primeiros rascunhos, Boo teria seis anos. Entretanto, os roteiristas decidiram fazê-la ainda mais jovem, porque a tornaria mais dependente de Sulley.
  • O restaurante em que Mike e Celia (Jennifer Tilly) têm seu encontro de aniversário se chama Harryhausen’s. O nome faz homenagem ao lendário Ray Harryhausen, responsável pela animação em stop-motion de obras como ‘Jasão e o Velo de Ouro’, de 1963. Além disso, o polvo atrás do bar tem apenas seis tentáculos, em alusão a ‘O Monstro do Mar Revolto’, em que Harryhausen criou uma criatura marinha com apenas seis tentáculos em virtude de restrições de orçamento.



  • À época, as notícias indicavam que o filme mostraria o primeiro teaser trailer de ‘Star Wars – Episódio II: Ataque dos Clones’, lançado um ano mais tarde. Centenas de fãs da franquia intergaláctica pagaram os ingressos apenas para ver o teaser – e, alegadamente, vários deixaram a sessão depois de assistir a ele.
  • O curta-metragem derivado ‘O Novo Carro do Mike’, lançado em 2002, era originalmente uma cena no filme. Depois de ser removida, foi transformado em curta e se tornou o primeiro da Pixar a ter diálogo.

  • A música original “If I Didn’t Have You” garantiu a Randy Newman um Oscar de Melhor Canção Original – depois de nada menos que 16 indicações.
  • A ideia para o filme foi concebida primeiramente durante um almoço entre os realizadores John LasseterPete DocterAndrew StantonJoe Ranft, em 1994, durante a produção de ‘Toy Story’.
  • Robin WilliamsEddie MurphyJack BlackDrew Carey foram considerados para interpretar Mike. Eventualmente, o papel foi para Goodman.

Não deixe de assistir: