Taylor Swift tem um repertório gigantesco – e separar apenas uma parcela de suas melhores músicas é algo muito difícil a se fazer.

De qualquer forma, nos lançamos ao desafio de separar suas dez melhores músicas para comemorar seu 31º aniversário, incluindo algumas incursões de seus mais novos álbuns, FolkloreEvermore.

Confira abaixo nossas escolhas e nos diga qual a sua favorita:

10. “DELICATE”



Álbum: Reputation

Reputation é um álbum bastante dissonante, por assim dizer. A circinal produção é diferente tudo que Taylor já havia nos mostrado e, por essa razão, ela acaba esbarrando em certas fórmulas datadas. Felizmente, “Delicate” passa longe de fazer isso. A competente e dark atmosfera é acompanhada de distorções vocais, autotunes propositais e uma abertura para o electro-synth apaixonante.

9. “BLANK SPACE”

Álbum: 1989



“Nice to meet you, where you been” é o verso que abre “Blank Space”, um dos melhores singles de 1989. Permanecendo nada menos que sete semanas no tipo da Hot 100 da Billboard, a canção é belissimamente escrita e garantiu duas indicações nas categorias principais do Grammy: Música do AnoGravação do Ano. De seu lançamento até hoje, a track já vendeu mais de 10 milhões de cópias.

8. “STYLE”

Álbum: 1989

Aproveite para assistir:



Com uma produção impecável do lendário Max Martin, ao lado de ShellbackAli Payami“Style” também merece um lugar especial na nossa lista, pelo simples motivo de ser extremamente bem escrita e trazer uma narrativa sobre reflexões sobre um relacionamento que não vai mais voltar. A faixa é uma mistura interessante e comovente de funk-poppop rocksynth-pop.

7. “LOVE STORY”

Álbum: Fearless

Usando e abusando de seu alcance soprano“Love Story” é um dos primeiros singles de Taylor Swift – e um dos mais memoráveis. Aqui, a ainda jovem cantora e compositora se aliou a Nathan Chapman para um enredo country-pop sobre uma paixão proibida e que sua família desaprovava, drenando inspirações da clássica peça shakespeariana ‘Romeu e Julieta’.



6. “I KNEW YOU WERE TROUBLE”

Álbum: Red

Red, um dos álbuns mais vendidos e mais aclamados de Swift, começou a transição de uma artista outrora fixada em suas raízes do country e do americana para o pop – algo que viria a se concretizar com 1989. Um dos carros-chefe da produção é “I Knew You Were Trouble’, enredo centrado em um relacionamento tóxico movido pela percussão, pelas cordas e por sintetizadores impactantes.

5. “ENCHANTED”

Álbum: Speak Now


Apesar de não ter sido single, “Enchanted” é uma semi-balada profunda e poderosa que merecia mais atenção do que realmente tem. Felizmente, a canção caiu no gosto popular pelos acordes fabulescos do violão e da guitarra, que nos guiam em um crescendo sutil até a explosão de um refrão irretocável – e que influenciaria Birdy em sua aclamada canção “Wild Horses”.

4. “NO BODY, NO CRIME”, feat. HAIM

Álbum: Evermore

Taylor nos surpreendeu com a incrível poética de Evermore em 2020, seu segundo álbum surpresa. Com “no body, no crime”, a artista resgata a gaita e o violão de suas primeiras incursões e se une com o trio HAIM para uma declamação sobre infidelidade com dramatização on point e uma produção cautelosamente evocativa.

3. “OUT OF THE WOODS”

Álbum: 1989

Swift arquitetou um conto de fadas sinistro e distorcido em 1989 com “Out of the Woods”, uma de suas semi-baladas mais incríveis. Aliando-se a Jack Antonoff, que se tornaria constante colaborador de suas produções, o single é uma ode synth-pop de indietronica, um arranjo oitentista contemporaneizado que gira em torno de dois amantes que enfrentaram e continuarão a enfrentar obstáculos – não importa o quão difíceis eles sejam.

2. “EXILE”, feat. Bon Iver

Álbum: Folklore

Taylor já realizou diversas colaborações ao longo de sua vida, mas nenhuma delas chegou aos pés de “exile”. A melancólica e saudosiste track foi performada ao lado de Bon Iver e, no final das contas, a química narcótica entre os dois cantores é um retrato pungente sobre duas pessoas que se separam por alguma razão e, agora, só têm as borradas memórias de um tempo que talvez nunca mais volte.

1. “ALL TOO WELL”

Álbum: Red

Lírica evocativa e uma produção movida pelo country e pelo soft-rock são dois dos vários elementos que transformam “All Too Well” na melhor faixa já lançada por Taylor Swift – e uma que, assim como tantas outras belas composições, não se tornou single.

Narrando uma power ballad que traz à tona corações partidos e um relacionamento descarrilado, a canção foi performada pela primeira vez na cerimônia do Grammy Awards em 2014, ganhando aclame universal por parte da crítica e um lugar especial na playlist dos fãs. Aqui, Swift se junta novamente a Liz RoseNathan Chapman, que trabalharam com ela em seu début homônimo e em Fearless, para uma manifestação elegíaca de emoções tumultuadas.

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva