Kim Novak relança ‘Um Corpo que Cai’ no Festival de Toronto; Veja fotos!

Kim Novak relança ‘Um Corpo que Cai’ no Festival de Toronto; Veja fotos!

COMPARTILHE!

De Pablo Bazarello, enviado especial a Toronto.

O Festival de Toronto 2015 trouxe, entre tantas outras coisas, uma cópia restaurada do clássico ‘Um Corpo que Cai‘ (Vertigo), do mestre Alfred Hitchcock, para uma exibição especial de graça para o público.

Para promover a exibição, os organizadores do evento trouxeram também a estrela do filme, Kim Novak. A atriz nunca recebeu uma indicação ao Oscar, mas tem dois prêmios honorários do Globo de Ouro na estante – um como jovem atriz mais promissora (o qual dividiu com Shirley MacLaine), em 1955, e outro, dois anos depois, como favorita mundial do cinema.

‘Room’ vence o Festival de Toronto; Confira a lista completa! 

Participe do nosso grupo ESPECIAL no Facebook » https://goo.gl/BBFEmQ

     

Apesar de ter produções como Beije-me, Idiota (1964), de Billy Wilder, Férias de Amor (1955), com William Holden, e O Homem do Braço de Ouro, de Otto Preminger, no currículo, a carreira de Novak é lembrada prontamente por Um Corpo que Cai, uma de tantas obras-primas do grande cineasta conhecido como “o mestre do suspense”.

Veja fotos do tapete vermelho:

 

A estrela, no auge de seus 82 anos, é uma das poucas restantes da chamada época de ouro do cinema de Hollywood, onde tudo reluzia mais com um glamour infinito. Novak foi uma das tantas louras de Hitchcock, sempre redefinindo a expressão femme fatale.

No tapete vermelho do TIFF, Novak fez os fotógrafos esperarem um pouquinho, mas quando chegou não queria mais sair. Exibiu graça e simpatia ao ser apresentada para cada um dos sete ou oito fotógrafos (incluindo o que vos fala) presentes para capturar o momento. Na noite anterior, o tapete vermelho lotou de fãs e fotógrafos para ver Anna Kendrick e Sam Rockwell, e um pouco menos para Malin Akerman, Nina Dobrev e Taissa Farmiga.
Seja como for, todos agraciados com o momento não poderiam se sentir mais extasiados. Todos reconheceram vivenciar um momento único. E mesmo sendo o último dia de uma bateria consecutiva de mais de dez dias sem descanso, o consenso geral foi uma conhecida expressão: fechar com chave de ouro.


Crítica | Thor Ragnarok [COM SPOILERS!!!!]


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

[AVISO] Os comentários passam por uma aprovação e podem demorar até 24 horas para serem disponibilizados no site. Comentários com conteúdo ofensivo serão deletados, e o usuário pode ser banido. Respeita a opinião alheia e comporte-se.