No fim de março, o mundo ficou chocado com a polêmica da 94ª cerimônia do Oscar, quando Will Smith deu um tapa no rosto de Chris Rock.

Smith o agrediu depois que Chris fez uma piada sobre a perda de cabelo da esposa do colega, Jada Pinkett Smith, dizendo que ela deveria fazer uma sequência de ‘Até o Limite da Honra‘, filme em que Demi Moore raspa a cabeça ao entrar para a marinha.

E, no último dia 03, o humorista Dave Chappelle também foi agredido durante o festival Netflix Is a Joke, segundo a NBC News.

Durante um show de stand-up na Comedy Store de Los Angeles, Chappelle foi surpreendido e atacado por um homem que subiu ao palco.


Logo em seguida, os seguranças do local conseguiram deter o homem e chamaram a polícia.

Aproveite para assistir:



Identificado como Isaiah Lee, o agressor foi preso e acusado de quatro delitos, incluindo agressão, posse de arma com intenção de agredir, acesso não autorizado ao palco e obstrução de evento artístico.

Por incrível que pareça, Chris Rock estava presente no show e subiu ao palco par fazer uma piada com a situação, perguntando:

“Era Will Smith?”, ao que Chappelle respondeu:


“Pelo menos você foi estapeado por alguém famoso! Eu fui atacado por um homem com folhas no cabelo.”

“É, eu fui atingido pelo cara mais suave que já fez rap”, ironizou Rock.

Confira um trecho do ocorrido:

Ainda não foi revelado o real motivo do ataque, mas Chappelle disse ao THR que tentou conversar com Lee após o show, e o agressor parecia mentalmente doente, dizendo que pretendia chamar atenção para tentar ajudar a avó, que foi forçada a sair de seu bairro no Brooklyn.


No entanto, testemunhas também disseram que Lee é um homem trans e o ataque foi motivado pelas piadas transfóbicas de Chappelle, que vem acumulando críticas desferidas pela comunidade LGBTQ+.

A Netflix também se pronunciou sobre o incidente e reforçou que:

“Nós nos preocupamos profundamente com a segurança dos nossos criadores de conteúdo e defendemos fortemente o direito dos comediantes de stand-up de se apresentarem no palco sem medo de violência.”

Depois disso, diversas personalidades repudiaram o ataque, como o comediante Howie Mandel, que classificou as recentes agressões como “o início do fim da comédia”.

Não deixe de assistir: