A icônica rainha da música latina Selena Quintanilla-Pérez será a grande homenageada na cerimônia do 63ª edição do Grammy Awards com o Lifetime Achievement Award, celebrando sua importância para o cenário fonográfico.

Selena tornou-se uma lenda da música pouco depois de decolar nos anos 1980. Seu álbum de 1993, ‘Live’, ganhou o prêmio de Melhor Álbum Mexicano-Americano na 36ª edição do Grammy, tornando-a a primeira artista feminina a ganhar a categoria”, anunciou o website oficial da premiação. “Apesar de ter tido sua vida tragicamente acabada em 1995, o álbum póstumo ‘Dreaming Of You’, vendeu 175 mil cópias no dia de seu lançamento, um recorde até então para uma vocalista feminina”.

A cerimônia acontece em breve, com transmissão na TNT.

Lembrando que Selena ganhou uma série homenageando sua carreira pela Netflix, que caminha para sua 2ª temporada.



Selena nasceu na pequena cidade de Corpus Christi, onde começou a cantar desde muito jovem. Lançou seu primeiro em 1984, mas não seria até oito anos mais tarde que alcançaria o topo da parada mexicana da Billboard por oito meses consecutivos com Entre a Mi Mundo. Em 1994, levou para casa o Grammy de Melhor Álbum de Música Latina e é considerada até hoje uma das artistas mais importantes da indústria musical, sendo apelidade de rainha da música latina e tendo vendido mais de 80 milhões de discos.

Em 1995, foi assassinada por Yolanda Saldívar, sua sócia e presidente do fã-clube – que também estava desviando dinheiro da família e roubando as lojas. Dois anos depois, Selena ganhou uma cinebiografia estrelada por Jennifer Lopez, que se tornou um sucesso de público e rendeu à atriz uma indicação ao Globo de Ouro.



Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva