A pandemia do coronavírus acabou afetando drasticamente o cronograma de estreias cinematográficas de 2020 e a aventura familiar ‘Jungle Cruise‘, da Disney, foi um dos  filmes que logo de início acabou sendo adiado para 2021, enquanto muitos estúdios ainda insistem em tentar uma estreia neste segundo semestre de 2020.

E em uma entrevista recente à revista Variety, o produtor Hiram Garcia revelou porque a Disney decidiu reagendar a estreia do longa apenas para julho de 2021:

“Esse é um dos nossos bebês. Quando a pandemia chegou, nós não quisemos colocar as audiência em um perigo em potencial para assistir ao filme. Nós não apenas estamos lidando com o desafio de alguns cinemas serem abertos e outros fechados – e é claro, houveram conversas a respeito da possibilidade de lançá-lo apenas em algumas regiões -, mas basicamente nós cremos que temos um tipo de filme que será uma celebração do retorno aos cinemas. Esse longa é uma grande aventura familiar. Não é o tipo de filme que é feito com frequência hoje em dia, então nós realmente queríamos garantir que poderíamos levá-los à maior quantidade de pessoas possível, da forma mais segura possível. Nós estamos em uníssono com a Disney, quando eles decidiram adiar e conseguir uma boa distância da pandemia”.


Antes previsto para julho deste ano, o filme agora chega aos cinemas em 30 de julho de 2021.

Os especialistas da Disney enfatizaram que, devido à incerteza em andamento, todas as datas de lançamento podem ser alteradas novamente.

Aproveite para assistir:

Jungle Cruise‘ é dirigido por Jaume Collet-Serra (‘A Órfã‘) e roteirizado por John Requa e Glenn Ficarra (‘Amor a Toda Prova’).

Na trama, Dwayne Johnson será Frank, um capitão de barco amaldiçoado com imortalidade, que acompanha Lily Houghton (Emily Blunt) na busca pela mística árvore da vida, capaz de oferecer a cura através de poderes mágicos.

O filme irá mostrar o primeiro personagem abertamente gay em uma produção do estúdio.

No entanto, o personagem interpretado por Jack Whitehall é descrito como “extremamente eficiente, muito chique e muito engraçado”, o que vem gerando críticas da comunidade LGBT por conta de uma possível representação estereotipada.


Além disso, ainda não se sabe se a trama irá abordar a sexualidade do personagem com a devida sensibilidade, já que o trailer não indicou maiores detalhes.

Ainda assim, a imprensa internacional elogiou a iniciativa da Disney em abrir espaço para todo tipo de representatividade, o que deve se estender nos próximos filmes do estúdio.


 

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE