A curadoria do Festival de Sundance revelou o line-up oficial de sua edição do ano que vem. O festival acontecerá através de uma nova plataforma digital construída pela própria equipe do evento e ocorrerá entre os dias 28 de janeiro e 03 de fevereiro de 2021.

Os participantes do festival poderão participar de salas de espera virtuais, participar de sessões de Q&A ao vivo e interagir em outros ambientes virtuais, tanto novos quanto familiar, conforme Sundance se adapta para a contínua pandemia do COVID-19.

“Este Festival é uma resposta singular para um ano singular – tanto em design quanto em curação – e estamos animados sobre as novas dimensões que essa possibilidade irá revelar. Mas em seu certne, é algo que fala para nossos valores mais duradouros”, disse Tabitha Jackson, diretora do festival. “Por milhares de anos, humanos se juntaram para contar histórias e criar um significado. Neste ano de pandemia nos juntamentos para celebrar uma constelação de artistas com perspectivas únicas que expressam nesse momento atual e que juntam dizem: ‘nós existimos. Somos assim. E é assim que enxergamos o mundo'”.

Confira a lista principal abaixo:



COMPETIÇÃO DRAMÁTICA – ESTADOS UNIDOS

A competição estadunidense apresenta a estreia mundial de 10 filmes narrativos e o primeiro vislumbre de novas vozes do cinema independente.

CODA, escrito e dirigido por Siân Heder Como um CODA, filho ouvinte de pais surdos, Ruby é a única pessoa da família que consegue ouvir. Quando o negócio de pescaria da famíia é ameaçado, Ruby se vê dividida entre seguir seu amor pela música e seu medo de abandonar os pais.

I Was a Simple Man, escrito e dirigido por Christopher Makoto Yogi – À medida que uma família havaiana enfrenta a iminente morte de seu membro mais velho, os fantasmas do passado começam a assombrar o lugar onde moram.

Jockey, escrito por Clint BentleyGreg Kwedar; dirigido por Clint Bentley – Um velho jóquei está determinado a ganhar uma última competição, mas seu sonho se complica quando um novado aparece e diz ser seu filho.



John and the Hole, escrito por Nicolás Giacobone; dirigido por Pascual Sisto – Uma história nada tradicional sobre amadurecimento, ambientada na perturbadora realidade de John, uma criança que mantém sua família presa em um buraco no chão.

Mayday, escrito e dirigido por Karen Cinorre – Ana é levada para uma terra onírica e perigosa, onde se junta a um time de soldadas que se envolvem em uma guerra infinita em uma costa desolada. Apesar de encontrar força em um mundo arrepiante, ela percebe que não é a assassina que as outras desejam.

On the Count of Three, escrito por Ari KatcherRyan Welch; dirigido por Jerrod Carmichael – Duas armas. Dois melhores amigos. E um pacto para acabarem com as próprias vidas quando o dia chegar ao fim.

Aproveite para assistir:



Passing, escrito e dirigido por Rebecca Hall – Duas mulheres afrodescendentes que “passam” como brancas escolher viver de lados diferentes de uma Nova York de 1929, em uma exploração sobre identidade racial, sobre gênero, obsessão e repressão.

Superior, escrito por Erin VassilopoulosAlessandra Mesa; dirigido por Erin Vassilopoulos – Funfindo, Marian retorna para sua cidade natal para se esconder com sua afastada irmã gêmea idêntica, Vivian. Lutando para deixar o passado para trás, Marian mente sobre o motivo do retorno, deixando a irmã no escuro até os dois mundos colidirem.

Together Together, escrito e dirigido por Nikole Beckwith – Quando a jovem solitária Anna é contratada como barriga de aluguel para Matt, um homem solteiro em seus quarenta anos, os dois estranhos começam a perceber que esse estranho relacionamento rapidamente irá desafiar as percepções de conexão, limites e as particularidades do amor.

Wild Indian, escrito e dirigido por Lyle Mitchell Corbine Jr. – Dois homens estão ligados pela vida depois de cobrir o assassinato brutal de um colega de escola. Depois de anos separados, durante os quais seguiram aminhos diferentes, eles finalmente devem confrontar de que forma o traumático segredo moldou suas vidas.



COMPETIÇÃO DOCUMENTÁRIA – ESTADOS UNIDOS

Dez estreias mundiais estadunidenses que iluminam as ideias, as pessoas e os eventos que moldam o presente.

Ailey, dirigido por Jamila Wignot – Alvin Ailey foi um artista visionário que encontrou a salvação através da dança. Contado em suas próprias palavras e através da criação de uma dança inspirada por sua vida, esse retrato imersivo gira em torno de um homem que, quando confrontado por um mundo que recusou a aceitá-lo, ficou determinado em construir um que o iria.

All Light, Everywhere, dirigido por Theo Anthony – Uma exploração de histórias compartilhadas de câmeras, armas, policiamento e justiça. Conforme as tecnologias de segurança se tranformam em uma fixação no dia a dia, o filme interroga a complexidade de um ponto de vista objetivo, sondando a parcialidade inerente da percepção humana e das lentes.

At the Ready, dirigido por Maisie Crow – Lar de um dos programa de aplicação educacional mais fortes da região, os estudantes do Colégio Horizon, em El Paso, treinam para se tornar oficiais de polícia e agentes da fronteira à medida que descobrem que as realidades de seu trabalho dos sonhos confronta verdades e as pessoas que amam.

Cusp, dirigido por Parker HillIsabel Bethencourt – Em uma cidade militar do Texas, três jovens confrontam os lados complicados da adolescência no fim de um verão incrível.


Homeroom, dirigido por Peter Nicks – Gira em torno da turma formanda de 2020 do Colégio Oakland em um ano marcado por mudanças sísmicas, explorando o mundo emotivo dos adolescentes contra um panorama de rápida alteração.

Rebel Hearts, dirigido por Pedro Kos – Um grupo de freiras pioneiras bravamente se levantam contra o patriarcado da Igreja Católica, lutando por suas vidas, convicções e igualdade contra um cardeal egocêntrico. Desde a marcha em Selma em 1965 até a Marcha das Mulheres em 2018, essas mulheres remoldaram nossa sociedade com atos ousados de desafio.

Rita Moreno: Just a Girl Who Decided to Go For It, dirigido por Mariem Pérez Riera – Rita Moreno desafio tanto sua educação humilde quanto o implacável racismo para se tornar uma das poucas que levou para casa o Emmy, o Grammy, o Oscar e o Tony. Com mais de sete décadas de carreira, ela pavimentou o caminho para performers hispano-americanos ao se recusar a viver estereótipos unidimensionais.

Summer of Soul (…Or, When the Revolution Could Not Be Televised), dirigido por Ahmir “Questlove” Thompson – Durante o mesmo versão de Woodstock, mais de 300 mil pessoas compareceram ao Festival Cultural de Harlem, celebrando a música e a cultura afrodescendente e promovendo o orgulho e a união negras. As gravações do festival permaneceram escondidas em um porão por mais de cinquenta anos, mantendo esse incrível evento longe dos olhos do público.

Try Harder! dirigido por Debbie Lum – Em um universo onde os garotos legais são nerds, a orquestra é o mundo e ser sinoamericano é a norma, os sêniores do Colégio Lowell competem pelo prêmio máximo: admissão em uma faculdade de seus sonhos.

Users, dirigido por Natalia Almada – Uma mãe se pergunta: será que meus filhos vão amar as máquinas perfeitas mais do que a mim, uma mãe imperfeita? Ela liga um berço tecnológico que nina seu bebê até ele cair no sono. Essa mãe perfeita está em todo lugar. Ela nos vê e cuida de nós. Nós a ouvimos. Nós confiamos nela.

COMPETIÇÃO DRAMÁTICA MUNDIAL

Dez filmes emergem de talentos ao redor do mundo e oferecem perspectivas novas e estilos inventivos.

The Dog Who Wouldn’t Be Quiet (Argentina), escrito por Ana KatzGonzalo Delgado; dirigido por Ana Katz – Sebastian, um jovem em seus trinta e poucos anos, trabalha em uma série de empregos temporários e abraça o amor a cada oportunidade. Ele se transforma, em uma série de curtos encontros, à medida que o mundo flerta com um possível apocalipse.

El Planeta (EUA, Espanha), escrito e dirigido por Amalia Ulman – Em meio à devastação pós-crise espanhola, mãe e filha fazem de tudo para manter o nível de vida que acreditam merecer, unindo uma tragédia em comum e um despejo iminente.

Fire in the Mountains (Índia), escrito e dirigido por Ajitpal Singh – Uma mãe luta para guardar dinheiro e construir uma estrada numa vila himalaia para que possa levar seu filho paraplégico à fisioterapia. Mas seu marido, que acredita que um caro ritual religioso é o remédio, rouba todo seu dinheiro.

Hive (Kosovo, Suíça, Macedônia, Albânia), escrito e dirigido por Blerta Basholli – O marido de Fahrije está desaparecido desde a guerra em Kosovo. Ela cria o próprio negócio para cuidar de seus filhos, mas, conforme lida com uma sociedade patriarcal que não a apoia, ela enfrenta uma decisão crucial: esperar o retorno do esposo ou continuar a lutar.

Human Factors (Alemanha, Itália, Dinamarca), escrito e dirigido por Ronny Trocker – Um misterioso arrombamento expões a agonia de uma família exemplar de classe média.

Luzzu (Malta), escrito e dirigido por Alex Camilleri – Jesmark, um árduo pescador da ilha de Malta, é forçado a se voltar para gerações de tradição e arriscar tudo ao entrar no mercado clandestino da pescaria para cuidar de sua namorada e seu filho recém-nascido.

One for the Road (China, Hong Kong, Tailândia), escrito por Baz PoonpiriyaNotappon BoonprakobPuangsoi Aksornsawang; dirigido por Baz Poonpiriya – Boss é um consumado homem das mulheres, um espírito livre e dono de um bar em Nova York. Um dia, ele recebe uma ligação surpresa de Aood, uma antiga amizade que voltou para Tailândia. Morrendo de câncer, Aood pede para que Boss ajude a completar sua lista de afazeres antes de falecer, mas ambos escondem algo.

A Nuvem Rosa (Brasil), escrito e dirigido por Iuli Gerbase – Uma misteriosa e mortal nuvem rosa aparece ao redor do mundo, forçando todos a ficar em casa. Estranhos a princípio, os jovens Giovana e Yago tentam se reinventar como casal conforme os anos de quarentena passam. Enquanto Yago vive em sua própria utopia, Giovana se sente presa.

Pleasure (Suécia, Holanda, França), escrito e dirigido por Ninja Thyberg – Uma garota de vinte anos sai de sua cidade na Suécia e se muda para Los Angeles para participar de um filme na indústria pornô.

Prime Time (Polônia), esscrito por Jakub PiatekŁukasz Czapski; dirigido por Jakub Piatek – No último dia de 1999, o jovem Sebastian se tranca em um estúdio de TV. Ele tem dois reféns, uma arma e uma mensagem importante para o mundo.

COMPETIÇÃO DOCUMENTÁRIA MUNDIAL

Dez documentários feitos pelos maiores e mais ousados realizadores ao redor do mundo.

Faya Dayi (Etiópia, EUA), escrito e dirigido por Jessica Beshir – Uma jornada espiritual nos planaltos de Harar, imerso em rituais de khat.

Flee (Dinamarca, França, Suécia, Noruega), dirigido por Jonas Poher Rasmussen – Amin chegou como um menor desacompanhado na Dinamarca do Afeganistão. Hoje, ele é um acadêmico de grande sucesso e vai se casar com seu namorado de longa data. Um segredo que vem escondendo há vinte anos ameaça destruir a vida que construiu.

Inconvenient Indian (Canadá), escrito e dirigido por Michelle Latimer – Uma exploração da brilhante narrativa colonial de Thomas King, que reenquadra a história com vozes poderosas daquele que mantêm viva a tradição indígena.

Misha and the Wolves (Reino Unido, Bélgica), escrito e dirigido por Sam Hobkinson – As memórias de uma mulher sobrevivente do Holocausto impactam o mundo, mas uma rixa com seu editor, agora detetive, revelam sua história como uma audaciosa invenção criada para esconder uma verdade obscura.

The Most Beautiful Boy in the World (Suécia), dirigido por Kristina LindströmKristian Petri – O ator e músico Björn Andresen viu sua vida mudar para sempre aos quinze anos, quando interpretou Tadzio, objeto da obsessão de Dirk Bogarde em ‘Morte em Veneza’, um papel que levou o maestro Luchino Visconti a chamá-lo do “garoto mais bonito do mundo”.

Playing With Sharks (Austrália), escrito e dirigido por Sally Aitken – Valerie Taylor é uma fanática por tubarões e um ícone australiano, uma anticonformista que forjou seu caminho como uma mergulhadora, uma diretora de fotografia e uma conservacionista sem medo. Ela filmou tubarões verdadeiros para ‘Tubarão’ e usou uma cota de malha, colocando-se como isca, para mudar nossa compreensão científica desses perigosos animais para sempre.

President (Dinamarca, EUA, Noruega), dirigido por Camilla Nielsson – O Zimbabué está numa encruzilhada. O líder da oposição, Nelson Chamisa, desafia a velha guarda comandada por Emmerson Mnangagwa, conhecido como O Crocodilo. A eleição testa tanto o partido vigente quanto a oposição – como eles interpretam os princípios da democracia em discurso e na prática?

Sabaya (Suécia), escrito e dirigido por Hogie Hirori – Com um celular e uma arma, Mahmud, Ziyad e seu grupo arriscam suas vidas tentando salvar mulher Yazidi e as garotas mantidas reféns pelo ISIS como Sabaya (escravas sexuais), no campo mais perigoso do Oriente Médio: Al-Hol, na Síria.

Taming the Garden (Suíça, Alemanha, Geórgia), dirigido por Salomé Jashi – Uma poética ode à rivalidade entre homem e natureza.

Writing with Fire (Índia), dirigido por Rintu ThomasSushmit Ghosh – Em um cenário jornalísitco dominado por homens, surge o único jornal indiano comandado por uma mulher dalit. Armada com celulares, a repórter Meera e sua equipe quebram tradições nas linhas de frente dos temas mais importantes da Índia e dentro do confinamento de suas próprias casas, redefinindo o significado de poder.

OUTROS TÍTULOS

The Blazing World, escrito por Carlson YoungPierce Brown; dirigido por Carlson Young.

Cryptozoo, escrito e dirigido por Dash Shaw.

First Date, escrito e dirigido por Manuel CrosbyDarren Knapp.

Ma Belle, My Beauty, escrito e dirigido por Marion Hill.

R#J, escrito por Carey WilliamsRickie CastanedaAlex Sobolev. Dirigido por Carey Williams.

Searchers, escrito e dirigido por Pacho Velez.

Son of Monarchs, escrito e dirigido por Alexis Gambis.

Strawberry Mansion, escrito e dirigido por Albert BirneyKentucker Audley.

We’re All Going to the World’s Fair, escrito e dirigido por Jane Schoenbrun.

Amy Tan: Unintended Memoir, escrito e dirigido por James Redford.

Bring Your Own Brigade, escrito e dirigido por Lucy Walker.

Eight for Silver, escrito e dirigido por Sean Ellis.

How It Ends, escrito e dirigido por Dary WeinZoe Lister-Jones.

In the Earth, escrito e dirigido por Ben Wheatley.

In the Same Breath, escrito e dirigido por Nanfu Wang.

Land, escrito por Jesse ChathamErin Dignam; dirigido por Robin Wright.

Marvelou and the Black Hole, escrito e dirigido por Kate Tsang.

Mass, escrito e dirigido por Fran Kranz.

My Name is Pauli Murray, escrito e dirigido por Betsy WestJulie Cohen.

Philly, criado por Ted PassonYoni BrookNicole Salazar.

Prisoners of the Ghostland, escrito por Aaron HendryReza Sixo Safai; dirigido por Sion Sono.

The Sparks Brothers, escrito e dirigido por Edgar Wright.

Street Gang: How We Got to Sesame Street, escrito e dirigido por Marilyn Agrelo.

Confira o restante do line-up aqui!

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva