Com a vacinação em massa da população, as coisas pareciam finalmente esperançosas no final de Junho. Porém, com a variante Delta e a resistência de grande parte da população norte-americana em tomar a vacina contra COVID-19, o cenário não parece muito favorável para os próximos meses.

Segundo o Hollywood Reporter, os estúdios de Hollywood estão novamente conversando sobre adiar seus próximos blockbusters após a abertura mediana de ‘O Esquadrão Suicidae sua queda homérica em arrecadação em sua segunda semana.

Os estúdios começaram a adiar (de novo) seus grandes filmes. A Paramount anunciou no final de julho que estava retirando o filme para a família ‘Clifford: O Gigante Cão Vermelho‘ do calendário de setembro. As mães, seguidas pelos pais, estão particularmente nervosas em levar seus filhos aos cinemas porque menores de 12 anos não podem ser vacinados nos EUA, mostram as pesquisas.

A Sony também adiou ‘Venom 2‘ de 24 de setembro a 15 de outubro, mas estuda um novo adiamento com medo do filme fracassar nos cinemas e prejudicar seu novo universo de super-heróis e vilões paralelos ao ‘Homem-Aranha‘. Além disso, vendeu para a Amazon Prime o filme ‘Hotel Transilvânia 4‘, que estava programado para chegar aos cinemas em 1º de outubro.



A pergunta que não quer calar é quais outros blockbusters serão adiados a seguir, com a possibilidade de um novo adiamento – pela sétima vez – de ‘007 – Sem Tempo para Morrer‘ e até mesmo de ‘Homem-Aranha 3 – Sem Volta para Casa‘.

Um executivo da MGM revelou ao site:

Aproveite para assistir:

“Se eu soubesse há seis semanas o que sei agora, teria adiado tudo já para o início de 2022 Agora, é um talvez.”

Outros grandes títulos do outono incluem ‘Ghostbusters: Além da Vida‘, da Sony, e ‘Top Gun: Maverick‘, em novembro.

“Em tempos tradicionais, uma vez que uma data de lançamento é ‘assegurada’, então os outros estúdios procuram evitar lançar outro filme perto. Então os estúdios só moveriam um filme sob os cenários mais terríveis ou inimagináveis, como é o caso.”, afirmou o analista de bilheteria Paul Dergarabedian, da Comscore.



Você se sente seguro em ir aos cinemas atualmente?

 

Comentários

Não deixe de assistir: