Os 20 Filmes Mais ESPERADOS de Janeiro de 2017

Os 20 Filmes Mais ESPERADOS de Janeiro de 2017

COMPARTILHE!

O primeiro mês do ano e 2017 já começa quente com diversas estreias esperadas nas telonas. Conheça as principais e programe-se para fugir do calor numa sala de cinema geladinha, assistindo àquela superprodução, drama, terror ou comédia. Não importa. Desde que seja cinema. Veja abaixo e comente quais são os seus preferidos – as datas estão sujeitas a alteração dependendo da disponibilidade da distribuidora.

Quatro Vidas de um Cachorro (A Dog´s Purpose)

Adora filmes estrelados pelo melhor amigo do homem? Não cansa de chorar com Marley & Eu (2008) e Sempre ao Seu Lado (2009)?  Então prepare-se para se emocionar novamente. Quatro Vidas de um Cachorro é baseado no Best-seller de W. Bruce Cameron e novamente dirigido pelo sueco Lasse Hallström (do citado filme canino com Richard Gere). Na história, um cachorro vive literalmente quatro vidas distintas, reencarnando em novas raças e convivendo com diferentes donos. Prepare o lencinho. A estreia é no dia 26 de janeiro, último fim de semana do mês.

Dominação (Incarnate)

     


Você acha que o nível de sustos nos cinemas anda baixo neste início de ano? Bem, se prepare para receber sua cota de adrenalina com este filme. Dominação mistura O Exorcista (1973) com Matrix (1999) e traz Aaron Eckhart (Sully – O Herói do Rio Hudson) na pele de um cientista com a capacidade de entrar na mente de pessoas possuídas, para no subconsciente enfrentar demônios. Agora, ele terá o maior desafio de sua carreira ao tentar salvar um menino atormentado pelo demônio mais forte que já encontrou. A direção é de Brad Peyton (Terremoto – A Falha de San Andreas), e o elenco conta ainda com Carice van Houten (a feiticeira Melisandre de Game of Thrones) e a colombiana indicada ao Oscar Catalina Sandino Moreno (Maria Cheia de Graça). A estreia é neste fim de semana, dia 5 de janeiro. Já conferimos o terror, clique neste link para saber mais sobre o filme.

Os Penetras: Quem Dá Mais?

Os maiores caras de pau do Brasil estão de volta, para a continuação da comédia de sucesso de 2012. Marco Polo (Marcelo Adnet) e Beto (Eduardo Sterblitch) retornam para uma nova missão. O objetivo agora é dar um golpe num gringo, e para isso Beto precisa fingir ser gay e fisgar o sujeito. O diretor Andrucha Waddington lançou recentemente o drama hospitalar Sob Pressão e recebeu elogios. Agora, o cineasta volta para a comédia escrachada no comando da sequência de seu filme anterior. Mariana Ximenes e Stepan Nercessian também retornam e a adição no elenco fica por conta de Danton Mello e Stênio Garcia. A estreia é no dia 19 de janeiro.

Max Steel

A onda de brinquedos transformados em filmes – que deu certo com Transformers e Lego, mas nem tanto com G.I. Joe – segue dando frutos. Antes dos heróis Power Rangers, outro super-herói infanto-juvenil aportará nos cinemas brasileiros nessas férias. Baseado na linha de brinquedos da Mattel (que não quer ficar atrás da Hasbro), Max Steel conta a história de um jovem geneticamente modificado, que descobre poderes fantásticos de manipulação de energia. Some a isso uma visita de um robozinho alienígena chamado Steel e através da mescla dos dois teremos o boneco herói vivo, agora de carne e osso. O desconhecido Ben Winchell vive Max e o igualmente desconhecido Stewart Hendler dirige o filme. Mas não temos só desconhecidos aqui, já que os veteranos Andy Garcia e Maria Bello tentam dar credibilidade ao longa. A estreia é no dia 26 de janeiro.

A Bailarina (Ballerina)

Animação francesa / canadense que fala sobre uma jovem que possui o sonho de se tornar uma grande bailarina, e para isso viaja até Paris com seu amigo, que a incentiva. O filme é a resposta europeia para as animações da Disney, continuando a imprimir mensagens edificantes para os pequeninos. Aqui, a mensagem é “perseguir seus sonhos e não desistir deles jamais”. A dublagem norte-americana conta com as vozes de Elle Fanning (dando voz para a protagonista) e Dane DeHaan (Valerian e a Cidade dos Mil Planetas). A Estreia ocorre no dia 26 de janeiro.

Eu, Daniel Blake (I, Daniel Blake)

O grande vencedor da Palma de Ouro, o prêmio máximo no prestigiado festival de cinema de Cannes, do ano passado chega finalmente aos cinemas brasileiros no início de 2017. Eu, Daniel Blake é um drama sério, adulto, humano e realista, sobre um carpinteiro de meia idade, que devido a problemas de saúde precisa se afastar do emprego e receber assistência do Estado. Em sua jornada, ele conhece uma mãe solteira em situação similar. Este é um dos filmes de arte mais elogiados do ano. Na direção, o britânico Ken Loach. A estreia é neste fim de semana, dia 5 de janeiro.

O Apartamento (The Salesman / Forushande)

Por falar em prestigiados dramas de arte, O Apartamento é uma produção iraniana que segue firme e forte na disputa, entre os nove pré-selecionados restantes, para os indicados ao Oscar de filme estrangeiro. Na direção, outro mestre: Asghar Farhadi (A Separação e O Passado). Como de costume, os filmes do diretor falam sobre relacionamentos conturbados, e aqui o pano de fundo é a montagem da obra de Arthur Miller, A Morte de um Caixeiro Viajante (Death of a Salesman). A estreia é também no dia 5 de janeiro, conhecido como o próximo fim de semana.

Beleza Oculta (Collateral Beauty)

Que tal começar o ano com um dos melhores elencos já colocados em um filme? Pois janeiro de 2017 irá te proporcionar este pequeno agrado. Will Smith, Kate Winslet, Helen Mirren, Edward Norton, Michael Peña, Naomi Harris e Keira Knightley estrelam esse drama melancólico sobre um sujeito atrás de uma segunda chance. Smith vive o protagonista, na pele de um personagem que começa a escrever cartas como forma de terapia e acaba encontrando a materialização de sentimentos e entidades abstratas como Amor (Knightley) e a Morte (Mirren). A direção é de David Frankel (O Diabo Veste Prada e Marley & Eu). A estreia é no último fim de semana do mês, dia 26 de janeiro.

xXx – Reativado (The Returno of Xander Cage)

Vin, Vi e Venci. O astro Vin Diesel veio ao Brasil e causou com “uma entrevista do barulho”. Deixando a polêmica de lado, o astro de ação retorna para uma das franquias que fez seu nome – ao lado de Velozes e Furiosos e Riddick. Quinze anos depois e Diesel vive Xander Cage pela segunda vez (que havia sido dado como morto no segundo filme, aquele pavoroso mesmo, com Ice Cube), para mais um round cheio de adrenalina e esportes radicais. Quem volta também é Samuel L. Jackson. O Reforço vem nas belas peles de Nina Dobrev (Diários de um Vampiro) e Ruby Rose (Orange is the New Black), além do talento de Toni Collette (Já Sinto Saudades) e o nosso Neymar (é sério!). A direção é de DJ Caruso (Paranoia e Controle Absoluto). A estreia é no dia 19 de janeiro.

Assassin´s Creed

Filmes baseados em games tem salvação? A resposta virá este mês com a versão live action de Assassin´s Creed, protagonizado e produzido pelo astro Michael Fassbender (o Magneto dos novos filmes dos X-Men). A trama apresenta duas realidades, uma no futuro e outra no passado. Duas vidas ligadas pelo mesmo homem, descendente de uma linhagem de assassinos históricos. Além de Fassbender, temos o peso no elenco com a  presença da Oscarizada Marion Cotillard, e a direção de Justin Kurzel. O trio já colaborou anteriormente em Macbeth: Ambição e Guerra, lançado no final de 2015. Assassin´s Creed tomará os cinemas de assalto no dia 12 de janeiro.

Até o Último Homem (Hacksaw Ridge)

Mel F**ing Gibson is Back! O astro mais odiado e politicamente incorreto de Hollywood ensaiou um retorno em 2016. Deus, e como precisamos de alguém como ele! Gibson não é apenas polêmico, o ator e diretor é extremamente talentoso. Com Herança de Sangue, lançado em setembro, o astro voltou a atuar e a mostrar a velha forma dos 80´s, mais durão do que nunca. Agora, o retorno é como diretor, dez anos depois de Apocalypto (2006). O filme escolhido foi este drama de guerra sobre um soldado americano durante a Segunda Guerra Mundial, na Batalha de Okinawa, que ganhou a medalha de Honra sem disparar um único tiro – papel de Andrew Garfield (o ex-Homem-Aranha). O filme vem sendo cotado em época de premiação e a estreia ocorre no dia 26 de janeiro.

Resident Evil: O Capítulo Final (The Final Chapter)

Sempre duvido de filmes que usam “Capítulo Final” em seu título. Não me deixo enganar e acho muito difícil este ser o capítulo final de uma das franquias mais rentáveis da Sony e, pode-se dizer, a única que deu certo ao adaptar um famoso game para as telonas – digam os haters o que quiserem, mas não se chega a um sexto exemplar sem sucesso. A musa dos fanboys Alice (Milla Jovovich) está de volta para distribuir um novo lote de chutes no traseiro. Afinal, todos já sabemos o que iremos encontrar no filme. Só digo uma coisa: teremos um maldito dragão mutante! Cale-se e pegue meu dinheiro. Novamente dirigido pelo marido da atriz, Paul W. S. Anderson, o sexto Resident Evil chega aos cinemas no dia 26 de janeiro.

Sete Minutos Depois da Meia Noite (A Monster Calls)

Lembra do terror O Orfanato (2007) e do filme catástrofe de tsunami O Impossível (2012)? São dois filmes que você provavelmente adora. Pois bem, Sete Minutos Depois da Meia Noite é dirigido pelo mesmo sujeito que fez esses filmes, o talentoso cineasta espanhol J.A. Bayona. Desta vez, o diretor, que não fazia um filme há quatro anos, resolve adaptar para as telonas o livro de Patrick Ness. À primeira vista, soa como mais uma aventura de fantasia juvenil, mas não verdade trata de uma emocionante história familiar sobre como lidar com a dor da perda. Mais uma vez, alguém vai precisar de lencinhos. No elenco, Felicity ‘Jyn Erso’ Jones, Sigourney ‘Ripley’ Weaver e Liam ‘f**ing’ Neeson. A estreia ocorre neste fim de semana, dia 5 de janeiro.

Passageiros (Passengers)

Quem são os maiores astro e estrela do cinema atual de Hollywood? Bem, eu arriscaria dizer que Jennifer Lawrence e Chris Pratt disputam fortemente o cargo. E este mês receberemos uma superprodução protagonizada pelos dois. Passageiros é uma ficção científica passada inteiramente numa gigantesca espaçonave, na qual existem apenas dois personagens. Se você é fã da dupla não sairá insatisfeito. Já pudemos conferir o longa e gostamos do que vimos. Para mais detalhes, leia a crítica completa neste link. A estreia ocorre já neste fim de semana, no dia 5 de janeiro.

Aliados (Allied)

Passando de um jovem casal de astros do momento, para outro um pouco mais maduro. Brad Pitt e a francesa vencedora do Oscar Marion Cotillard são quem comandam o show aqui em Aliados, um drama de ação e romance durante a Segunda Guerra Mundial. Na trama, passada em 1942, um oficial da inteligência canadense (Pitt) une forças e desenvolve um relacionamento com uma agente da resistência francesa (Cotillard). Sr. & Sra. Smith (2005), alguém? O comando da obra é de ninguém menos que Robert Zemeckis (De Volta para o Futuro e Forrest Gump). A estreia ocorre no dia 26 de janeiro.

Moana: Um Mar de Aventuras

Nova animação tropical da Disney, que tem como cenário a Polinésia Antiga. Esse é mais um lançamento no qual a Disney mostra que seu braço de animação vai muito bem (obrigado) sem a parceira Pixar. Dwayne Johnson (mais conhecido como The Rock) estrela em uma nova produção neste início de ano, cedendo a voz para o semideus Maui. Na trama, a protagonista Moana (voz de Auli’i Carvalho) precisa buscar ajuda do semideus a fim de impedir uma terrível maldição que se abateu sobre sua ilha. A estreia ocorre neste fim de semana, dia 5 de janeiro.

Os Saltimbancos Trapalhões: Rumo a Hollywood

Essa é para todos os nostálgicos. Há muitos anos (desde 2008 para ser mais preciso), Renato Aragão não lançava um filme nos cinemas. Usando o nome do grupo imortal de comediantes Os Trapalhões então, desde 1991 quando Os Trapalhões e a Árvore da Juventude atingiu os cinemas. Desta vez, o eterno trapalhão Didi terá a ajuda do fiel escudeiro Dedé Santana para recontar aos novos tempos o clássico Os Saltimbancos Trapalhões (1981). A estreia é no dia 19 de janeiro.

A Criada (The Handmaiden)

Você já ouviu falar no diretor coreano Park Chan-wook? Bem, mas com certeza conhece seu trabalho mais marcante, o quintessencial Oldboy (2003)? Também não? Então pare tudo o que está fazendo, vá assistir ao filme e depois volte aqui. Só assim para conseguir dimensionar a importância que o cineasta possui no mundo do cinema. Este é seu mais recente trabalho, baseado num livro da autora britânica Sarah Waters, que trata da mudança que sofre a vida de uma família rica no Japão da década de 1930, após a chegada da nova criada ao local. Controverso e provocativo, o longa é um dos mais esperados e comentados neste início de 2017 no Brasil. A estreia é no dia 12 de janeiro.

Manchester à Beira Mar (Manchester by the Sea)

Se você tem paladar por filmes lacrimosos e uma boa “sofrência”, então Manchester à Beira Mar é indicado para você. Deixando as brincadeiras de lado, o novo trabalho do diretor Kenneth Lonergan é de fato um dos melhores filmes do ano passado, e tive a sorte de conferi-lo durante o Festival do Rio 2016. Clique neste link para saber mais do filme. A história apresenta o protagonista vivido por Casey Affleck, um sujeito traumatizado com uma grande perda em sua vida, precisando lidar com a criação de seu sobrinho após o falecimento de seu irmão. O longa é um dos mais cotados para o Oscar 2017 e tem desempenhos impactantes de Affleck e de sua coadjuvante Michelle Williams, além da revelação Lucas Hedges. A estreia no Brasil é no dia 19 de janeiro.

La La Land: Cantando Estações

Não tem jeito, o filme mais aguardado de janeiro é o elogiadíssimo novo trabalho do cineasta Damien Chazelle (Whiplash: Em Busca da Perfeição). O menino prodígio retorna ao terreno da música, desta vez em uma obra de teor menos amargo e bem mais doce, para entregar um musical no melhor sentido da palavra. Quem já pôde conferir se derreteu com o filme, que fala do amor florescendo entre uma aspirante a atriz e um músico de jazz. O longa é considerado o melhor filme que Woody Allen não fez. Ah sim, ainda temos protagonizado uma dupla que não poderia ter mais química, Ryan Gosling e Emma Stone (Amor a Toda Prova e Caça aos Gangsters). A estreia ocorre no dia 19 de janeiro.


Crítica | A Múmia:



» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

[AVISO] Os comentários passam por uma aprovação e podem demorar até 24 horas para serem disponibilizados no site. Comentários com conteúdo ofensivo serão deletados, e o usuário pode ser banido. Respeita a opinião alheia e comporte-se.