Após o sucesso estrondoso de WandaVision, a Marvel já estreia sua próxima série nesta sexta-feira (19), no Disney+. Dessa vez, o mundo mágico fica de lado para uma aventura mais pé no chão protagonizada pelos coadjuvantes favoritos de todos, o Falcão (Anthony Mackie) e o Soldado Invernal (Sebastian Stan). Como visto ao final de Vingadores: Ultimato (2019), o Capitão América (Chris Evans) resolveu viver sua vida no passado, se tornando um simpático velhinho em 2023. Por isso, ele escolheu Sam Wilson, o Falcão, para ser seu substituto. É a partir desses conflitos internos que a série vai se desenvolver. Se você não está muito por dentro do Universo Cinematográfico Marvel, mas quer ver a série sem precisar assistir a todos os 23 filmes do estúdio, fica aqui a nossa recomendação para que vocês confiram Marvel Legends, uma produção também disponível no Disney+, que faz um resumão da trajetória dos dois heróis até chegarem ao próprio seriado. Para quem já conhece a dupla principal e quer saber um pouquinho mais sobre os novos personagens já confirmados na produção, recomendamos a leitura desta matéria.


Falcão/ Sam Wilson



Sam Wilson era membro das Forças Especiais e trabalhava com um tipo diferente de resgate aéreo. Membro do “Projeto Falcão”, ele e seu parceiro, Rilley, realizavam ataques e resgates utilizando as asas e propulsores mecânicos. Com a morte do amigo em missão, Sam se aposentou das missões de campo e passou a trabalhar em grupo de ajuda para ex-combatentes. Em um de seus treinamentos matinais, ele conhece Steve Rogers e acaba se envolvendo na trama de desmanche da S.H.I.E.L.D. junto a Steve, Natasha Romanoff (Scarlett Johansson) e Nick Fury (Samuel L. Jackson). Sam recupera suas asas e se torna o Falcão novamente. Por conta da lealdade tanto no desmonte da S.H.I.E.L.D. quanto na busca pelo misterioso Soldado Invernal, o Falcão conquista a confiança do Capitão América, que o convoca para ser um Vingador. Depois de passar cinco anos “blipado” pelo estalar de dedos do Thanos (Josh Brolin), o Falcão retorna na batalha final de Ultimato e ajuda na maior batalha desse universo. Então, quando Steve retorna as Joias para suas devidas linhas temporais e decide ficar no passado, ele confia a Sam o escudo e a missão de continuar o legado do Capitão América a partir de 2023. Na série, veremos o Falcão hesitar sobre suas responsabilidades de suceder um dos heróis mais populares do mundo. E para Anthony Mackie, o intérprete do Falcão, a hesitação de Sam foi compreensível imediatamente. “Sam considera o escudo uma representação do país em que vivemos. Há muita apreensão no que se refere a: como um homem negro representa um país que não o representa? […] Quando você pensa no Capitão América, você pensa em um tipo específico de pessoa. E há tantas linhas diferentes, tantos caminhos diferentes, tantas realidades que temos que viver todos os dias para ser um homem negro bem-sucedido na nossa sociedade. Às vezes, é muito difícil lidar com todos esses relacionamentos de sucesso. Você não pode ser a mesma pessoa em todo lugar que entra, porque cada pessoa que encontra espera que você seja uma pessoa diferente. Para alguém como o Sam, ele tem que se perguntar se isso é algo com que está disposto a lidar”“.


Soldado Invernal/ Bucky Barnes

Aproveite para assistir:

Depois de Wanda (Elizabeth Olsen), o Soldado Invernal é, muito provavelmente, o personagem mais sofrido do Universo Cinematográfico Marvel. Melhor amigo de Steve nos tempos pré-Segunda Guerra Mundial, Bucky era tipo um irmão mais velho para o futuro Capitão América. Ele defendia o amigo e o ajudava em questões financeiras e emocionais. Com a Guerra, ele se alistou para o exército e foi para a Europa defender seu país. Porém, ele e seu pelotão acabam capturados pela H.I.D.R.A., sendo que Bucky vira rato de laboratório para os experimentos de Arnim Zola (Toby Jones). Sabendo do sequestro do amigo, o Capitão América realiza sua primeira missão de campo como super-herói e começa uma caçada implacável para desmantelar a H.I.D.R.A. de uma vez por todas (ou quase). Junto aos Comandos Selvagens do Capitão, o jovem tentava destruir a base final do Caveira Vermelha, quando acaba sendo atingido por um tiro e rola montanha abaixo depois de cair do trem. Na queda, ele perde um braço e fica mortalmente ferido. Resgatado pela guarda soviética, ele passa por um procedimento chefiado pelo Dr. Zola para transformá-lo na arma perfeita. Seu braço perdido é substituído por um braço de metal e ele passa por uma lavagem cerebral para responder apenas a códigos de comando. Então, sob controle inicialmente soviético e, posteriormente, da H.I.D.R.A., ele passa a realizar missões de assassinato para atender aos interesses da organização. Completada a missão, ele era recolhido e congelado. Dessa forma, ele passou esses anos todos vivendo apenas alguns dias. Por isso, ele chegou ao século XXI tendo envelhecido praticamente cinco anos. Depois de Steve descobrir a verdade sobre o amigo que pensava ter morrido, ele faz de tudo para salvá-lo do controle nazista, inclusive chegando a permitir que ele quase o assassinasse. Porém, Bucky recupera sua memória ao ver o melhor amigo naquela situação. Foragido e com seu passado divulgado online, o Soldado Invernal vira o criminoso número 1 do mundo. Até que, em 2016, um atentado a bomba na sede da ONU é atribuído a ele e começa a Guerra Civil. Steve faz de tudo para proteger o amigo, inclusive enfrentar o Homem de Ferro (Robert Downey Jr.), que, caindo no plano do Barão Zemo, descobriu que foi Bucky quem matou seus pais. Irado, Stark arranca o braço de metal do Soldado Invernal, mas acaba derrotado pelos dois amigos. Levado por Steve para Wakanda, ele é estudado por cientistas que removem os “códigos mentais” de controle do cérebro dele e o reabilitam, além de forjarem um novo braço mecânico feito de Vibranium, o mesmo material do escudo do Capitão. No front contra Thanos, Bucky também foi “blipado” e retornou apenas em 2023, quando ajudou no combate. Agora, junto ao seu amigo – ou quase -, ele vai ajudar Sam nas missões, enquanto tenta fazer um tipo de “mentoria de irmão mais velho”, mais ou menos como ele fez com Steve no passado. O ator Sebastian Stan enxerga isso quase como uma forma de honrar a memória do Capitão América: “Acho que, agora, a questão para o Bucky é quem vai ocupar o lugar que o Cap deixou para trás. O Sam também luta com essa questão. Os dois estão, queiram eles ou não, à sombra do que o Capitão América significa. E eu acho que na cabeça do Bucky, Sam é o próximo cara – ele foi o escolhido, o Steve quer que seja ele. Bucky quer ver isso acontecer – e se houver alguma dúvida em relação a isso na cabeça do Sam, Bucky entra imediatamente em conflito. Ele ainda se sente muito protetor do Steve e de seu legado”.




Agente 13/ Sharon Carter

Sobrinha da falecida Peggy Carter (Hayley Atwell), Sharon (Emily VanCamp), assim como a tia, também teve um caso com o Capitão América, mas no século XXI. Quando trabalhava na S.H.I.E.L.D., ela foi designada para observar e proteger o Capitão. Para isso, ela se disfarçou de vizinha dele e acabou se envolvendo na trama de desmanche da organização em que trabalhava e na própria Guerra Civil, quando ela recupera o escudo e os uniformes do Steve e do Falcão. Com o Tratado de Sokovia, ela deserta da S.H.I.E.L.D. e passa a viver pelo mundo para não ser presa. Agora, ela retorna ao grupo para ajudar Sam e Bucky em sua missão especial.

Zemo

Preso na Alemanha desde o fim da Guerra Civil, Helmut Zemo (Daniel Brühl), um ex-oficial que teve sua família morta em Sokovia quando Ultron (James Spader) transformou a cidade em um meteoro, entrou nesse mundo de super-heróis porque resolveu se vingar dos Vingadores colocando um contra o outro. Assim, ele realiza o atentado à sede da ONU “fantasiado” de Soldado Invernal e encontra o livro de códigos para o controle do mesmo. Dessa forma, ele causa um verdadeiro caos no MCU e termina sendo preso. Mais uma vez em conflito, Zemo assume seu visual dos quadrinhos e retorna para tentar implantar sua visão deturpada do que é o certo no mundo.

John Walker



Baseado no Agente Americano, um “herói” criado pelo governo para substituir o Capitão América, John Walker (Wyatt Russel) é um dos soldados de maior patente nas Forças Armadas dos EUA. Com a suposta morte do Capitão na batalha contra Thanos (isso é mostrado em Homem-Aranha: Longe de Casa) e com a aparente desconfiança do governo americano em Sam Wilson, as autoridades americanas devem escolhê-lo para ser o substituto do herói. Ele é patriota, forte e bem-intencionado. No entanto, tem alguma coisa suspeita ao seu redor, o que não vai facilitar essa proximidade que ele busca ter com Sam e Bucky. Nos quadrinhos, o personagem começa como um vilão, mas consegue redenção e acaba virando herói. Será que veremos isso aqui? Para Russel “As dicotomias de John Walker foram o que me atraíram nele, e tive liberdade de moldá-lo um pouco, porque nunca conhecemos esse personagem antes”.

Batroc

Interpretado pelo lutador de MMA, George St. Pierre, George Batroc já apareceu no MCU logo no comecinho de Capitão América: Soldado Invernal (2014). Diferentemente dos quadrinhos, em que ele é um francês com exímia habilidade com espadas e campeão olímpico de saltos, o Batroc do MCU é da Argélia e trabalha como um grande contrabandista internacional. Já vimos que ele teve coragem o suficiente para enfrentar o Capitão América mano a mano, então qual será seu próximo feito?


Karli Morgenthau/ Apátrida

Vivida por Erin Kellyman, Karli Morgenthau é provavelmente uma personagem que teve seu gênero dos quadrinhos alterado. Nas HQs, o personagem é KARL Morgenthau e lidera o Ultimatum sob a identidade do vilão Apátrida para destruir as fronteiras do mundo. Antinacionalista, a Ultimatum tem acesso as armas governamentais e se opõe violentamente a todos aqueles que tentarem impor bandeiras e fronteiras para o mundo, não a toa eles enfrentam um herói que veste uma bandeira como uniforme, né? Não sabemos se Karli será filha de Karl ou se é apenas uma mudança de gênero da adaptação, só podemos garantir que ela vai infernizar a vida de Sam, Bucky e Cia.

James Rhodes/ Máquina de Combate

Outro herói já conhecido do público que vai dar as caras na série é o Máquina de Combate (Don Cheadle). Não se sabe exatamente o que ele está fazendo aqui, mas é provável que tenha ligação com a sua fase como Patriota de Ferro, um programa do governo americano que pretendia dar um “Capitão América” para o presidente dos Estados Unidos, conforme visto em Homem de Ferro 3 (2013).

O Falcão e o Soldado Invernal estreia nesta sexta-feira (19), somente no Disney+

Comentários

Não deixe de assistir: