No reboot de ‘Quarteto Fantástico‘, foi preciso adicionar uma trama envolvendo a adoção de Susan Storm (Kate Mara), já que Johnny (Michael B. Jordan) e Franklin Storm (Reg E. Cathey) eram negros.

A alteração da história original acabou desagradando grande parte dos fãs, mas o diretor Josh Trank disse ao Geeks of Color que a adoção foi ideia da Fox, porque ele queria uma família composta apenas por negros.

“Houve muitas polêmica nos bastidores sobre a escolha do elenco. Eu queria uma atriz negra interpretando Sue Storm, porque eu imaginei os Storm como uma família negra. Mas quando você lida com um filme grande como esse, você ouve muitas reclamações e críticas.”

Trank disse que foi pressionado a escolher atrizes de destaque para o papel, e todas da lista eram brancas.

“Quando lembro disso, me sinto até envergonhado. Esses não são os valores que representam o ambiente em que cresci. Me sinto envergonhado por não ter lutado contra isso. Mesmo que significasse o fim da minha carreira, parecia que eu tinha falhado como pessoa. Foi lamentável, nem sei como explicar o que eu senti.”

Lançado em 2015, o reboot foi um fracasso comercial e não conseguiu agradar os fãs, arrecadando apenas US$ 167,9 milhões pelo mundo, a partir de um orçamento de US$ 120 milhões.

E parece que as divergências criativas entre Trank e o roteirista Jeremy Slater foram o principal motivo do desastre.

Aproveite para assistir:

Durante uma entrevista para o Polygon, Slater disse que tentou convencer Trank a buscar inspiração em ‘Os Vingadores‘ porque esse era o tipo de filme que o público precisava.

No entanto, Trank insistiu que o reboot deveria se afastar das produções da Marvel para dar um tom mais original aos filmes baseados em quadrinhos.

“O primeiro filme dos ‘Vingadores‘ foi lançado um ano antes de começarmos a desenvolver ‘Quarteto Fantástico‘. Eu disse que deveríamos seguir o modelo de Joss Whedon, porque as pessoas estavam adorando. Mas Josh odiou a proposta… Parece que ele queria fazer qualquer outra coisa, menos um filme de heróis.”, disse Slater.

Trank também conversou com o portal e confirmou a resposta de Slater, mas fez questão de se defender:

“O tom de ‘Quarteto Fantástico‘ foi um reflexo do que estávamos desenvolvendo desde o início, antes das gravações. Eu queria pegar os personagens dos quadrinhos e sua história de fundo para criar algo novo e inédito. O que Slater queria era totalmente diferente e nada original, eu não podia fazer uma cópia de filmes que fazem sucesso só para agradar o público.”

Pelo visto, Trank tem certa aversão aos filmes da Marvel e até apoiou Martin Scorsese quando o consagrado diretor criticou os filmes do estúdio.

Em seu perfil do Twitter, ele escreveu:

“Estou assistindo ‘O Irlandês‘, e os primeiros 05 minutos têm mais humanidade, verdade e emoções do que cada filme da Marvel juntos. Desculpem, mas são apenas fatos… Na verdade, não há desculpas.”

Depois dos comentários, Trank desativou seu perfil temporariamente.

Comentários

15 Séries da Netflix Para Maratonar

15 Séries da Globoplay Para Você Maratonar

15 Séries da Amazon Prime Para Maratonar neste mês

10 reality shows insanos pra você que amou The Circle e Casamento às Cegas

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE