Antes da batalha judicial pelos direitos da franquia ‘Sexta-Feira 13‘, a CW e a produtora Horror Inc anunciaram em 2014 que estavam planejando uma série de TV para explorar a história de Jason Voorhees.

O projeto seria comandado pelo produtor Sean S. Cunningham, um dos responsáveis pelo primeiro ‘Sexta-Feira 13‘, e iria acompanhar diversos períodos da trajetória do vilão.

No entanto, a ideia acabou sendo cancelada em 2016 por conta da disputa pelos direitos autorais que vem sendo travada entre Cunningham e o roteirista Victor Miller, também responsável pelo filme original.


E, pela primeira vez, o site Friday the 13th Franchise divulgou algumas imagens da produção, incluindo modelos de máscaras e facões que seriam usados por Jason.

Confira:

Aproveite para assistir:



Há alguns meses, Larry Zerner, representante legal da franquia, revelou que o processo sobre os direitos de imagem de ‘Sexta-Feira 13 está perto de chegar ao fim.

Em seu perfil no Twitter, Zerner atualizou os fãs sobre o caso, dizendo que:


“O tribunal pode fazer uma das três coisas. 1) Afirmar que Victor venceu e detém os direitos do primeiro Sexta-Feira 13, 2) Inverter e dizer que Sean detém todos os direitos ou 3) Enviá-lo de volta ao tribunal para um julgamento … Se eu tivesse que escolher, eu apostaria que o tribunal afirma e sustenta que Victor possui os direitos (mas você nunca sabe). Se um dos lados perder, eles podem recorrer à Suprema Corte, mas é muito improvável que Cunningham aceitaria o caso.”, afirmou.

Segundo ele, a decisão será divulgada até JUNHO de 2020, liberando os direitos da franquia.

Para quem não está por dentro, o roteirista Victor Miller e o diretor Sean S. Cunningham, responsáveis pelo primeiro Sexta-Feira 13‘, brigam há anos pelo controle de tudo que está relacionado à franquia.

Como Zerner deixou claro anteriormente, o tribunal concedeu os direitos do roteiro do filme original para Miller, mas Cunningham está apelando à decisão, o que atrapalha o desenvolvimento de novos filmes.


“Todo mundo está tentando resolver as pequenas coisas. Quem consegue o quê? Quem tem que dar o que a quem. Então, para mim, é um pesadelo”, compartilhou Miller num canal do YouTube. “E você não pode dizer: ‘Bem, vou receber metade do dinheiro e você recebe metade do dinheiro’. Não é assim que funciona. Eu não posso ser mais específico do que isso.”

A maior questão legal se resume a Jason Voorhees, que se tornou o ícone e o ‘rosto’ da franquia, embora ele não tenha sido introduzido até o segundo filme, que Miller não escreveu.

Ao longos dos anos, vários rumores surgiram sobre o desenvolvimento de novas sequências, inclusive a escalação de elenco e uma data de lançamento haviam sido definidas, mas o projeto foi retirado do cronograma e mais nenhuma notícia surgiu.

Lembrando que o último filme da franquia foi lançado em 2009 e estrelado por Jared Padalecki. Apesar dos esforços em reviver a franquia, o longa foi um fracasso, registrando 26% de aprovação no Rotten Tomatoes e arrecadando apenas US$ 90 milhões nas bilheterias mundiais.

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE