Pensa num filme bem genericão, besteirol assumido e que, ainda por cima, traz um argumento conhecido do público, só que repaginado para a galerinha mais jovem. É assim a construção de ‘Resgate em Malibu: A Próxima Onda’, lançamento da semana da Netflix.

Dylan (Jackie R. Jacobson), Tyler (Ricardo Hurtado), Gina (Breeana Yde), Lizzie (Abby Donnelly) e Eric (Alkoya Brunson) são cinco adolescentes que passam as férias de verão na praia de Malibu, Califórnia, auxiliando os banhistas e treinando para se tornarem salva-vidas no futuro. Só que nesse verão as coisas serão um pouquinho diferentes, pois Malibu irá sediar a competição anual ‘Mestre da Praia’, na qual equipes de diversos países do mundo se reúnem para competir quem terá a melhor equipe de resgate do mundo!



É, eu sei, é isso mesmo que você leu: os Estados Unidos e sua mania de gerar competição para tudo, até mesmo para um grupo juvenil de salva-vidas. Em nenhum outro país do mundo isso faria o menor sentido (até porque, para ter uma competição internacional, prevê competições internas dentro das cidades dos países né), mas, nos Estados Unidos, não só há um torneio, como também já há ídolos, merchandising, torcida organizada, etc. Enfim.

Aproveite para assistir:



Com apenas cem minutos de duração, o roteiro de ‘Resgate em Malibu: A Próxima Onda’ é um besteirol bem fast-food, calcado em outras produções do gênero e repaginado para o público infanto-juvenil. Numa pegada de ‘SOS Malibu’, o roteiro de Jed Elinoff, Savage Steve Holland, Scott McAboy e Scott Thomas dá uma enxugada nos temas (e apelações) adultas e joga luz no universo mais infantil, ou seja, saem as corridas em câmera lenta e os corpos desnudos, entram piadas de pum, bumbum e escatologia. Além disso, a tal competição internacional é fraquiiinha e não envolve nenhum resgate em si: é, no final das contas, um circuito estilo ‘Ponte do Rio Que Cai’, do Faustão, ou ‘American Ninja Warrior’.

Dirigido por Savage Steve Holland, o longa tem uma edição picotada, que busca ir direto ao ponto e tornar a coisa toda mais dinâmica. O resultado é a sensação de que perdemos alguma coisa, pois as relações e os percalços não são bem desenvolvidos. Quem é vilão, vira mau do nada; as soluções para os problemas são bobas e pouco convincentes; e com um elenco protagonista que aparenta ter diversas idades, gera confusão observar o interesse romântico entre eles.



No meio dessa salada toda, sobra ainda uma participação especial do Brasil (?), cuja bandeira não só aparece dentre as equipes competidoras do tal ‘Mestre na Praia’, como dentro da ficção, supostamente, a edição do ano de 2019 teria se passado no Rio de Janeiro, e em vídeo aparecem imagens que parecem ter sido gravadas em uma praia do Rio durante a época das Olimpíadas. Vejam só!

Resgate em Malibu: A Próxima Onda’ é um filme de fácil digestão e que já tem outro filme e uma série inteirinha disponível na Netflix pra entreter a garotada por uma tarde. Fora isso, é só mais um besteirol infanto-juvenil estadunidense.

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE