Famoso entre os fãs de quadrinhos por seu papel como Thanos nos filmes da Marvel, Josh Brolin também deu vida ao Cable em ‘Deadpool 2‘ (2018) e estrelou uma adaptação do Jonah Hex em 2010.

No entanto, o que poucos sabem é que ele tentou interpretar Bruce Wayne antes de Ben Affleck conseguir o papel emBatman vs Superman’.

Em entrevista para o podcast Happy Sad Confused, Brolin relembrou que estava nos estágios iniciais dos testes, mas foi recusado pelo próprio Zack Snyder, diretor da adaptação.

“Sim, eu fui recusado. Isso foi interessante para mim, mas essa foi a decisão dele [Snyder], não a minha. Mais uma vez, foi decisão dele. Algumas coisas são configuradas para não funcionar ou meio que para funcionar por um breve tempo. Mas até que gosto dessas probabilidades, tipo… Eu quase fui o Batman. Eu gosto disso. Às vezes eu penso: ‘eu sou o cara que vai fazer tudo falhar?’ A propósito, isso acontece muito com atores. É tipo o George Clooney, eu não achei o Batman dele ruim, mas você sabe, ele mesmo ainda brinca com isso. Não foi culpa dele [o filme ser uma merd#]. Ele adora a piada dos mamilos no traje e isso foi tudo ideia [do diretor] Joel [Schumacher]. George não fez nada de errado.”


Ele continuou, explicando que os teste aconteceram há muito tempo, mesmo antes dele cogitar ser Thanos ou Cable.

Aproveite para assistir:



“Mas isso foi há muito tempo, foi antes de ‘Deadpool 2‘. Eu teria sido um Batman mais velho, mais cansado, por falta de uma palavra melhor. Sinceramente, teria sido um negócio divertido e talvez eu faça isso um dia quando tiver meus 80 anos.”

Brolin não revelou porque foi recusado, mas sua altura deve ter influenciado na decisão, já que ele é bem menor que Affleck, e Snyder queria alguém bem alto para que o Superman precisasse erguer seu rosto quando estivesse frente a frente para o Homem-Morcego.

Lembrando que Affleck vai reprisar seu papel como Batman em ‘The Flash’, que foi adiado de novembro deste ano para 23 de Junho de 2023.


O longa promete uma épica aventura de viagem no tempo quando o herói decide voltar ao passado na tentativa de impedir a morte da mãe.

E a trama será marcada por um enorme conflito emocional, como revelou o diretor Andy Muschietti durante sua participação da DC FanDome.

De acordo com o Comic Book, o cineasta disse que:

“Como um filme de super-heróis, ‘The Flash’ é uma grande aventura de ação, mas o que realmente me atraiu para o projeto foi sua carga emocional. O conflito emocional que Barry carrega por conta de sua viagem ao passado foi muito conveniente para mim.”

Ele continuou:


“Há uma mensagem bem forte por trás disso. Eu amo tramas de viagem no tempo e todos os elementos que vem junto com essa ideia, mas o coração da história é um menino que procura sua mãe, e isso é o que me atraiu, foi o que me deu aquele empurrãozinho emocional.”

Como os fãs já sabem, Nora Allen morreu misteriosamente quando Barry era apenas uma criança, e seu pai foi acusado de assassinato.

Após anos tentando provar a inocência do pai, Barry vê a chance de corrigir a tragédia ao perceber que tem o poder de voltar no tempo.

Confira o teaser:


Prevista para 04 de novembro de 2022, a adaptação vai mostrar Barry Allen/Flash (Miller) viajando no tempo para impedir o assassinato de sua mãe. Porém, quando ele retorna ao presente, sua mãe ainda está viva…. mas o mundo é um pesadelo. A Liga da Justiça nunca existiu e Barry precisa fazer de tudo para corrigir todos os seus defeitos.


Não deixe de assistir: