Daniel Radcliffe é um dos atores-mirins mais famosos da história do cinema, visto que fez sua grande estreia na aclamada e premiada franquia de filmes Harry Potter.

Radcliffe, agora com 31 anos, passou os últimos dez anos evitando blockbusters e focando em papéis que desafiassem sua verstilidade como ator, apesar de ter aceitado que os filmes do icônico bruxinho definiram como o mundo o encarava. De qualquer forma, ele sempre recusou revisitar o universo mágico – mas, segundo o site We Got This Covered, ele estaria disposto a voltar para uma breve aparição e com uma condição: que J.K. Rowling, criadora do panteão em questão, não esteja envolvida.

E por quê? Para aqueles que não acompanham as redes sociais, Rowling fez postagens bastante controversas em seu Twitter oficial, invalidando a existência de mulheres trans ao criticar a frase “pessoas que menstruam” e argumentando que “se o sexo biológico não é real, a realidade das mulheres é apagada”.

A romancista foi criticada por diversos ativistas da comunidade LGBTQ+, incluindo a organização GLAAD, que a chamou de “cruel” e “anti-trans”. Membros do elenco de Harry Potter e do derivado Animais Fantásticos e Onde Habitam também se opuseram à condenável visão de Rowling, incluindo Emma WatsonRupert GrintBonnie WrightKatie LeungEddie Redmayne.

Radcliffe, por sua vez, escreveu em seu blog pessoal que “mulheres trans são mulheres. Qualquer comentário que contrarie isso apaga a identidade e a dignidade das pessoas trans e vai contra todos os conselhos de especialistas, que têm muito mais conhecimento na área que Jo e eu. De acordo com o The Trevor Project, 78% da juventude trans e não-binária é discriminada em virtude de sua identidade de gênero. É óbvio que precisamos fazer mais para apoiar pessoas trans e não-binárias, e não invalidar suas identidades e não causar mais estrago”.

Aproveite para assistir:

Ele também acrescentou que “esou aprendendo como ser um aliado melhor, então se você quer se juntar a mim e aprender mais sobre identidades trans e não-binárias, confira o Guia de Apoio à Juventude Trans e Não-Binária do The Trevor Project. É um guia introdutório e educacional que analisa diversos tópicos, incluindo as diferenças entre sexo e gênero”.

Dessa forma, para voltar ao Universo Mágico, Radcliffe não quer que Rowling esteja envolvida, visto que deseja de distanciar dessa série de comentários controversos e preconceituosos.

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE