E assim como o mundo pós-pandemia, o Oscar está voltando ao normal, em termos de elegibilidade. Após dois anos de ajustes, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas disse que os candidatos ao Oscar terão mais uma vez que lançar seus filmes nos cinemas.

As produções qualificados podem estrear nos cinemas e em um serviço de streaming, mas sua exibição nos cinemas deve durar no mínimo sete dias consecutivos, com pelo menos uma exibição por dia em uma das seis principais áreas metropolitanas aprovadas. Os locais ainda são Los Angeles, Nova York, Chicago, Miami, Atlanta e a área da baía de São Francisco.

Sobre as regras e mudanças para a 95º edição do Oscar em 2023, foram aprovadas pelo conselho de governadores da organização em sua reunião mais recente, onde determinaram que a janela de elegibilidade retornaria ao ano civil padrão. O conselho também disse que filmes individuais não podem enviar mais de três músicas para o prêmio de melhor música original.

Também foi distribuída diretrizes atualizadas para campanhas de premiação para “manter um alto grau de justiça e transparência” na forma como as empresas cinematográficas e os indivíduos promovem filmes elegíveis para prêmios. Essas diretrizes se concentram em promoções, exibições, contato com membros e hospitalidade.


A academia reiterou que os membros devem tomar decisões “com base apenas nos méritos artísticos e técnicos dos filmes e realizações elegíveis”. As consequências da violação das diretrizes incluem desqualificação e possível suspensão ou expulsão da academia.

Aproveite para assistir:



A 95ª edição do Oscar será realizada em Los Angeles no dia 12 de março.

Não deixe de assistir: