John Carpenter é um dos diretores mais icônicos de todos os tempos e, ao longo de sua carreira, nos presenteou com filmes que se tornariam clássicos do século passado – como a franquia ‘Halloween’ ‘Fuga de Nova York’. Entretanto, uma de suas produções mais controversas e, sem sombra de dúvida, O Enigma de Outro Mundo.

Lançado em 1982, a narrativa é ambientada na remota Estação 4 do Instituto Nacional de Ciências dos Estados Unidos, onde estão 12 homens (cientistas e operários), que observam com espanto um norueguês tentar de todas as maneiras matar um cão, tanto que invade a estação e atira até nos americanos, mas é morto. O helicóptero, que trouxe o intruso, explode, matando os outros tripulantes e a razão daquilo fica sem explicação. Após isto o cachorro fica na base e os americanos começam a querer saber o que realmente aconteceu.

Então, o piloto de helicóptero J.R MacReady (Kurt Russell) se oferece para viajar até a base norueguesa e tentar achar alguma explicação. Chegando lá descobrem que o local foi destruído e descobrem um corpo mutilado, que parece de uma pessoa. Eles o levam para a base americana para ser estudado e só então surgem pistas do acontecido, pois o cachorro se transforma em uma terrível criatura que ataca os pesquisadores. Gradativamente concluem que estão diante de um alienígena, que pode se transformar em uma cópia exata das suas vítimas. Isto significa que membros da equipe podem ser mortos e a cópia assumir o lugar deles.

À época de sua estreia, o longa-metragem foi bombardeado pela crítica especializada, condenando até mesmo os efeitos visuais utilizados por Carpenter – e a bilheteria também foi um fracasso, arrecadando apenas US$19,6 milhões contra um orçamento de US$15 milhões. Entretanto, em retrospectiva, a produção conquistou uma legião de fãs e foi redescoberto por suas temáticas sociais e filosóficas importantes.


Em 2022, O Enigma de Outro Mundo completa quarenta anos e, para celebrar seu aniversário, o CinePOP preparou uma breve matéria separando algumas curiosidades de bastidores.

Confira:

Aproveite para assistir:



  • Carpenter já declarou que, dentre todos os seus filmes, este é o seu favorito.
  • É tradição nas estações de pesquisa britânicas na Antártida assistir a O Enigma de Outro Mundo como parte do festival de inverno, cujas celebrações acontecem todo dia 21 de junho.
  • O longa é considerado um marco importante nos efeitos especiais de maquiagem. Tais efeitos foram criados por Rob Bottin, que tinha apenas 22 anos quando começou a trabalhar no projeto.


  • Um dia depois de rodar uma cena com um lança-chamas, Russell fez uma brincadeira com Carpenter ao cobrir o rosto e a cabeça com ataduras e dizer que tinha se queimado.
  • Os produtores do filme atribuíram a fraca bilheteria ao desejo do público em assistir a uma interpretação mais benigna da vida alienígena na terra – no caso, com outro clássico intitulado ‘E.T.: O Extraterrestre’, de Steven Spielberg, lançado algumas semanas antes de O Enigma de Outro Mundo.

  • O confronto final com a Coisa, a força antagonista que é mencionada no título, precisou da assistência de 50 técnicos.
  • Um dos poucos filmes da Universal Pictures que não abrem com o logo da produtora. Os outros títulos que também não colocaram a abertura foram ‘Os Irmãos Cara de Pau’, em 1980, e ‘1941: Uma Guerra Muito Louca’, em 1979.
  • Bernie CaseyIsaac HayesGeoffrey HolderErnie HudsonCarl Weathers foram considerados para o papel de Childs. Hudson quase conseguiu o papel, mas o perdeu para Keith David.

  • Russell quase se machucou na cena em que explode o alienígena com uma banana de dinamite. Aparentemente, ele não tinha ideia do quão grande a explosão seria – e sua reação no filme é legítima.
  • As cenas no acampamento norueguês foram feitas nas reminiscências de um local estadunidense do final do filme. Em vez de gastar ainda mais para construir e destruir outro acampamento, Carpenter reutilizou o cenário já destruído.
Não deixe de assistir: