“Temos que fazer filmes melhores da DC”, afirma executivo da Warner

“Temos que fazer filmes melhores da DC”, afirma executivo da Warner

COMPARTILHE!

O CEO da Time Warner, Jeff Bewkes, confessou à Variety que a Warner Bros. está tentando melhorar a qualidade dos filmes baseados nos quadrinhos da DC Comics.

“Existe espaço para melhorias. Os personagens da DC Comics tem um pouco mais de leveza neles do que talvez mostramos nos filmes, por isso estamos pensando como consertar isso. o que você viu nos filmes, por isso estamos pensando nisso”, afirmou.

Ele ressaltou que os dois filmes lançados nesse ano foram bem sucedidos financeiramente, alcançando o objectivo estratégico mais amplo de revitalização personagens clássicos da DC para uma nova geração de cinéfilos.




Quanto às críticas negativas, ele concordou que dá para melhorar.

“Nós temos como fazer filmes melhores da DC no sentido criativo… Estamos no caminho certo. Nosso objetivo principal era revigorar esses personagens para novos fãs. A reinicialização do Batman com Ben Affleck (no papel) foi um grande sucesso.”, concluiu.

 

Após as recepções negativas de seus dois últimos filmes ‘Batman vs Superman’ e ‘Esquadrão Suicida’, a DC parece estar se afastando de suas pretensões de fazer frente à “máquina de imprimir dinheiro” da Marvel no cinema.




Agora que a luz vermelha acendeu de vez, a Warner, estúdio que tem os direitos das adaptações da DC, está correndo atrás do prejuízo e algumas mudanças já foram anunciadas parar tentar corrigir esse curso e melhorar a imagem dos seus filmes baseados em quadrinhos. Neste cenário, resolvi listar aqui 5 sugestões que podem ajudar a Warner a melhorar os filmes da DC e realizar todo o potencial que esses heróis possuem.

Sou um grande fã de histórias em quadrinhos e, apesar de preferir o universo Marvel, reconheço que os heróis mais influentes e conhecidos são de propriedade da DC, encabeçados por Batman e Superman. Eles não só iniciaram tudo como também popularizaram essa mídia e nos agraciaram com histórias memoráveis no decorrer de várias décadas. Eles também foram os primeiros a ganharem boas adaptações para o cinema desde o final da década de 70 e 80 com os filmes de Richard Donner e de Tim Burton. A recente “era Nolan” de Batman também nos trouxe ótimos momentos que elevaram este gênero de filmes e provaram que é possível ganhar dinheiro fazendo bons filmes com ótimas histórias e interpretações memoráveis.

Do outro lado, a concorrente Marvel, que tem vários de seus direitos de adaptação divididos em estúdios diferentes, resolveu em 2008 tomar a rédea de seus heróis que ainda estavam disponíveis e criar um estúdio próprio que lançou o excelente ‘Homem de Ferro‘ e deu início à construção de seu universo cinematográfico que já possui até o momento 13 filmes e arrecadou mais de 10 bilhões de dólares nas bilheterias mundiais. Este enorme sucesso, que com certeza chamou a atenção da DC, foi construído por uma série de fatores que servirão de base para a montagem desta lista de sugestões.

Vale lembrar que a intenção aqui não é atacar os heróis da DC e nem fazer serviço de “fanboy” da Marvel, até porque nem tudo é perfeito na “casa das ideias” e muitos erros já foram cometidos do lado de lá também. Como fã de quadrinhos, desse gênero de filmes e dos heróis da DC, a ideia é sugerir ajustes que, na minha opinião, ajudariam estes filmes a alcançarem seu enorme potencial tanto em termos de bilheteria como na recepção da crítica e do público. Vamos então à lista e eu encorajo todos os leitores a deixarem nos comentários as suas sugestões para melhorar os filmes da DC.

1. Aproveitar melhor as sagas dos quadrinhos

dccomics_1

Uma das maiores vantagens de se adaptar filmes baseados em quadrinhos para o cinema é o fato de já existir um grande leque de histórias para se basear e converter para a telona. A DC tem personagens como Superman e Batman que já existem nos quadrinhos há décadas e não faltam boas opções de aventuras para escolher. Claro que nem tudo que funcionou nos quadrinhos irá dar certo no cinema e via de regra é necessário um trabalho competente de adaptação. No entanto, o que temos visto ultimamente nos filmes da DC é um desperdício de boas sagas dos quadrinhos e, quase sempre, as liberdades criativas tomadas sobre o material de origem têm sido equivocadas. Um bom exemplo é o recente ‘Batman vs Superman’, que pegou duas boas histórias (Batman vs Superman e a Morte de Superman) e as realizou de forma apressada que acabou “queimando cartuchos”. O fato de se ter um vasto acervo não deve incentivar o desperdício e é preciso ter muito cuidado porque, num futuro não muito distante, a fonte pode secar.

 

2. Não usar a abordagem séria e sombria para todos os heróis

dccomics_2

Quem acha que essa “vibe” séria, sombria e realista da DC começou com Nolan está muito enganado. Ele pode ter elevado essa fórmula ao “estado da arte”, mas quem iniciou tudo foi Tim Burton no já longínquo ano de 1989 com sua adaptação do Batman que reviveu os filmes de quadrinhos no cinema com uma pegada séria e visual gótico que fugia dos filmes coloridos e leves de antes. A recente trilogia do Batman de Nolan partiu do mesmo princípio e nos deu grandes atuações e um universo totalmente embasado na realidade e com um tom sombrio. Após o sucesso de Nolan, a DC erroneamente tentou aplicar essa “paleta de cores” no Superman e o resultado foi o filme ‘O Homem de Aço‘ onde vemos um herói bem distante daquilo que foi criado nos quadrinhos ou do que já tinha feito sucesso no cinema antes na era de Christopher Reeve. O mesmo aconteceu em ‘Batman vs Superman’ e pode estar sendo reproduzido nos filmes que estão por vir. Em algo que aparenta ser uma tentativa de “não mexer em time que está ganhando”, a DC acabou cometendo um erro grave. A Marvel já provou que é possível lucrar com esse gênero sem desvirtuar os heróis e que um tom mais leve não significa que o filme irá agradar apenas crianças ou nerds.

 

3. Demitir o Zack Snyder e se afastar de Nolan

dccomics_3

Não tenho nada pessoal contra Zack Snyder e ele já provou seu talento para fazer adaptações fieis a quadrinhos como aconteceu com ‘300’ e ‘Watchmen‘. Ele tem uma visão única e consegue dar uma identidade visual fantástica para seus filmes. O problema, ao meu ver, é quando ele precisa preencher lacunas e tomar liberdades criativas sobre o material, principalmente no que diz respeito ao desenvolvimento dos personagens. Para mim, depois de dois filmes já está provado que sua interpretação é equivocada e deixar o universo DC em suas mãos seria um erro. Da mesma forma, ainda que Nolan tenha feito maravilhas com o Batman, como disse antes, sua abordagem só dá certo para esse tipo de personagem e é preciso tirar ele desse pedestal e dessa figura de “Midas da sétima arte”. Não sei qual o seu poder atual sobre as decisões que são tomadas, mas é preciso cortar esse cordão umbilical, investir em novos talentos e fazer com que cada filme seja tratado de acordo com o material em que se baseia e não o contrário.

 

4. Trazer membros chave da DC para gerenciar as adaptações e criar um universo consistente

dccomics_4

Esta sugestão é uma consequência direta da anterior. Uma vez que já foi provado que ter Zack Snyder como cérebro e Nolan como consultor não deu certo e tendo em vista o exemplo de sucesso da Marvel, é preciso mudar. Para isso, a Warner precisa trazer pessoas chave da DC e criar uma divisão dentro do estúdio que tenha independência para gerenciar as adaptações e poder de veto para escolher diretores e roteiristas. Isso permitirá criar um universo consistente para os heróis da DC serem apresentados e interagirem de forma mais eficaz e que não irá se basear na visão única de um diretor, mas sim na visão que esse grupo tem para o universo. Ao que parece, após a recepção ruim de ‘Batman vs Superman’, esse processo já foi iniciado com a chegada do COO da DC, Geoff Johns, para supervisionar as adaptações em um ramo do estúdio “DC Films” que foi criado recentemente. Ao que parece, no próximo filme Liga da Justiça’ já veremos frutos dessa mudança e resta torcer para que seja dada a liberdade necessária para a realização de um bom trabalho.

 

5. Ouvir e respeitar a opinião dos fãs

dccomics_5

Muitas vezes, mesmo se esforçando e tentando acertar, os erros acontecem e o sucesso esperado não vem. Nestes momentos, é preciso ter humildade e ouvir as críticas dos fãs para tentar entender o que deu errado e corrigir para os filmes futuros. Um bom exemplo disso foi a atrocidade cometida pela Marvel com o vilão Mandarim em ‘Homem de Ferro 3’, onde sua figura clássica dos quadrinhos foi alvo de chacota pelo diretor do filme.  A recepção foi tão ruim que, pouco tempo depois, a Marvel lançou um curta metragem para desfazer o engano e deu a entender que o verdadeiro Mandarim ficou muito irritado com a piada. O trailer recente de ‘Liga da Justiça’ mostrou uma pegada bem mais leve que também parece ser uma resposta às críticas recentes. Ainda que seja verdade a máxima de que não é possível agradar todo mundo, já foi provado que, neste gênero de filmes, o respeito ao material original e a seus fãs fazem parte da receita para o sucesso.

Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema!


Não esqueça de CURTIR nossa MATÉRIA ESPECIAL: