Após estrelar ‘Batman‘ (1989) e ‘Batman – O Retorno‘ (1992), Michael Keaton acabou se afastando do papel quando o diretor Tim Burton decidiu não dirigir as outras sequências.

Nos filmes dirigidos por Joel Schumacher, Val Kilmer vestiu a capa e o capuz em ‘Batman – Eternamente‘ (1995), e foi substituído por George Clooney em ‘Batman & Robin’ (1997).

No entanto, Keaton vai reprisar seu papel como o Homem-Morcego em ‘The Flash’, adaptação do diretor Andy Muschietti, que estreia em 04 de novembro desteano.

Durante uma entrevista para o The Jess Cagle Podcast, tocou no assunto e explicou porque abandonou o papel e porque resolveu retornar após 30 anos.



“Eu gostei de atuar como o Batman. Mas, com o tempo, eu simplesmente não conseguia mais fazer isso. Eu não queria ficar preso e pensava: ‘Isso não é bom [para a minha carreira]. Isso não é bom. Eu não posso continuar fazendo isso’. E daí eu fui embora. Bom, o tempo passou e simplesmente me desliguei desse universo dos quadrinhos.”

Aproveite para assistir:

Ele continuou, explicando que voltou a se sentir atraído pelo personagem por conta da grande popularidade que o gênero ganhou nos últimos anos.

“Quando esses filmes de heróis voltaram a fazer ‘boom’, eu estava ficando curioso. Eu ficava imaginando: ‘Cara, como seria se eu voltasse a ser o Batman?’ E então, coincidentemente, recebi uma ligação da Warner Bros anos mais tarde. Eles queriam falar comigo sobre algo, e havia indícios de que era relacionado ao Batman… Quando me ligaram de novo, perguntaram: ‘Você estaria disposto a ler algumas falas?’ Na hora, eu já sabia o que era e pensei comigo mesmo: ‘Você não pode deixar essa oportunidade passar’.”

Por fim, ele disse que só aceitou porque teve certeza de que a proposta era boa o bastante para justificar seu retorno.



“Não havia razão para eu retornar se não fosse algo incrivelmente bom. Se não fosse mudar nada, sabe? Mas eu me diverti bastante e o diretor Andy Muschietti é fantástico, e muito criativo.”

E aí, você está animado para revê-lo como o herói?

Confira a entrevista:

‘The Flash‘ promete uma épica aventura de viagem no tempo quando o herói decide voltar ao passado na tentativa de impedir a morte da mãe.



E a trama será marcada por um enorme conflito emocional, como revelou o diretor Andy Muschietti durante sua participação da DC FanDome.

De acordo com o Comic Book, o cineasta disse que:

“Como um filme de super-heróis, ‘The Flash’ é uma grande aventura de ação, mas o que realmente me atraiu para o projeto foi sua carga emocional. O conflito emocional que Barry carrega por conta de sua viagem ao passado foi muito conveniente para mim.”

Ele continuou:

“Há uma mensagem bem forte por trás disso. Eu amo tramas de viagem no tempo e todos os elementos que vem junto com essa ideia, mas o coração da história é um menino que procura sua mãe, e isso é o que me atraiu, foi o que me deu aquele empurrãozinho emocional.”



Como os fãs já sabem, Nora Allen morreu misteriosamente quando Barry era apenas uma criança, e seu pai foi acusado de assassinato.

Após anos tentando provar a inocência do pai, Barry vê a chance de corrigir a tragédia ao perceber que tem o poder de voltar no tempo.

Confira o teaser:

Prevista para 04 de novembro de 2022, a adaptação vai mostrar Barry Allen/Flash (Miller) viajando no tempo para impedir o assassinato de sua mãe. Porém, quando ele retorna ao presente, sua mãe ainda está viva…. mas o mundo é um pesadelo. A Liga da Justiça nunca existiu e Barry precisa fazer de tudo para corrigir todos os seus defeitos.



Não deixe de assistir: