Quando Stan Lee faleceu em novembro de 2018, o humorista Bill Maher aproveitou a oportunidade para dar sua ácida opinião sobre a cultura dos quadrinhos em geral, a qual ele considera uma forma de arte juvenil sem importância.

Como era de se esperar, o comentário repercutiu negativamente nas redes sociais, mas para o espanto geral, ele não tinha terminado suas considerações sobre o tema. Na última semana, Maher voltou a internet para tecer mais comentários ofensivos. Veja:

“O editorial desta noite é sobre Stan Lee, que, se você perdeu, morreu em novembro. E alguns dias depois, publiquei um blog que de forma alguma foi um ataque ao Sr. Lee, mas aproveitei a ocasião de sua morte para expressar minha consternação às pessoas que acham que revistas em quadrinhos são literatura, filmes de super-heróis são ótimos filmes, e quem, em geral, está preso numa infância eterna. Se gabar de que você sabe tudo sobre o Universo Marvel é como se gabar de que sua mãe ainda prende suas luvas nas mangas.

Você pode, se quiser, gostar exatamente das mesmas coisas de que gostava quando tinha dez anos, mas se você gosta, precisa crescer. Esse foi o ponto do meu blog. Eu não estou feliz que o Stan Lee esteja morto, estou triste por você estar vivo. A propósito, se alguém disser que você está sendo infantil e você reagir fazendo uma birra, você não é Homem de Ferro – você é um homem irônico. Deixe-me dizer, as pessoas ficaram chateadas com este post, eu nem estava ciente de que eu baguncei tantas capas até que eu vi que quarenta mil seguidores no Twitter me deixaram assim, num estalar de dedos, ao que eu digo ‘boa viagem, vá seguir o Zé Colmeia’.

O diretor Kevin Smith me acusou de ‘dar um tiro quando nenhum tiro é necessário’ , exceto que meu tiro não foi para o Stan Lee. Era para, você sabe, homens crescidos que ainda se vestem como crianças. Podemos parar de fingir que a escrita em quadrinhos é tão boa? Oh, por favor. Todo filme de super-herói é a mesma coisa – uma pessoa que não tem poderes, consegue, tem que descobrir como eles funcionam e depois precisa encontrar uma coisa gloriosa. Liga da Justiça, coisa brilhante. Homem de Ferro, coisa brilhante. Homem-Aranha, coisa de glória. Capitão América, coisa brilhante.

Sinto muito, mas se você é um adulto brincando com bonecos de super-heróis, me desculpe – quero dizer figuras de ação colecionáveis – por que não vão trabalhar dirigindo uma Roda Gigante? Hoje em dia, os adultos se apegam tão desesperadamente à infância que, quando tentam agir da mesma idade, têm uma palavra especial para isso agora: adulting.”

E aí, o que você acha das declarações de Maher?



Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE