Os assinantes da Netflix devem se preparar, pois a gigante do streaming deve novamente reajustar os valores de suas mensalidades. A medida já está sendo empregada na América do Norte, conforme pontuou o site The Wrap.

Segundo a publicação, o aumento dos preços já começa a partir do mês de novembro na América do Norte. Isso significa que o plano padrão, que permite aos assinantes assistir a até duas telas simultaneamente em alta definição, passará a custar US$ 13,99.

Já o plano premium, que garante aos assinantes o direito de assistir a até quatro telas simultaneamente (incluindo em qualidade 4K, quando possível), custará US$ 17,99/mês.

O novo preço entrará em vigor para os clientes atuais em seu próximo ciclo de faturamento e qualquer pessoa que decidir assinar a Netflix a partir da data de hoje já pagará o mesmo montante em sua primeira fatura.



Ainda não se sabe qual será a dimensão do aumento das mensalidades brasileiras, mas a expectativa é de que a Netflix nacional faça os mesmos ajustes que a base norte-americana. Além disso, não se tem informações a respeito de quando os acréscimos nos preços entrarão em vigor para os assinantes daqui.

Aproveite para assistir:



Este último aumento de preços ocorre um ano depois da Netflix ter feito ajustes significativos em seus preços ao redor do mundo. Acredita-se que decisão se dá em virtude do delicado quadro mundial, que impactou diretamente na economia global, afetando ainda as produções de diversos projetos da indústria cinematográfica.

Com o aumento nos custos de produção, em virtude da paralisação das filmagens, e aumento de gastos com protocolos de segurança contra contágio por COVID1-19, a Netflix se viu forçada a cancelar séries novas que já haviam garantido uma nova temporada, além de suspender terminantemente a produção de uma série inédita, que estava prestes a iniciar suas filmagens.

 

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE