A aclamada autora Deborah Copaken, responsável pelos livros “Shutterbabe: Adventures in Love and War” e “The Red Book”, declarou publicamente que o magnata de Hollywood Darren Star não lhe deu os devidos créditos por sua contribuição na série ‘Emily em Paris’. A informação foi revelada em seu livro de memórias, “Ladyparts”.

Na ocasião (via EW), ela revela que o também criador de ‘Sex and The City‘ e ‘Younger‘ não lhe deu o reconhecimento por seu trabalho e por suas próprias experiências de vida, que ela diz terem contribuído diretamente para a história de ‘Emily em Paris‘.

Em seu livro, ela ainda detalha sobre a amizade que tinha com Star e afirma que o ocorrido teve um grande impacto na crise financeira que enfrentou. Em resposta, o produtor afirmou que tais acusações são “francamente falsas e que já foram julgadas pelo Sindicato dos Roteiristas da América, que determinou que suas alegações não tinham mérito”.

Representantes de Copaken e da Netflix não se pronunciaram em meio ao comunicado de Star.



Confira a primeira imagem de bastidores da segunda temporada da série, divulgada pela Netflix:

Aproveite para assistir:

Criada por Darren Star (‘Younger‘, ‘Sex and the City‘), a produção originalmente havia sido programada para ser lançada pela Paramount Network, mas teve seus direitos comprados pela gigante do streaming.



Na trama, Collins vive Emily, uma jovem ambiciosa que trabalha como executiva de marketing em Chicago e que acaba sendo transferida inesperadamente para Paris. Lá, ela começará uma nova vida, à medida que tenta conquistar seus colegas de trabalho, fazer novas amizades e quem sabe embarcar em romances empolgantes.

O elenco conta com Ashley Park (musical ‘Meninas Malvadas na Broadway), Philippine Leroy Beaulieu (‘Call My Agent!‘), Lucas Bravo (Smartass), Samuel Arnold (‘Antony & Cleopatra), Camille Razat (‘15h17 – Trem Para Paris‘) e Bruno Gouery (Doc Martin).

Comentários

Não deixe de assistir: