A pré-sequência ‘A Órfã 2: A Origem‘ já tem data de estreia nos cinemas nacionais.

O CinePOP apurou que a Diamond Films lançará o filme por aqui no dia 15 de Setembro de 2022.

No primeiro filme, Esther é uma mulher de 33 anos chamada Leena Klammer, que tem hipopituitarismo – um distúrbio hormonal raro que atrapalhou seu crescimento físico e causou nanismo proporcional. Ela passou a maior parte de sua vida se passando por uma garotinha.

Na sequência, Lena Klammer orquestra uma fuga brilhante de uma unidade psiquiátrica russa e viaja para os Estados Unidos representando a filha desaparecida de uma família rica. Mas a nova vida de Lena como Esther vem com um problema inesperado e a coloca contra uma mãe que protegerá sua família a qualquer custo.


Isabelle Fuhrman volta a viver Esther.

Confira foto e um clipe do filme e siga o CinePOP no YouTube:

Aproveite para assistir:




O filme já tem sua classificação etária. A MPAA classificou o terror como RATED-R, e só poderá ser assistida por maiores de 17 anos.

O motivo? “Violência sangrenta, linguagem e breve conteúdo sexual”.

Em termos de comparação, essa foi praticamente a mesma classificação que o terror original recebeu em 2009.

Anteriormente, o diretor William Brent Bell (‘Boneco do Mal’) havia adiantado que o novo filme será “extremamente violento”.


“O filme tem um tom leve em alguns momentos, mas também é extremamente violento em outros. Porque [a Esther] é uma psicopata violenta. O filme está ficando incrível. Esther é uma pessoa muito romântica, então ela quer amor, mas, quando ela não o recebe, vemos um lado muito diferente dela. E é brutal. Então o roteiro explora esses dois lados dela. Mostraremos um lado emotivo dela, mas também seu lado sombrio.” 

A pré-sequência será dirigida por William Brent Bell (‘Boneco do Mal‘), com um roteiro escrito por David Coggeshall.

O filme original foi lançado em 2009 e foi comandado por Jaume Collet-Serra.

Apesar de ter feito um barulho considerável nas bilheterias (arrecadando quase US$80 milhões), a produção teve recepção mista por parte da crítica especializada, alcançando 56% de aprovação no Rotten Tomatoes.

Não deixe de assistir: