Novamente em alta no mundo dos super-heróis, o diretor, produtor e roteirista James Gunn se tornou unanimidade na atual Hollywood quando os assunto é gente com poderes e roupas coloridas. Fã de terror e cultura Pop, o diretor de O Esquadrão Suicida iniciou a carreira no mundo dos filmes de terror B, onde escreveu, dirigiu e atuou em produções que viraram cult com o passar dos anos, como Tromeu & Julieta (1996). Com a nova aventura da DC em cartaz, o estilo narrativo e os cenas sanguinolentas de Gunn devem chocar a muitos fãs que assistam ao filme desavisados, esperando algo mais limpo, como o filme de 2016. Então, o CinePOP separou cinco projetos disponíveis nos streamings escritos, dirigidos ou produzidos por ele para entender melhor como funciona essa mente excêntrica, por assim dizer, de James Gunn. Confira!

Scooby-Doo

Massacrados pela crítica na época dos respectivos lançamentos, os live action de Scooby-Doo foram elevados ao status de Cult com o passar dos anos. O primeiro filme foi também o primeiro grande trabalho de James Gunn como roteirista. Até então, ele tinha feito apenas trabalhos experimentais voltados para o terror. Então, conforme ele mesmo já disse outras vezes, esse projeto com a Warner mudaria de vez sua carreira, fosse para melhor ou para pior. Com um texto repleto de piadas ambíguas, cenas cheias de tensão sexual, respeito ao material original, menções ao sobrenatural e fazendo um retrato interessante da juventude do início dos anos 2000, Scooby-Doo: O Filme foi bem nas bilheterias, o que garantiu uma sequência. Gunn retornou para o roteiro e desenvolveu ainda mais os conceitos de amizade, trabalhando os personagens praticamente como membros de uma grande família caçadora de mistérios. Infelizmente, Scooby-Doo 2: Monstros à Solta não foi bem nas bilheterias e encerrou a participação de James Gunn na Warner até então.



Os filmes do Scooby-Doo estão disponíveis no HBO Max.

 

Aproveite para assistir:

Madrugada dos Mortos

Depois de abrir portas com sua versão mais maliciosa de Scooby-Doo, Gunn voltou aos roteiros no terreno dos filmes de terror. No remake do clássico imortal homônimo de George Romero, James Gunn aproveitou o conceito do original e criou uma história completamente nova sobre um grupo de sobreviventes de um apocalipse zumbi que se esconde em um shopping, onde precisam aprender a lidar com suas diferenças se não quiserem ser devorados. É um tema que poderia ser batido, mas o roteirista trouxe inovações, priorizando as relações humanas e suas falhas de caráter em vez apenas dos sustinhos padrões. Junto a estreia na direção de Zack Snyder, o filme foi considerado uma grande inovação do gênero de terror na época e ditou os rumos que outras produções sobre zumbis seguiriam dali para frente. Gunn já demonstrava ter ideias perturbadoras, como a situação da grávida em pleno fim de mundo, e a construção de personagens moralmente questionáveis precisando trabalhar em equipe por um objetivo em comum. Quando for assistir a este filme, espere uma experiência sensorial assustadora, de ritmo frenético e que vai deixar um gosto amargo ao final.



Madrugada dos Mortos está disponível no Amazon Prime Video.

 

James Gunn’s PG Porn

Um filme que foi definidor para a carreira de James Gunn foi Seres Rastejantes. Ele se firmou ali como diretor um indie que tinha uma visão única de terror, comédia e sexualidade que poderia trazer coisas inovadoras e grotescas nos próximos anos. No entanto, esse filme não está disponível em nenhuma plataforma de streaming. Então fica aqui a sugestão, caso você encontre alguma forma de assisti-lo.

Logo depois de Seres Rastejantes, Gunn começou a trabalhar em uma web série chamada James Gunn’s PG Porn. Estrelados por atrizes e atores pornô, pelo próprio James Gunn e seus amigos e amigas do meio do cinema, incluindo Nathan Fillion e Michael Rosenbaum, a série usa bastante a questão do humor e da sexualidade para parodiar filmes pornô sem recorrer para a pornografia ou a nudez. A descrição é justamente essa: “para os amantes do pornô… Mas sem a pornografia”. É uma produção hilária que cria situações bizarras de humor politicamente incorreto e parodia elementos clichês desse tipo de filme. E apesar de não ter tanto a ver com essa série, esse trabalho de brincar com clichês para criar humor é muito presente em “O Esquadrão Suicida” e muito disso foi trabalhado nesse projeto virtual.

James Gunn’s PG Porn está disponível no YouTube.

 



Super

Trazendo um elenco interessante, Super é uma dramédia de ação sobre um chapeiro fracassado (Rainn Wilson) que perde a esposa (Liv Tyler) para um traficante de drogas (Kevin Bacon). Afundado na depressão, ele começa a assistir séries de doutrinação religiosa jovem e acaba recebendo um bizarro “toque divino” para que ele se transforme em um super-herói e tire sua amada das garras do vilão. Então, ele se transforma no Crimson Bolt e começa a combater pseudovilões, como pessoas furando fila, gente estacionando em vagas especiais até chegar a assaltantes e aos traficantes. O filme parodia os clichês de super-heróis e traz uma abordagem doentia, repleta de cenas gore e cenas desconfortáveis ocasionadas pela inocência e capacidade de ser influenciado do protagonista.

Super está disponível no Amazon Prime Video.

 

Guardiões da Galáxia


Guardiões da Galáxia foi o filme que deu a projeção atual que James Gunn tem em Hollywood. Chamado por seu trabalho diferenciado em Super, o diretor teve liberdade para dirigir e escrever uma adaptação desse grupo de anti-heróis que não figurava no primeiro escalão da Marvel. Comandando essa aventura de grande orçamento, ele revigorou os blockbusters com super-heróis e consagrou os Guardiões como ícones da cultura pop. Para muitos, inclusive, os filmes do grupo figuram entre os melhores do MCU.

Depois do sucesso do primeiro, que colecionou críticas positivas, rendendo elogios de Steven Spielberg, e emplacou sua trilha musical nas paradas internacionais, James Gunn ganhou muita moral com a Disney e recebeu carta branca para a continuação. Na sequência, ele trabalhou ainda mais os conceitos de grupo como família disfuncional, trouxe mais humor politicamente incorreto e consagrou novos personagens no panteão do estúdio. Com mais uma produção destruindo nas bilheterias do mundo e nas críticas internacionais, o diretor e roteirista entrou também como produtor de Vingadores: Guerra Infinita (2018) e Vingadores: Ultimato (2019).

Guardiões da Galáxia, Guardiões da Galáxia Vol.2, Vingadores: Guerra Infinita e Vingadores: Ultimato estão disponíveis no Disney+.

O Esquadrão Suicida está em cartaz nos cinemas de todo o Brasil.

Não deixe de assistir: